oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 7 anos, e vinícius, de 1 ano. seja bem-vindo! Leia mais



Você está vendo os artigos na categoria “Fases e momentos especiais”
23 mar 2017

Uma Ideia No Bolso, de Patricia de Arias

Escrito por
Fases e momentos especiais, Leitura com Bebês, Livros

A vida não anda fácil por aqui: chegando nos 8 meses de idade, o Vinícius tá vivendo intensamente a tal ansiedade da separação. Anda muito chorão, com dificuldade pra dormir, um grude só – e a mãe aqui mal tem tempo (e disposição) pra fazer qualquer coisa que não ficar em função dele. Daí meu sumiço! Coisa que a gente segue fazendo nos intervalos entre chororôs e dramas é ler: de manhã e antes de dormir. Tem dia que não passa da primeira página, tá certo, mas tem outros que flui que é uma beleza!

Livrinho delicioso que curtimos juntos essa semana foi esse: “Uma Ideia no Bolso”, da Editora Rovelle. Com texto rimado e ilustrações delicadas em aquarela, a gente acompanha um pequeno garoto e suas muitas brincadeiras. Ele guarda uma ideia no bolso, mas quem disse que conta qual é ela? Prefere perseguir bandidos, amestrar formigas, vestir duendes de pijama vermelho – simplesmente não sobra tempo!

Um detalhe divertido: no final do livro há o texto na língua original, espanhol. Resolvi também ler para o Vinícius e adivinha? Arranquei gargalhadas dele! Me ouvir falar outra língua (ainda que muito mal) foi a maior diversão – agora só leio o livro com o bônus, pra ouvir o pequeno rir (da minha cara, claro). Momentos assim fazem todo o perrengue desses 8 meses valer a pena, ufa!

***


18 mar 2017

Eu Sei Um Montão de Coisas, de Paul e Ann Rand

Escrito por
Divertidos, Fases e momentos especiais, Leitura com Bebês, Livros

Ô livrinho gostoso de curtir com os pequenos! “Eu Sei Um Montão de Coisas” traz um texto rimado, delicioso de se ler em voz alta – uma criança divide tudo que já sabe, o que já descobriu: “um livro precisa de folhas para folhear e um bolo folhado de tempo para assar”, brinca ela. As ilustrações são grandonas, ocupando páginas inteiras com cores e traços divertidos.

Publicado originalmente em 1956, o livro traz uma das parcerias do designer gráfico americano Paul Rand e sua esposa, Ann Rand. Um super clássico, essencial para quem curte livros infantis cheios de arte – publicado pela falecida Cosac-Naify, ainda se encontra fácil (e em conta!) na Amazon. Fica a dica!

***


13 fev 2017

Livros Indestrutíveis para Ler e Brincar Com Bebês

Escrito por
Destaques, Leitura com Bebês

Quem tem bebê em casa sabe que leitura com eles geralmente envolve o livro levado à boca, mordido, amassado, às vezes jogado bem longe. Não tem como escapar, faz parte da descoberta – é inclusive importante deixá-los tocar e mexer nos livros, é como os pequenos compreendem o mundo durante boa fase da vida.

Com o Vinícius, que tá com 6 meses de idade, eu venho sempre procurando ler os livros comuns mesmo, de papel – é nesses que está o melhor conteúdo, não adianta. E olha, por aqui eles até podem ir pra boca, podem ser mexidos e remexidos – mas quando começa aquela rasgação não há coração que aguente e os livros voltam para estante para descansar. Aos poucos a gente vai ensinando os devidos cuidados com os livros, com os brinquedos, com tudo que a gente tem.

Por isso há livros especiais para essa fase: livros indestrutíveis, que depois de lidos podem ser mexidos e remexidos sem medo. Esses livros são sempre uma boa opção de distração – e funcionam como brinquedo mesmo! Nessa seleção, divido com vocês alguns que o bebê Vinícius curte aqui em casa:

1.É UM LIVRINHO

Já falei da versão “original” desse livro, o “É um livro”, em um especial que fiz por aqui no ano passado. Essa é a versão para bebês, e é muito bonitinha: um burro (apenas ignore que no vídeo acima eu falo que é um coelho, a maternidade faz dessas coisas com a gente) conversa com um macaco. Curioso, com um livro na mão, ele pergunta: isso é para morder? é para usar? é pra mandar e-mail? O macaco segue respondendo que não – até terminar dizendo que é um livro, oras. Uma boa dica é sempre inventar vozes diferentes para os personagens: aqui em casa o Vinícius fica super atento quando faço isso! Livrinho pequeno, resistente, com pontinhas arredondadas e super divertido! Da Companhia das Letrinhas.

