Bruxa, Bruxa, Venha à Minha Festa

(o vini gosta mesmo é do gato de dentes afiados)

Lendo e Brincando

Uma das coisas mais legais que descobri quando comecei a ler com meus filhos é o quanto ler também pode ser uma forma de brincar. Catar um livro da estante, deitar no chão da sala e inventar vozes e novas histórias era – e segue sendo – uma delícia. Sem o rigor de ler o livro do início ao fim, de exigir atenção da criança (ou de se frustrar sem ela), sem formalidade alguma – só diversão. Com os bebês é a forma mais bacana de se curtir um livro – pelo menos com os meus sempre foi assim!

(mas o pirata de dentes podres também tem seu charme)

E – muito, muito além dos cartonados – há livros especialmente bacanas para ler e brincar. “Bruxa, Bruxa, Venha à Minha Festa” é um deles, um clássico altamente interativo e bonito demais! É um livro conhecido de muita gente, especialmente de professoras e professores da primeira infância – é muito gostoso de se curtir com várias crianças, por isso muito lido em sala de aula. Mas dentro de casa ele faz tanto sucesso quanto – é só se jogar na brincadeira!

(livro querido por crianças, professores, professoras, mães, pais…)

Aqui é uma garota quem convida os seres mais fantásticos para sua festa – muitos, inclusive, comumente temidos pelas crianças. O pirata, a bruxa, o espantalho, são todos convidados, um a um, numa repetição cheia de ritmo. É essa repetição que encanta os pequenos, que logo começam a “ler” junto e ajudam a conduzir a história. As ilustrações são outro destaque: grandiosas, muito realistas, até um pouco assustadoras – e por isso, especialmente fascinantes! O livro é publicado no Brasil pela Brinque-Book.

***

Vamos conversar?