oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 6 anos, e vinícius, ainda bebê. seja bem-vindo! Leia mais



Você está vendo os artigos na categoria “Novidades e Lançamentos”
27 set 2016

Mais Livros Infantis Sobre a Chegada de Um Irmão

Escrito por
A Chegada de Um Irmão, Destaques, Fases e momentos especiais, Livros, Novidades e Lançamentos

Há alguns meses falei por aqui sobre livros infantis que tratam de um assunto especial: a chegada de um irmão. Eu estava grávida na época, e agora, com o Vinícius nascido (e completando seus dois meses!), eue o Francisco (que agora, aos 6 anos, é o irmão mais velho) seguimos lendo e relendo todos esses livros. O legal é que descobrimos outros bacanas sobre o assunto, e são esses que eu mostro hoje pra vocês. Pra saber mais sobre cada um deles, corre ver o vídeo! 🙂

1.EU ADORO MEU IRMÃOZINHO!

Caroline Crocodilo acaba de ganhar um irmãozinho, mas simplesmente não consegue gostar dele. Morre, morre de ciúme! Para ela, o novo irmão não é nada divertido, baba demais, é fedido e ainda por cima…ocupa todo o espaço do colo da mãe! Um dia, a mãe resolve trocar um chapéu que não serviu, e Caroline tem então uma idéia: e se fosse a uma loja de bebês trocar o irmãozinho? Historinha fofa demais sobre a chegada de um irmão, bem legal de curtir já com os pequenininhos! A publicação é da Fundamento.

2. O INVASOR

“O Invasor” trata sobre a chegada de um membro da família de forma divertida e muito diferente: a história é toda contada através dos olhos da Kika, a cachorrinha da família. Ela conta que recebia toda a atenção do mundo na casa até o dia em que a barriga da tia Stella começa a crescer e as atenções voltam todas para ela. Mas tudo muda mesmo quando um dia, depois de alguns dias fora, voltam todos para casa com um estranho invasor dentro de uma nave espacial esquisitíssima (no caso, um carrinho de bebês). São inúmeras as tentativas de Kika de descobrir quem estará lá dentro, tamanha a sua curiosidade…mas a supresa ao descobrir quem é o tal invasor não poderia ser mais feliz! Publicado pelas Edições SM.

3. EU (NÃO) GOSTO DE VOCÊ

De todos os livros que lemos sobre a chegada de um irmão nesses últimos tempos (e não foram poucos), esse talvez tenha sido o mais importante para mim e para o Francisco. Conta a história de uma menina que  não fica nada feliz com a chegada do irmão: quer dizer, ela até fica, acha ele muito fofo! Mas às vezes sente um quentão dentro dela que simplesmente não sabe explicar. Acho essa a parte mais legal do livro: tratar do ciúme sem dizer que é ciúme – afinal, as crianças dificilmente sabem reconhecer o que estão sentindo. O final é lindo: a mãe explica, usando balões, como seria impossível diminuir o amor de um filho por conta de outro. A publicação é da Editora Jujuba.

***

Veja mais livros sobre a chegada de um irmão:

***


19 ago 2016

A Pior Senhora do Mundo, de Francisco Hinojosa e Rafael Barajas

Escrito por
Destaques, Divertidos, Livros, Novidades e Lançamentos, Para dar risada

Se tem uma coisa que me entusiasma nesse mundo é quando o Francisco gosta MUITO de um livro e quer sair por aí mostrando pra avó, professora, para os amigos da escola. Acontece volta e meia, e foi exatamente assim com esse aqui: “A Pior Senhora do Mundo” conquistou o Fran de primeira (pra ser sincera, já com a capa!) e rendeu boas risadas (além de alguns sustos).

a-pior senhora

A história é hilária, divertidíssima, e especialmente diferente por uma razão: é politicamente incorreta, exatamente como a criançada adora. A pior senhora do mundo é uma mulher má que só, terrível – maltrata quem vier pela frente, seja bicho, filho ou vizinho. Tem cinco filhos e bate em todos eles –  quer se comportem bem, quer se comportem mal. Com as crianças vizinhas não é diferente; nem com gatos, gaivotas e baratas – todos correm perigo perto dessa mulher tão malvada.

Um dia, de tanto sofrer, o povo todo resolve ir embora. E ela fica sozinha com um pombo-correio, sua única vítima. Quando percebe que logo vai matar o pombo de tanto judiar dele, resolve escrever um pedido de desculpas para todos. É o pombo quem leva o bilhete, e todos voltam, crentes de que as coisas vão mudar. Mero engano – não só a mulher segue terrível, como dessa vez constrói uma enorme muralha em torno da cidade para que ninguém saia de lá. O jeito, então, é o povo se unir novamente, dessa vez com algumas ideias bastante diferentes – e finalmente acabar com as torturas da vilã.

Escrito pelo mexicano Francisco Hinojosa e ilustrado por Rafael Barajas, conhecido como “El Fisgón”, o livro já tem quase 25 anos – e está sendo reeditado esse ano no Brasil pela Sesi-SP. Pra ver um pouquinho mais da obra, só assistir ao vídeo:

***


8 ago 2016

Quero Meu Chapéu de Volta, de Jon Klassen

Escrito por
Destaques, Divertidos, Novidades e Lançamentos, Para dar risada

Volta e meia a gente descobre alguns livros infantis que são pra lá de sensacionais: são engenhosos, especiais no conteúdo, ilustração, edição. “Quero Meu Chapéu de Volta”, de Jon Klassen, editado no Brasil pela WMF Martins Fontes é desses: não só traz uma história divertida demais, como tem uma edição impecável, na qual texto, ilustração, cores e fontes se fundem num contexto incrível – e hilário.

quero-meu-chapeu-de-volta

Tudo começa com um urso, que busca seu chapéu. Lá sai ele perguntando para raposa, sapo, tartaruga, coelho, tatu – mas ninguém viu o dito cujo. A história segue através de diálogos, curtos e dinâmicos, página a página – as cores do texto, preto e cinza, demarcam de quem é a fala (aqui em casa, eu e Francisco lemos cada um uma fala, como num teatro – é muito divertido!).

Certa hora, o urso passa por um animal que está com seu chapéu – mas a resposta é negativa, claro. O texto, no entanto, muda de cor – a resposta é vermelha, e apesar do urso não notar a mentira (mesmo com o chapéu na cabeça do bicho!), fica muito claro para nós, leitores, que ali há algo estranho:

quero-meu-chapeu-de-volta-2

O urso, coitado, segue a busca. Até uma hora que PERA! – ele lembra de algo. Lembra que viu o chapéu, e mais uma vez, é a cor vermelha que sinaliza essa súbita lembrança. A coisa é quase cinematográfica! Então ele volta, correndo – e aí, sem spoilers, porque esse é um livro que traz um final absolutamente surpreendente, cheio de ironia e longe de qualquer lugar comum.

Talvez a criançada não entenda na primeira não – o Francisco, quando se deu conta, levou um susto tão divertido que me fez rir mais do que o livro em si. E o barato é esse: ir deixando a criança sacar aos poucos, se não na primeira leitura, na segunda, na terceira – é susto e diversão garantida!

***

* Esse livro chegou até nós através do clube de leitores d’A Taba, que tanto falo e recomendo. Pra variar, sempre uma surpresa boa! 🙂