2. ERNESTINA, A GALINHA

“Ernestina, A Galinha” é um livrinho especial: a história é da colombiana Yolanda Reyes. Traz conto curtinho, cheio de humor, sobre uma galinha que bota um ovo na cozinha – e também sobre um repolho, uma flor e três grãozinhos arroz. A narrativa tem bastante ritmo e rima – uma delícia de se contar em voz alta para os bebês. Já as ilustrações são divertidas e repletas de detalhes: trabalho lindo de Aitana Carrasco. Também cartonado, com pontas arredondadas e à prova de mordidas, rá! Da Mov Palavras.

3. GILDO – COLEÇÃO PRIMEIROS LIVROS

É muito comum encontrar livros para bebês que apresentam as cores, as formas, os números para os pequenos: aqui, eles são apresentados pelo Gildo, o simpático elefantinho da autora e ilustradora Silvana Rando. O bacana é que nessa coleção os três livrinhos vêm juntos numa pequena caixa – para a criançada na faixa de um, dois anos de idade, só a brincadeira de tirá-los e colocá-los de volta já entretém um bocado. Sem contar que são uma graça – pequenininhos, resistentes e muito bonitinhos! Da Brinque-Book.

4. GILDO E OS AMIGOS (NO JARDIM, NA ESCOLA, NA PRAIA)

Livro de banho é aquela coisa: difícil encontrar algum que valha a pena. Mas também, só a ideia já é meio estranha, não é não? Livro que é livro a gente não leva pra debaixo da água, então…sei não, mas livro de banho geralmente tá mais pra brinquedo do que qualquer outra coisa. Mas a verdade é que aqui em casa esses três fazem um sucesso danado com o Vinícius. A gente lê, acompanha o Gildo pelo jardim, na praia, na escola e pronto, vai direto pra boca, pro chão, pra longe. São fáceis de limpar, leves e macios que só – uma beleza pra essas mãozinhas e gengivas afobadas! E né, o mais legal: também trazem o elefantinho mais querido do Brasil, o Gildo. Da Brinque-Book.

5. AS FORMAS, OS OPOSTOS (livros de Xavieur Deneux) 

Essa coleção de Xavieur Deneux também traz os opostos, as formas, os números e as cores – mas numa edição impecável, resistente e com ilustrações minimalistas e muito diferentes. Os desenhos são em relevo, o que também costuma fazer sucesso com os bebês – o sensorial é super importante para eles! Outra coleção que traz um assunto comum de forma diferente e criativa! Da Publifolhinha.

6. COLEÇÃO O QUE É, O QUE É (de Guido Von Genechten)

Guido Van Genechten é um autor que pode anotar: não tem erro com os pequenininhos! Seus livros são super diferentes, interativos e rendem diversão. Essa coleção “O que é? O que é?”, por exemplo, é um barato de curtir com bebês (mas não pense que a criançada mais velha não adora também!): a partir do desenho de um só animal, conforme vamos desdobrando o livro, vão surgindo vários outros animais diferentes. A ponta do nariz do ratinho também é o bico do pinguim que é o rabo do macaco…e assim vai: o último bicho tem 70 centímetros! O legal de brincar com os bebês é que os livrinhos não só são divertidos como são leves, fáceis de manusear e super resistentes – ou seja, aquela coisa: podem ir à boca, podem ser amassados e jogados longe que tá tudo bem! Da Gaudí Editorial.

7. THIS IS NOT A BOOK

“This Is Not A Book” (ou “Isto Não é um Livro”) é um livro pra brincar, brincar muito! A imagem que cada página esconde, a perspectiva com a qual convida o leitor a observá-la, tudo convida à brincadeira. Um mostro, uma borboleta, um computador – e também um jogo de tênis, uma barraca, até uma…bunda! Os traços do ilustrador Jean Jullien (que tem uma conta divertidíssima aqui no instagram, aliás) são grossos, coloridões – e a edição super resistente, um capricho só! Pra curtir com os bebês, com os médios, os grandes – o Francisco também adora o livro, olha aí:

8. INDESTRUCTIBLE BOOKS

Cá entre nós, essa é a coleção mais incrível que já vi para curtir com os bebezicos: são livrinhos pequenos, com textura de papel mesmo – mas totalmente INDESTRUTÍVEIS! Sim! Inclusive é esse o nome da coleção: “Indestructibles“. Foi criada por uma mãe (só podia ser né?) de trigêmeos americana, e são livros-imagem, que trazem apenas ilustrações. Boa parte da coleção traz bichos selvagens, pássaros e outros animais – as ilustrações são super bonitas (não aquelas que a gente geralmente encontra nos cartonados por aí), mas a história a gente que inventa. O diferencial mesmo é esse: são absolutamente impossíveis de rasgar (juro, só com tesoura mesmo!), são à prova d’água (ou seja, à prova de baba também) e são laváveis. Pra levar pra cima e pra baixo e curtir sem medo de ser feliz!

***

Para saber mais sobre leitura com bebês, assista também: