Resultado da procura por “meu vizinho é um cão”.
28 out 2013

o meu vizinho é um cão

Escrito por
Livros

Já falei aqui da Planeta Tangerina, editora portuguesa que publica livros muito legais e diferentes. É a editora do Todos Fazemos Tudo, que o Francisco adora, e desse aqui, O Meu Vizinho é um Cão, outro livro do coração (a intenção não era a rima). Faz tempo que quero falar dele aqui – mas agora que foi lançado no Brasil pela (também muito legal) editora Cosac-Naify é mais uma razão pra indicá-lo.

IMG_7476MODIF

Sabe aqueles livros que você termina de ler e sente uma felicidade enorme? Então. O Meu Vizinho é um Cão é um desses – ele é bonito, gostoso de ler, muito criativo e traz uma mensagem importante: aceitar, sempre, as diferenças. A história é contada na voz de uma garotinha que mora num prédio muito pacato onde começam a chegar vizinhos diferentes. O primeiro que chega é um cão – e os pais da garota implicam com ele. Ela gosta do cachorro – curte vê-lo tocar saxofone na varanda, por exemplo. As mudanças para o prédio continuam – chegam um par de elefantes, um crocodilo – a menininha fazendo amizade com todos e seus pais sempre torcendo o nariz.

Segue um trecho (e atenção para o português caprichado de Portugal):

“No outro dia disse aos vizinhos:

‘Não acham esquisito que os meus pais vos achem esquisitos?’

Ao que eles responderam imediatamente:

‘Os teus pais é que são esquisitos!’.

‘Olham-nos de cima a baixo’, queixou-se o cão.

‘E sempre com um ar superior’, disseram os elefantes.”

IMG_7482MODIF

A menina então percebe  que ali só ela mesma entende as diferenças dos vizinhos e as respeita – e junto com seus pais, triste com a situação, muda-se de casa. Mas é aquela história: os incomodados que se mudem, oras – e ela vai embora prometendo um dia voltar. O livro termina assim:

‘Disseram-me que em nossa casa

mora agora uma família de três ursos.

E que o meu prédio está cada vez mais divertido…

Não é de admirar.

Qualquer dia, quando crescer, faço-lhes uma surpresa também.

Paro um enorme camião de mudanças em frente à porta…e mudo-me para lá!

Tenho a certeza que eles não vão me achar nada esquisita!”

IMG_7489MODIF

A historinha é de Isabel Minhós Martins e as ilustrações, bem diferentes, são de Madalena Matoso. Coisa linda, tudo com muito muito azul, cor-de-rosa e vermelho. Ah, o livro coleciona premiações (muitos pelas ilustrações, aliás) e é recomendado pela Amnistia Internacional. O exemplar nacional custa 39 reais na loja da editora – mas ó, vale pesquisar antes de comprar (como sempre!): está um tanto quanto mais barato (26 reais!) nas Lojas Americanas.

20 maio 2015

6 livros infantis (e infantojuvenis) para celebrar a diversidade

Escrito por
Livros

Deixa eu contar: eu tava pra fazer um especial sobre o Ziraldo, faz tempo – livros escolhidos, separados, lidos e relidos, o escritor e ilustrador vai lá e me faz uma declaração polêmica como a última. Aí eu pensei: quer saber? O especial do Ziraldo vai rolar, mas outra hora – tem coisa mais importante pra gente conversar agora, já. E aproveitando o gancho do último domingo, dia 17 de maio, dia internacional contra a homofobia, escolhi 6 livros para celebrar a diversidade.

Tem livro que mostra todos os tipos de família; tem livro para brincar e conversar sobre igualdade; tem livro para as crianças mais velhas e adolescentes. E dessa vez também tem vídeo, lá no canal do youtube do blog. Corre ver:

1. CADA FAMÍLIA É DE UM JEITO  

Já falei desse livro por aqui, e gosto demais dele – é um livro despretensioso, que ganha a gente pela simplicidade. Em rimas e muito colorido, ele vai mostrando todos os tipos de família que existem por aí:

“Família, não tem duas iguais.

Tem família com duas mães e famílias com dois pais.

Tem família com um pai e uma mãe que não se entendem como parentes.

Nesse caso eles moram em casas diferentes.

E por aí vai…tem família só com mãe ou só com pai.”

“Cada família é de um Jeito” fala das famílias, mas fala também dos indivíduos dentre dela – aí tem gente careca, de cabelão, grande como um avião. Um livro divertido e muito gostoso de ler com as crianças pequenas. Escrito e ilustrado por Aline Abreu, da editora DCL.

