oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 7 anos, e vinícius, de 1 ano. seja bem-vindo! Leia mais



Você está vendo os artigos na categoria “Novidades e Lançamentos”
14 ago 2017

O Fantástico Arroz de Filomena

Escrito por
Contos de Fada, Destaques, Divertidos, Livros, Novidades e Lançamentos

As pessoas daquela cidade não gostavam de Filomena. É que ela era um tanto feia, corcunda e vivia com as roupas e os cabelos desgrenhados. Pronto, isso era suficiente para que o povo cochichasse maldades toda vez que a viam. Mas a verdade é que ninguém a conhecia de fato, e mal podiam imaginar que Filomena era uma excelente cozinheira. Bolinho de bacalhau, torta de damasco, cogumelos grelhados eram com ela: os melhores, os mais apetitosos que existiam!

Toda vez que cozinhava, o cheiro de suas comidas se espalhava pela floresta (ela morava distante, sozinha) e atraía os seres mais fantásticos que existiam. Sacis, ninfas, lobisomens e até trolls tinham seus pratos preferidos! Só um prato atraía todos juntos: seu fantástico arroz. Um dia um caçador da cidade se perdeu pela mata e também foi atraído pelo aroma do prato. Hipnotizado, foi parar na casa de Filomena, mas não conseguiu entrar – quem disse que os famintos trolls deixaram? Lá de longe, da porta, espiou os pequenos olhinhos da cozinheira – o que bastou para reconhecê-la no dia seguinte, em plena feira. Na mesma feira onde todos zombavam e riam dela.

E aí…bem, aí que já falei demais da conta e é melhor parar por aqui. Esse livro delicioso (de dar água na boca mesmo!) chegou dia desses, novidade da Aletria, e foi amor à primeira vista. A história é envolvente, redondinha, com um final pra lá de divertido – e foi escrito a quatro mãos, por pai e filha! Já as ilustrações, minha gente, impressionantes – os desenhos fortes e coloridos da argentina Rebeca Luciani só engrandecem a narrativa, é bonito de ver. Só uma coisa: sabe aquela história de não ir ao mercado com fome? Vale para o livro. Garanta uma boa refeição antes dele, ou, como eu, vai terminar sonhando com lasanha de queijo de cabra! Ai que fome! <3

***


1 ago 2017

A Cor de Coraline, de Alexandre Rampazo

Escrito por
Destaques, Diversidade e Respeito, Divertidos, Novidades e Lançamentos, Para dar risada, Para Refletir

Estranho mesmo foi o dia em que Pedrinho chegou para Coraline pedido o lápis cor da pele. Quer dizer, não parecia nada estranho pra ele naquele momento, mas a pergunta foi suficiente para deixar a Coraline com cara de lagosta. Afinal, naquela caixa de 12 cores, qual seria a “cor de pele” – e mais importante, a pele de quem?

O pensamento de Coraline vai longe…porque se morassem em Marte, certamente a cor da pele deles seria verde. E se morassem num país de envergonhados, ou ainda…num país onde todos fossem vermelhos de raiva? Imagine só que engraçado! Também poderia ser um mundo fofinho, fofuxo, onde tudo e todos fossem….lilás!

Enquanto Pedrinho espera, a imaginação de Coraline voa e nos leva pra cada um desses mundos super coloridos, cheios de formas e de peles diferentes. Muito parecidos com o nosso, aliás! Livro incrível, importante, urgente – e divertidíssimo! Coraline, somos fãs!

“A Cor de Coraline”, de Alexandre Rampazo, saiu pela editora Rocco.

***


28 jul 2017

Super, de Jean-Claude Alphen

Escrito por
Destaques, Divertidos, Novidades e Lançamentos, Para Refletir

Todos os dias, o pai do garoto sai trabalhar. A mãe também, mas antes, deixa-o na escola. À noite, os dois voltam – o pai às vezes senta com o filho para assistirem à televisão, a mãe garante a pipoca. Tem vezes que o pai vai buscá-lo na escola, de surpresa, outras até almoçam juntos – mas quem faz isso diariamente é a mãe. O pai, no entanto, é o super-herói, capa e máscara sob os olhos do filho – a mãe lá, tão pequenininha.

Um dia, no entanto, o pai fica doente. O menino jamais poderia imaginar que isso aconteceria a um super-herói, mas que surpresa. O pai então fica em casa, toma as rédeas das tarefas que a mãe antes fazia – a rotina muda, a perspectiva do garoto também. Havia uma super-heroína escondida naquela casa! Interessante demais é notar como o autor e ilustrador, Jean-Claude Alphen, elabora a história: o tamanho do texto, a perspectiva do desenho, o conjunto todo conduz o leitor a mergulhar por inteiro nela.

De primeira, admito, não entendemos bem: teria a mãe ido embora? Teriam se separado? Observamos as ilustrações mais atentamente, relemos, curiosos: aaaah, tá tudo ali! É esse o bacana dos livros, no fim das contas. Os que nos intrigam, o que geram conversas. E como esse livro rendeu! Obra delicada, divertida, instigante, lançamento lindo da Editora Pulo do Gato.

***