oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 7 anos, e vinícius, de 1 ano. seja bem-vindo! Leia mais



Você está vendo os artigos na categoria “Listas de Livros”
3 nov 2016

Tem Monstro Pra Tudo que é Gosto!

Escrito por
Destaques, Diversidade e Respeito, Divertidos, Listas de Livros, Para dar risada, Para Refletir

Tá certo que era pra fazer essa seleção em tempo pro Dia das Bruxas – mas quem disse que com um bebê de três meses a mamãe aqui consegue organizar, gravar e principalmente editar a tempo? Só quando o Vinícius cochila minha gente, e olha lá – então a seleção sai agora, com um bocadinho de atraso, mas ó, compensa! Corre ver o vídeo que ficou bacana: cinco livros de monstros super divertidos, para tudo que é gosto!

1.MONSTROS DO CINEMA

Francisco montando a Múmida

Francisco montando a Múmida

“Monstros do Cinema” é um livro legal demais pra quem curte monstros, quem curte cinema, quem curte brincar: reúne diversos monstrengos que já passaram pelas telonas. Tem Frankenstein, tem Gremlins, tem até Malévola – cada um deles formados por três lâminas, que combinadas, formam esses e outros monstros malucos! No final há uma linha do tempo mostrando em que momento cada monstro surgiu no cinema, além das datas, filmes e curiosidades sobre cada um. Super divertido! Ilustrado por Daniel Kondo, a publicação é da Sesi SP Editora.

2.MONSTROS DOENTES

monstros-doentes

Esse livro já passou por aqui antes, é um dos preferidos do Francisco! Nesse livrão a gente conhece monstros assustadores e de cara feia, no entanto…doentes, coitados. O ogro sofre com uma forte indigestão, o bicho-papão de enxaqueca, o gigante tem depressão e o vampiro, adivinha? Dor de dente! As ilustrações de Emanuelle Houdart são impressionantes: os monstros são bizarrros e até assustadores, mas são impecáveis, com cores incríveis, repletos de detalhes e referências. Cada monstro doente vem acompanhado de um texto delicioso, cheio de ironia e bom-humor: a descrição da doença em si, seus sintomas, tratamentos possíveis e uma pequena observação ao leitor. A publicação é da Edições SM.

3. MONSTRO ROSA

monstro-rosa

“Monstro Rosa” é um livro de monstro legal demais – e especialmente importante! Recebemos ele através do Clube de Leitores A Taba, do qual somos assinantes. Dessa vez, o assunto é diversidade – tratado de forma divertida e super criativa. Monstro Rosa não nasceu igual aos outros: enquanto todos eram brancos e pequenininhos, ele era grandão, peludo, ria de qualquer bobagem e era cor-de-rosa! Sentia-se estranho onde nasceu, não era nada fácil. Um dia, então, tomou coragem e partiu conhecer novos lugares. O caminho foi longo – mas chegando lá, depois de dias, noites, sol e chuva, encontrou um lugar onde tinha até arco-íris. E lá conheceu os monstros mais diferentes, coisas coloridas, rostos sorridentes – lá finalmente se sentiu feliz! É divertido acompanhar a jornada do simpático monstrinho – nas últimas páginas, as cores vão surgindo aos poucos, e a gente se sente descobrindo esse lugar cheio de diversidade (e respirando aliviado!) junto dele. O livro é escrito é ilustrado pela espanhola Olga de Dios – é sua primeira obra, e já recebeu inúmeros prêmios, além de ser traduzido para diversas línguas. No Brasil, a edição ficou por conta da Boitempo Editorial – e viva a diversidade!

4. KONSUMONSTROS

konsumonstros

Os Konsumonstros são monstrinhos simpáticos, coloridos e ótimos em inventar coisas – inventaram a roda, por exemplo, mas meio que não sabiam o que fazer com ela. Então colocaram uma gaiola em cima e inventaram o…carrinho de compras. Aí, da Idade da Roda para a Idade da Compra foi um pulo: e os Konsumonstros não pararam nunca mais de consumir. E hoje vivem assim: comprando sem parar, produzindo lixo e inventando muita moda – pra sempre ter o que comprar! Uma história de monstro engraçada demais (é cada produto maluco!), gatilho divertido para refletir e conversar sobre consumo excessivo. De Florence Breton, publicado pela Edelbra Editora.

5. COMO RECONHECER UM MONSTRO

como-reconhecer-um-monstro

Um bocadinho de mistério, muito humor e uma surpresa daquelas no final e pronto, tá aí um livro de monstro que não tem erro com a criançada! Nessa historinha curtinha escrita e ilustrada pelo argentino Gustavo Roldán, a gente acompanha um bichinho de cartola, engraçadíssimo, que vai descrevendo como reconhecer um monstro enquanto tenta ele mesmo reconhecer um…mas bem, mal imagina ele o que o aguarda no final! Pra rir muito e terminar ouvindo um “conta de novo?”, não tem jeito! Publicado pela Jujuba Editora.