CADAFAMILIA

CADAFAMILIA02

2. THE FAMILY BOOK

Outra livro que os pequenos curtem demais é esse, “O Livro da Família”, em português – esse e todos os outros do Todd Parr, aliás. Ele faz essas ilustrações hiper coloridas, bem descontraídas e com textos curtos e de linha grossa misturados aos desenhos, a criançada reconhece de longe! Seus livros também têm outra marca registrada: sempre celebram as diferenças. Nesse aqui Todd Parr apresenta as mais diferentes famílias – família grande, pequena, de cores diferentes, que não se parecem, que têm dois pais, duas mães, ou apenas um deles. É leve e divertida a forma como ele trata de todo e qualquer assunto, e seus livros são gostosos de ler. O nosso é em inglês, da LB Kids (como seus textos são curtinhos e simples, dá pra ler fácil na língua original e de quebra aprender vocabulário!), mas a versão em português saiu no Brasil pela Panda Books.

FAMILYBOOK

FAMILY02

3. O MEU VIZINHO É UM CÃO

Esse já passou por aqui algumas vezes – é de longe um dos livros que mais lemos e relemos aqui em casa, um dos preferidos do Francisco e meus também. Em “O Meu Vizinho é um Cão”, Isabel Minhós Martins transmite a importância de se respeitar os outros, seja quais forem nossas diferenças, através de uma história muito divertida: num prédio onde moram os vizinhos mais diferentes, uma menina curiosa observa e nos conta sobre cada um deles. Tem um cão solitário que toca saxofone na varanda; uma dupla de elefantes que estende grandes lençóis no quintal;  um crocodilo misterioso – mas a pequena da história gosta de todos eles, brinca com todos. Mesmo com o olhar muito torto dos seus pais. Um livro lindo, com ilustrações cheias de ação e detalhes, escrito por Isabel Minhós Martins e ilustrado por Madalena Matoso. O nosso é a edição portuguesa, da Planeta Tangerina. Mas tem edição no Brasil sem senhor – aqui se chama “Meu Vizinho é Um Cão” (sem o “O”) e saiu pela Cosac-Naify. Essencial!

MEUVIZINHO

MEUVIZINHO02

4. TODOS FAZEMOS TUDO

Outro livro que eu e o Francisco gostamos demais! Em Todos Fazemos Tudo não há texto algum, apenas imagens. As páginas são divididas em dois: na parte de cima, a identidade da pessoa. Homem, mulher, jovem, senhor, negro, loiro, com chapéu ou de bigode – abaixo, a atividade que está fazendo. Aí tem de tudo: dirigindo um trator, jogando bola, cozinhando, andando de snowboard. A brincadeira é essa: folhear o livro e criar situações diversas, inventar mil histórias possíveis. Aqui todo mundo é igual e todos podem tudo – como deveria ser na vida, oras! As ilustrações de Madalena Matoso são divertidas demais, com detalhes a serem observados um a um (o Francisco adora!) e muita cor. Outro livro da editora portuguesa Planeta Tangerina – no Brasil ainda não há edição. 🙁

TODOSFAZEMOS

TODOSFAZEMOS02

5. JAMILY, A HOLANDESA NEGRA

Conheci esse livro na Biblioteca Pública do Paraná – e achei tão bacana! Foi escrito por Alyson Reis, que na época tinha 13 anos. Alyson foi adotado depois de passar por sete abrigos diferentes no Rio de Janeiro, e hoje mora aqui em Curitiba com seus dois pais, David e Toni. A história que ele escreveu é inspirada na sua, bonita e cheia de esperança. Mas aqui é Jamily, uma menina negra, adotada por um casal gay holandês – sua vida quando pequenina ainda, faminta e abandonada, e depois acolhida e muito bem cuidada. Livro de fácil leitura e com uma mensagem muito, mas muito legal – família é quem cria, dá educação, carinho e limites e incentiva a responsabilidade e a autonomia. É assim que nos ensina o próprio Alyson. Da editora Appris.

JAMILY

JAMILY02

6. A HISTÓRIA DE JÚLIA E SUA SOMBRA DE MENINO

O último livro da lista eu conheci através da Revista Emília. Na história, conhecemos a menina Júlia: ela anda com o cabelo bagunçado, a roupa rasgada, gosta de aprontar algumas. É seu jeito de ser, como se sente feliz. Mas seus pais não se conformam – vivem dizendo que ela se parece um menino. Um belo dia, a sombra de Júlia começa a se transformar, e vira a sombra de um menino. O Francisco torceu o nariz para o livro – ficou até com um pouco de medo das ilustrações um tanto quanto sombrias. É verdade, é para crianças mais velhas e adolescentes – um livro precioso pra essa turma, aliás! Livro bonito demais, com jeitão de quadrinho, versos, diálogos, conflitos. Para ler, admirar, pensar e conversar muito. Um clássico da literatura francesa, saiu aqui no Brasil pela Editora Scipione.

JULIA

JULIA02

***

6 mar 2015

Livros para explorar na escola até o final do semestre: as escolhas do Francisco

Escrito por
Livros

Nesse ano, terceiro ano do Francisco na escola (ele entrou lá com um aninho e meio), uma atividade bacana veio na agenda nesse início de ano: cada aluno deveria escolher em casa livros, revistas e gibis para montar a biblioteca provisória da sala de aula. Eles serão trabalhados com a turma toda até o final do semestre e então devolvidos – por isso, era essencial marcar o nome do aluno em cada um deles. Ontem a brincadeira aqui em casa então foi essa: joguei 20 livros no sofá, à disposição do Francisco, e pedi que ele escolhesse 5 deles para ler na escola e dividir com os amigos – que escolhesse os que mais gostasse, já que seriam compartilhados e retornariam para nossa casa depois. Selecionei esses 20 para evitar que os escolhidos pelo Francisco fossem livros-brinquedo, em inglês ou de imagens, sem texto – e foi a coisa mais bonitinha acompanhar (meio de longe) ele escolhendo concentradíssimo os livros que queria levar. Sentou-se, pegou um, folheou o outro, separou. Foram hoje os livros para a escola, junto com as revistas e gibis – quatro deles já apareceram aqui no blog, apenas um ainda não:

1. O MEU VIZINHO É UM CÃO

Esse já apareceu por aqui um bocado de vezes – é um dos livros que mais gostamos! Conta a história de uma garota (na voz dela) que mora num pacato prédio onde de repente começam a chegar vizinhos muito diferentes: um cão que toca saxofone, um casal de elefantes, até mesmo um crocodilo. Ela fica feliz e curiosa para conhecer cada um deles – mas se entristece pela total falta de tolerância dos pais. Um livro legal para conversar sobre diversidade e a importância de respeitar os diferentes, sempre. As ilustrações são divertidas, com muito azul e vermelho  – coisa mais linda. Das portuguesas Isabel Minhós Martins e Madalena Matoso, editora Cosac-Naify

escolha4

2. O LIVRO ERRADO

Francisco ri alto toda vez que lemos esse livro – ele curte tanto que entrou na nossa lista das melhores descobertas de 2014. Aqui o menino Nicolas se esforça para contar uma história que não segue em frente de jeito nenhum: cada tentativa dele, algum personagem que não foi convidado para estar no livro aparece. Cada página, um ser novo se intromete: tem elefante, rainha, pirata, monstro – aí é aquela bagunça. Com bastante leitura dramática vira uma festa, e dá-lhe gargalhada. Do australiano Nick Bland, editado no Brasil pela Brinque-Book.

escolha5

3. SE VOCÊ QUISER VER UMA BALEIA

Essa escolha do Francisco me surpreendeu um pouco – porque diferente do livro aqui em cima, que faz rir à toa, esse aqui faz pensar um bocado – mas também faz sorrir no final. Uma história tranquila, que exige paciência – que aliás, ensina sobre a importância da paciência e da observação. Aqui no blog apareceu há bem pouco tempo numa lista que fiz com livros para ler perto do mar – mas tenho certeza que na escola vai render uma boa conversa também. Só as ilustrações da Erin E. Stead já vão encantar todo mundo – e duvido que não as crianças não vão suspirar ao encontrar a baleia linda e soberana no final dele. Da editora Pequena Zahar.

escolha02

4. O DISCURSO DO URSO

Esse deu ciúme, admito. Ciúme em mim! Mas tá, tudo bem, o livro logo volta – é que eu sou apaixonada pelo urso vermelho do Cortázar. Esse urso mora nas tubulações dos prédios, e gosta de observar a vida dos humanos – e às vezes pensar como são tristes, sozinhos. Gosta de espiar pelas bicas que costumam deixar abertas e de mergulhar nas caixas d’água sob a luz das estrelas. Já perdi a conta das vezes que li esse livro com o Francisco – e também das vezes que me emocionei fazendo isso. Livro grandão, de cores fortes e ilustrações belíssimas. Esteve na nossa retrospectiva 2014 também. Da editora Record.

escolha01

5. LÁ EM CASA SOMOS

Esse sim, é a primeira vez que aparece por aqui (por isso mais fotinhos dele, pra vocês conhecerem). O livro é da mesma dupla lá do primeiro dessa lista: Isabel Minhós Martins escreve, Madalena Matoso ilustra. O Francisco adora sair contando coisas por aí, e acho que por isso gosta tanto do livro – nele a gente acompanha o dia a dia de uma família através dos números. São seis narizes e doze narinas que em certas épocas do ano escorrem na mesma direção, são quatro dezenas de metros de intestinos, são 118 unhas cortadas todos os domingos. É matemática da vida real, trabalhada de um jeito engraçado e divertido. Tem muita cor, muita ilustração e muito detalhe – esse sim há de render boas histórias na escola. Da Cosac-Naify.

escolha03

escolhax

escolhay

Ufa! Pra terminar, atenção para a concentração do Francisco ontem escolhendo os livros – foi muito tempo e análise nessa escolha, cês tinham que ver. 🙂

escolha

“hmmm, deixa eu ver: esse não.”

***