oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 6 anos, e vinícius, ainda bebê. seja bem-vindo! Leia mais



Você está vendo os artigos na categoria “Destaques”
28 mar 2017

livro: Pouco é Muito

Escrito por
Destaques, Divertidos, Livros, Novidades e Lançamentos, Para Refletir

Histórias de avô e neto sempre emocionam a mim e ao Francisco, não adianta. Mas “Pouco é Muito” chegou por aqui (através do Clube de Leitores A Taba) emocionando, divertindo e surpreendendo – e muito! Surpreendeu já pelo formato: pequenino, delicado, esconde dentro dessa discrição toda uma edição diferente de tudo que há por aí. O livrinho se abre em dois, e convida a uma leitura singular: o lado esquerdo traz o texto, e o direto, ilustrações impecáveis de Ionit Zilberman.

A história traz um antigo conto da tradição judaica recontado por Ana Lasevicius, onde um menino, um avô alfaiate e um cobertor nos fazem pensar no tempo, no apego. Presente do avô, o cobertor aquece e acompanha o garoto nos seus primeiros anos de vida, até se desgastar de tanto uso. Apegado à peça, o menino convence o avô a salvá-la: o avô então a transforma em um casaco, que acompanha o garoto durante boa parte da infância. O casaco, no entanto, também se desgasta do uso – mas segue se transformando, numa muito brincalhona repetição. Uma delícia de livrinho para se contar, recontar, brincar e refletir! Publicação linda da editora Nós.

 


17 mar 2017

livro: À Noite, A Caminho de Casa

Escrito por
Destaques, Divertidos, Livros, Novidades e Lançamentos

Quando eu era criança viajava muito para a praia com minha família, meu pai sempre dirigindo. Para ele era uma dificuldade enorme aguentar a monotonia da estrada sem cochilar, então ele tinha algumas técnicas: uma era passar a viagem toda beliscando amendoins e biscoitos de polvilho; outra era conversar, conversar muito. Então a gente aproveitava para observar os elementos da estrada e disparar: como surgiram essas pedras? as nuvens são feitas de quê? e os arco-íris, o que são, pai?

Professor universitário de física e excelente contador de histórias, era pura diversão para ele elaborar essas respostas. E ele caprichava! Era uma delícia viajar aprendendo tanto, e a viagem voava num instante. Agora quem responde a perguntas (e também mordisca amendoins e biscoitos) no banco do motorista sou eu – sem o conhecimento e a paciência do meu pai, tá certo, mas juro que tento!

O livro “À Noite, A Caminho de Casa” chegou por aqui enganando a gente: jurávamos que trazia uma história de mistério! Que nada: no longo trajeto de volta para casa, uma criança observa atenta tudo ao seu redor. E então surgem as perguntas, questionamentos diversos: será que os passarinhos sentem frio? por que as girafas dormem em pé? Nas ilustrações, cenas emolduradas pelas janelas do carro: a cidade, as luzes, a misteriosa atmosfera noturna. É como se viajássemos junto, carro em movimento! Diferente e super interessante, o livro é publicado pela Pequena Zahar.

***


8 mar 2017

livro: Histórias de Ninar Para Garotas Rebeldes

Escrito por
Biografias, Destaques, Diversidade e Respeito, Livros, Novidades e Lançamentos, Para Refletir

Tá todo mundo curioso: o livro Histórias de Ninar Para Garotas Rebeldes mal foi lançado no Brasil e já se esgotou a primeira edição. Resultado do maior financiamentos coletivo para um livro já realizado, arrecadando mais de 1 milhão de dólares (com apoiadores de 70 diferentes países!), a obra traz 100 pequenas biografias de mulheres reais que de alguma forma fizeram a diferença no mundo.

Há biografias (repletas de curiosidades!) de mulheres célebres, como a rainha Cleópatra, a pintora Frida Kahlo ou, mais atuais, da ativista Malala, da qual muito se falou nos últimos anos. Mas o mais divertido é a chance de conhecer mulheres às vezes não tão famosas, mas que têm histórias absolutamente surpreendentes – e olha, são muitas!

Há bailarinas, ativistas políticas, piratas (sim!), cientistas, escritoras, atletas…mulheres das mais diversas profissões, que viveram nas mais diversas épocas. Há mulheres que viveram séculos atrás, há jovens garotas que vivem atualmente e que já fazem a diferença; há mulheres sírias, africanas, gregas, japonesas – e sim, há brasileiras também!

A linguagem é divertida, e as historinhas tem jeito de “era uma vez” – deliciosas de serem contadas em voz alta, deliciosas de serem devoradas como livro de cabeceira. E as ilustrações…são incríveis! O livro reúne o trabalho de 60 ilustradoras e seus diferentes estilos, entre elas Monica Garwood, Ana Galvan e Sarah Wilkins.

Duas coisas que me chamaram a atenção: o preço do livro, entre 80 e 100 reais. É caro, fato – mas a edição é um capricho só, vale dizer: capa dura, papel grosso, cores impecáveis. A outra é que claro que não é um livro só para garotas, como brinca o título. Sorte grande a do Francisco que, curioso, vem conhecendo comigo algumas dessas grandes mulheres! 🙂

***