***

 


30 ago 2016

Bons Livrinhos, Bons Conselhos!

Escrito por
Destaques, Listas de Livros, Livros, Para Refletir

É engraçado, mas a literatura infantil há muito tempo vem acompanhada de uma coisa um tanto chata: da ideia de que precisa sempre ensinar alguma coisa, transmitir alguma lição de moral. Pois não precisa não – nem deve! Melhor coisa é se libertar disso e escolher livros bons pelas histórias, pela diversão que eles trazem. Mas existem livrinhos bacanas que ensinam coisas preciosas às crianças, às vezes até em forma de conselhos divertidos – escolhi três dos que andamos curtindo recentemente para dividir com vocês.

1. O SEGREDO DEBAIXO DAS COISAS, de Janaina Tokitaka

o-segredo-debaixo-das-coisas

“O Segredo Debaixo das Coisas” foi o livrinho da lista que mais curtimos recentemente, e que o Francisco gostou demais! Traz pensamentos e conselhos sob os olhos de um menino. O principal deles: aprender a enxergar o que nem todos vêem, coisa que só se aprende mesmo lendo. Lendo o mundo, lendo livros: “embaixo das coisas existe um segredo; mas só pra quem olha de perto e sem medo.” Uma obra delicada, cheia de poesia e coisa boa, escrita e ilustrada por Janaina Tokitaka e publicado pela Edelbra.

2.DANCE QUANDO CHEGAR AO FIM, de Richard Zimler e Bernardo Carvalho

Já pensou se os bichos resolvessem dar alguns palpites? O tucano, o beija-flor, o babuíno, o tiranossauro, até – o que diria cada um deles? Esse livro reúne conselhos curtinhos, rimados e muito divertidos vindo de amigos bichos. Não ser resmungão e chato, agarrar-se à esperança, ouvir a voz do coração e defender quem precisa de ajuda são alguns deles. As ilustrações de Bernardo Carvalho complementam os divertidos conselhos com muita cor e humor  – e a edição é um capricho só, capa dura, folhas resistentes e foscas. Daqueles livros legais de se presentear, bonitos de ver e de curtir! A publicação é do selo Galerinha, da Record.

3.DEZ BONS CONSELHOS DE MEU PAI, de João Ubaldo Ribeiro

dez-bons-conselhos-de-meu-pai

Outro livro legal demais de se presentear – gente pequena e gente grande também! Nele o escritor João Ubaldo Ribeiro reúne 10 conselhos que seu pai lhe deu durante a vida – todos para pensar, refletir e ter boas conversas. Dos meus preferidos: “Não Seja Ignorante” (“não ser ignorante é um dos mais sagrados direitos que você tem e, se você não usa voluntariamente esse direito, merece tudo de adverso que lhe acontece“); “Não Seja Amargo” (“as coisas acontecem, aconteceram, ficam acontecidas. se você for amargo, essas coisas continuam acontecendo“) e “Não Seja Intolerante” (“alegre-se com a diversidade humana. procure honestamente entender os outros“). As ilustrações são da Bruna Assis Brasil, e o livro é publicado pela Objetiva.

***


26 jul 2016

Especial: Livros para Presentear Mamães e Recém-Nascidos

Escrito por
Datas Especiais (Páscoa, Natal...), Destaques, Divertidos, Listas de Livros

Dia desses, arrumando a mala da maternidade do Vinícius (estamos entrando na semana 39 de gestação), tive uma ideia: fazer um especial sobre livros para presentear recém-nascidos e mamães que acabaram de ter bebê. Pois é! Quando a gente pensa num presente pra uma criança que acaba de chegar ao mundo, a gente pensa numa roupinha, algum brinquedinho…mas por que não um livro? Um livro que possa ser curtido naquele momento e em muitos outros no decorrer da vida dela, e de quebra, emocione e encante a mamãe também. Na listinha abaixo e lá no youtube, 6 livros infantis que abordam a temática maternidade-nascimento-descobertas, todos bonitos demais. 🙂

1. CORAÇÃO DE MÃE

Esse é um livro para emocionar e tocar qualquer coração de mãe – mas que também diverte e encanta os pequenos. Já passou por aqui antes, numa listinha que fiz no ano passado para o dia das mães, e quer saber? Segue sendo meu preferido da vida quando se trata do assunto “maternidade”. Reúne a sensibilidade da escritora portuguesa Isabel Minhós Martins e a alegria das ilustrações de Bernardo Carvalho em um livro delicioso que conta sobre o músculo maluco que é o coração de mãe: dança quando ouve gargalhadas dos filhos, parte-se em mil pedaços quando os vê tristes, vira um novelo embaralhado quando não os compreende. Tudo porque é ligado ao coração de cada filho por um fio fininho que só – e por isso, tudo que o filho sente, a mãe sente também. E como sente! Nossa edição é da editora portuguesa Planeta Tangerina, mas no Brasil o livro já saiu pelo selo Tordesilhinhas, da Editora Alaúde.

