oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 6 anos, e vinícius, ainda bebê. seja bem-vindo! Leia mais



4 fev 2016

A Árvore das Lembranças, de Britta Teckentrup

Escrito por
Destaques, Para Conversar Sobre a Morte, Para Refletir

Eu me emociono um bocado quando leio livros infantis que tratam sobre a morte – fico impressionada com a delicadeza e a beleza com que alguns conseguem tratar de assunto tão dolorido. Já falei do quanto foram importantes para o Francisco e também para mim superar a difícil perda do meu pai – e olha, seguem sendo! Volta e meia descubro um novo livro bonito sobre o assunto, é impressionante. Acho que é a época: percebemos o quanto é importante trazer o assunto também para os pequenos, não simplesmente tentar ocultar e omitir o sofrimento. E do jeito certo, com as palavras e as mediações necessárias, conversar sobre a morte e compreendê-la pode até amenizar a dor.

IMG_1134

“A Árvore das Lembranças” é muito mais do que um livro sobre a morte: é um livro sobre a vida, lembranças, sobre como podemos manter vivo quem amamos em nossa memória. A história se passa em uma floresta, e começa com a morte de uma raposa – que por si só já tem uma descrição que emociona:

“Ela levara uma vida longa e feliz, mas estava ficando cansada. Bem devagar, ela foi até seu cantinho favorito na clareira. Olhou para sua adorada floresta pela última vez e se deitou. Fechou os olhos, respirou fundo e caiu no sono para sempre.”

O primeiro animal que se dá conta é a coruja – fica triste, mas sabia que tinha chegado a hora da amiga. Pouco a pouco, outros amigos começam a chegar: o esquilo, o urso, o passarinho, o veado – todos se sentam em volta dela e começam a lembrar das coisas boas que viveram juntos. A coruja lembra de quando brincavam competindo para ver quem pegava mais folhas secas, o urso lembra da vez que a raposa tomou conta de seus filhotes, o esquilo recorda da vez que ela o ajudou a desenterrar nozes que no inverno anterior haviam ficado muito fundas na neve.

Enquanto conversam, saudosos, lembrando da raposa, uma plantinha brota exatamente onde a raposa ficou – lugar agora já encoberto pela neve. A cada história contada, a cada lembrança dividida, a planta brota mais forte e bonita. A pequena árvore que cresce faz os amigos entenderem que a raposa ainda está com eles: quanto mais se lembram, menor fica a dor da saudade. No final, árvore acaba crescendo tanto, mas tanto, que vira um grande abrigo pra todos os animais – e dá força para que todos sigam vivendo, com a amiga sempre viva em seus corações. 

Um livro lindo, tocante, que nos lembra da importância de celebrarmos a vida – e também de relembrar e manter viva a memória dos que já foram. Escrito e ilustrado por Britta Teckentrup, publicado pela editora Rovelle. 😉

***


2 fev 2016

Contos de Fadas + Desafio A Taba!

Escrito por
Clássicos, Contos de Fada, Destaques, Posts Especiais

No início desse ano topei participar de um desafio divertido proposto pela Denise Guilherme, lá d’A Taba: ler, a cada mês, um livro selecionado por especialistas em literatura infantil e juvenil e debater sobre ele. A ideia é justamente conhecer um pouco mais da história desse gênero literário. O debate rola lá no site, através de comentários, e também em uma roda de leitura online, que acontece no primeiro dia de cada mês – ontem foi a primeira, e foi legal demais. Dá pra assistir aqui. 😉

desafioataba

O primeiro livro foi esse aqui embaixo, “Contos de Fadas”, da Editora Zahar. Um livrão, na verdade, com jeito de enciclopédia, absolutamente essencial para qualquer um que tenha curiosidade pelo universo da literatura infantil. São 26 contos de fadas originais dos Irmãos Grimm, de Perrault, Andersen e outros grandes autores – sem cortes, sem adaptações, acompanhados de notas (para que nada passe despercebido) e pequenos desenhos (essa foi uma das coisas que conversamos ontem: poderiam ser maiores, vai!) de diferentes ilustradores em diferentes séculos.

"Contos de Fadas - Edição Comentada e Ilustrada"

“Contos de Fadas – Edição Comentada e Ilustrada”

Foi ler o livro e me deparar com mil memórias da infância – além de ter algumas surpresas e ficar de boca aberta com o desenrolar de algumas das histórias. As muitas tentativas da madrasta de matar Branca de Neve dos irmãos Grimm, por exemplo – primeiro um cordão, depois um pente envenenado, só depois a maçã (e na verdade, não é o veneno que a ataca – ela se engasga com um naco da fruta, minha gente!). A princesa que não beija o sapo para transformá-lo em príncipe em “O Rei Sapo”, também dos Grimm – mas sim o joga com força contra a parede, cheia de raiva e nojo. As morais um tanto quanto cômicas de Perrault ao final de Cinderela, o a dor sem fim da Pequena Sereia de Andersen (e ela morre no final, pronto, contei!). Foi uma experiência incrível poder conhecer melhor cada um desses contos que permeiam nosso inconsciente e conhecer melhor seu contextos históricos (tão importantes para compreender cada um). 

"Branca de Neve" dos Grimm foi um dos meus preferidos!

“Branca de Neve” dos Grimm foi um dos meus preferidos!

 

O livro do próximo desafio foi divulgado ontem mesmo: será O Bom Gigante Amigo, clássico de Roald Dahl, um dos maiores nomes da literatura infantil universal. Em junho de 2016 sai o filme inspirado no livro, dirigido por ninguém menos que Spielberg – e essa é nossa oportunidade de conhecer o livro antes que chegue às telonas, rá! Todo mundo pode – e deve! – participar do desafio, é só se inscrever e adquirir o livro – ele vai estar com 30% durante todo o mês de fevereiro lá n’A Taba. Para saber mais, só clicar aqui. Bora? 🙂


27 jan 2016

Gráficos Informativos – Espaço

Escrito por
Destaques, Divertidos, Livros Informativos, Novidades e Lançamentos

Se tem algo que sempre despertou minha curiosidade é o universo – como surgiu, até onde vai, supernovas, buracos negros e afins. Bom, tive um pai professor de física da universidade (entre outras profissões!), homem mais curioso que já conheci, e que também tinha seu amor pelo espaço. E posso dizer: meu pai passou boa parte da sua vida respondendo, cheio de disposição, às perguntas dos filhos e nos incentivando a fazer outras. Tá aí algo que prezo e que faço questão que meus filhos sempre tenham: curiosidade. Que duvidem, que questionem, que nunca parem de perguntar.

IMG_0726

E eu noto e amo a curiosidade do Francisco, com seus 5 anos e tantas perguntas pela frente – já me veio com algumas do tipo de onde viemos (quem nunca?), onde estamos, quem foi o primeiro homem que aqui viveu, por que se fala 2015 se a terra tem tanto tempo (essa foi de matar!). Foi nessas que inventamos um programa legal nessas férias: assistimos ao seriado Cosmos, todos juntos, em família. Já assistiram? É demais (tem no Netflix!), apresentada pelo físico Neil deGrasse, cheio de didática e bom humor. É a continuação do seriado de Carl Sagan, da da década de 80. Super informativo, repleto de boas histórias, com animações divertidas e capaz mesmo de prender a atenção – vejam só, até de um menino de 5 anos!

IMG_0735

[todos os planetas do nosso sistema solar: um ano em Mercúrio leva 88 dias terrestres; um ano em Urano leva 84 anos da Terra!]

Pois bem, foi terminar Cosmos no domingo passado (são 10 episódios) e essa semana chega esse livro incrível aqui em casa – justamente sobre o espaço! Repleto de ilustrações coloridas (e incríveis!), o livro “Gráficos Informativos – Espaço” mostra curiosidades e fatos sobre o espaço que habitamos, de forma muito direta, enxuta e divertida.  Começa falando do universo em si – quando e como surgiu, do que é feito, seu tamanho, o que há nele. Depois vamos seguindo através dos capítulos e nos aproximando da terra – há um só sobre as galáxias e suas estrelas, outro sobre nosso sistema solar, sol, terra e lua e dois bacanas demais sobre como já aprendemos tanto sobre o universo (com um convite: continuemos nossas buscas, sejamos mais e mais curiosos!): os astrônomos mais conhecidos, quais telescópios já mandamos lá para cima, como é um traje espacial e a vida lá em cima.

IMG_0736

[comparando planetas e frutas: Júpiter seria uma melancia; a Terra um tomate cereja]

O livro é  legal demais – faz parte de uma coleção recém-lançada pela Mov Palavras: tem esse aqui, sobre o Espaço, e mais dois, sobre o Corpo Humano e sobre o Reino Animal. São escritos pelo jornalista Simon Rogers e sempre ilustrados por diferentes artistas: esse aqui é pela Jennifer Daniel. Prato cheio aos curiosos de plantão! 😉