coracao-de-mae

2. QUANDO EU NASCI

“Quando Eu Nasci” é também escrito pela Isabel Minhós Martins, mas ilustrado pela Madalena Matoso – é outro livro delicado, cheio de carinho e descobertas. Narra, através dos olhos de uma criança pequenina, o descobrir e desvendar o mundo. Tudo começa já na barriga da mãe, mas é ao nascer que começam de fato as infinitas descobertas – as cores, cheiros, as texturas, barulhos, os primeiros passos. Cada dia algo completamente novo – que, vamos combinar, não acaba nunca! Outro livro lindo de se presentear um recém-nascido, um lindo recado de “boas-vindas”. Publicado por aqui também pelo selo Tordelhinhas, da Alaúde.

quando-eu-nasci

3. ALGUM DIA

Outro livro bacana de presentear as mães – especialmente aquelas que acabaram de ter uma menina, já que é uma declaração de amor de uma mãe à sua filha. Diferente do “Coração de Mãe”, que emociona meio sem querer (e é especialmente bonito por isso), esse é carregado de emoção e até um bocadinho de drama, vai – mas é delicado. A mãe começa contando para a filha por tudo que já passaram, até a constatação: “você era meu bebê, agora é minha menina”. E segue narrando algumas das coisas pela qual a garota vai passar: “algum dia seus olhos se encherão de profunda alegria e brilharão; algum dia ficarei triste neste terraço vendo você acenar para mim até desaparecer”. Ao final, ela fala sobre o momento em que a filha terá sua própria filha – e então se lembrará da mãe. As ilustrações são leves, bonitinhas – e fazem um contraste bacana com o texto carregado de emoção. Publicado pela WMF Martins Fontes.

algum-dia

4. NA BARRIGA DA MINHA MÃE

Esse livro foi um presente que ganhei e que, admito, me emocionou um bocado (pode culpar os hormônios da gravidez, pode!). Na história, a menina Antonia, também conhecida como Totó, conta de quando morava na barriga de sua mãe. Ela queria poder lembrar de tudo que passou lá dentro, da imensidão na qual nadou quando ainda era um feijãozinho, dos saltos em torno do cordão umbilical. Um livro cheio de imaginação e sensibilidade, parceria linda entre as amigas Júlia Rosemberg, que escreveu (a Totó é sua filha!) e Thais Stoklos, que ilustrou. Um presente bastante sensível para uma mãe que acabou de ter bebê e também para aquela que carrega o bebê na barriga – tão gostoso imaginar tudo que ele faz lá dentro! Publicado pela editora Equador.

na-barriga-da-minha-mae

na-barriga-da-minha-mae-2

5. EL MENINO

Sabe o que mais AMO nesse livro? Do tom hilário com o qual ele conta uma história real, que aconteceu com a artista Isol, a autora, e com todas as mães do mundo: a chegada bombástica do recém-nascido em casa! O longo e demorado caminho pelo qual percorreu até chegar no mundo, a forma como se alimenta, os sons que emite, os que ouve, as reações, xixis e cocôs desse pequeno ser são tratadas com humor e também com ternura. O final é fofo demais: a gente descobre que o dia que o bebê se sente em casa mesmo é o dia em que se dá conta de que todo mundo já foi pequenininho, com ele. As ilustrações complementam o texto: enquanto vemos os grandes passeando, vemos suas versões bebês junto, grudadinhas a eles. Ainda sem edição no Brasil, trouxe nossa cópia de Buenos Aires – mas encontra-se fácil o livro em livrarias online, como a Amazon espanhola ou até a brasileira, mas na versão em inglês.

el-menino

el-menino-2

6. MON TOUT PETIT

“Mon Tout Petit” é o xodó dessa lista, um dos livros mais bonitos e sensíveis que tratam sobre maternidade. Fala, basicamente, do amor de uma mãe por seu filho, do ciclo da vida – conforme vamos virando as páginas, vamos acompanhando o filho crescendo nos braços da mãe, até não mais caber ali, até o momento em que os papéis se invertem: de repente é a mãe nos braços do filho. Tudo acontece como numa dança, página a página, ilustração por ilustração. O final é triste, lindo, verdadeiro: um dia a vida vai separá-los. Publicado pela La Joie de Lire, o livro ainda não tem edição nacional. Nossa cópia comprei através da Fnac francesa, e chegou tão rápido que foi até um susto: em menos de 5 dias estava aqui!

mon-tout-petit

***