oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 6 anos, e vinícius, ainda bebê. seja bem-vindo! Leia mais



Você está vendo os artigos na categoria “Livros”
18 nov 2015

Liberdade aos Cachos! Livros Infantis e Cabelos Crespos

Escrito por
Livros

Tenho muito orgulho da minha cabeleira crespa, adoro meus cabelos e não mudaria nenhum fio deles por nada – mas não foi sempre assim não. Eu fui uma criança de cabelos crespos, claro – mas uma criança que simplesmente não queria e não sabia lidar com os próprios cachos. Hoje, juro, me aperta o coração quando penso o tanto de tempo que perdi na vida alisando cachos inalisáveis, tentando a todo custo me enquadrar numa estética que nada tinha a ver comigo. Quando adolescente, a coisa continuou – e aí era escova japonesa, progressiva e outras químicas absurdas para ter um cabelo seco, feio, quebradiço e extremamente fraco – mas LISO! Afe, sério, pudesse eu voltar no tempo! Foi só depois dos 20 anos que assumi minha cabeleira, e gente, como sou mais feliz assim. Mais segura, mais bonita, mais feliz.

Então fico pensando – talvez se lá na minha infância tivesse eu tido acesso a livros com protagonistas que de alguma forma me representassem, talvez as coisas tivessem sido diferentes. A gente não imagina a importância que tem a representatividade na vida de uma criança, como é importante ela se ver e se encontrar nos livros, filmes ou desenhos que ama. Por isso, fui atrás de livros sobre o assunto e aqui estão, os que mais curtimos – eu e o Francisco, claro. Meu menino que é crespo também, e olha, muito orgulhoso de sua cabeleira!

1. PEPPA

Esse é um livro querido de muita criança, crespa, lisa, de cabelo de todo tipo – e  não tem mesmo como não se encantar por essa figurinha que é a menina Peppa. Dona de uma cabeleira forte como aço, Peppa é frequentemente solicitada para ajudar em mudanças ou para fechar pacotes de biscoitos com um dos seus fios. Aliás, há quem veja esse início do livro como pejorativo e preconceituoso, mas particularmente, não concordo – na minha humilde opinião, é justamente o carinho e o humor com qual a autora, Silvana Rando, fala dos cabelos da personagem que fazem dessa história tão divertida. Além do mais, Peppa tem seus cabelos fortes e morre de orgulho deles…até um dia em que passa na frente de um salão de beleza e vê uma propaganda com uma mulher linda, loira e lisa. A imagem não sai da cabeça de Peppa – e ela decide passar pelo difícil procedimento de alisar seus cabelos. São 16 horas e alguns minutos de muito trabalho (aliás, quando eu alisava meus cachos com a tal ‘escova japonesa’ eram 12, minha gente, 12 horas no salão! quanto tempo perdido, argh!). Sai formosa e sedosa, porém, leva consigo uma lista de proibições: para que o cabelo continue assim liso, ela não pode brincar, correr, pular, mergulhar. Não pode nada! Peppa não se aguenta no calor, imóvel, quase sem respirar para não estragar os novos cabelos…e decide que quer saber? TCHIBUM, melhor se jogar na piscina mesmo – melhor é ser feliz, oras! Publicado pela Brinque-Book.

Peppa (Brinque-Book)

peppa-2

2. IMAGINE UMA MENINA COM CABELOS DE BRASIL

Aparecida é uma garota de autoestima baixa, que não gosta e não se entende com seu cabelo – vive sofrendo com piadas e zombaria das colegas de escola. Ela vive fazendo mil alisamentos, usando produtos químicos fortes, fazendo escova – mas nada adianta: é passar um pouquinho de tempo e pronto, o cabelo já volta a ficar crespo, grandão. Um dia, Aparecida encontra uma nova colega – e é essa colega quem consegue fazer fazê-la entender e amar seus cabelos, que na verdade, têm a forma do Brasil! Acho divertida e muito criativa essa relação dos cabelos com os países de origem das personagens – é só reparar e ver que cada uma das garotas têm os cabelos no formato de um país (ou continente). O livro tem aventura, briga, bagunça – mas no final, as meninas todas se entendem e vêem que não faz sentido nenhum aquela discussão toda. Aparecida assume seus cabelos muito brasileiros e ufa, vive feliz. O livro é publicado pela Editora Prumo.

imagine-uma-menina-com-cabelos-de-brasil-1

imagine-uma-menina-com-cabelos-de-brasil-2

3. OS CABELOS DE CORA

Livrinho lindo, amor à primeira leitura. Primeiro, porque é em versos – rimas deliciosas, cheias de ritmo, que fazem a leitura fluir fácil. Segundo, porque é mais uma menina crespa pela qual não há jeito de não se encantar: Cora. Como outras protagonistas por aqui, Cora sofre com o comentário de uma amiga que vem dizer que seu cabelo é “ruim”. Triste, decepcionada e insegura, Cora volta para casa conversar com sua Tia Vilma, mulher forte que só e também dona de respeitáveis cachos. Ela dá uma lição de igualdade para Cora, de aceitação e de respeito – e no final, a menina volta para a escola empoderada, certa de suas origens e segura com sua identidade. Publicado pela Pallas Editora.

o-cabelo-de-cora-1

o-cabelo-de-cora-2

4. O MUNDO NO BLACK POWER DE TAYÓ

Desse aqui já falei lá no instagram – ô livrinho incrível! A começar pelas ilustrações e as cores, que são lindas – tudo aqui remete à África, à diversidade de cores e formas da cultura africana. Tayó é uma menina negra, poderosa, que ama seus cachos e sabe a história que eles carregam. Como outras protagonistas dessa listinha, Tayó também sofre agressões das colegas de escola – mas ela não deixa quieto não! Quando dizem que seu cabelo é ruim, ela diz cheia de orgulho: “vocês estão com dor de cotovelo porque não podem carregar o mundo nos cabelos como eu“. É um livro especialmente completo porque não apenas exalta a beleza dos cabelos de Tayó como também traz um pouco da história e da cultura africana e da importância de conhecer e respeitar nossas origens. Absolutamente indispensável, de uma sensibilidade maravilhosa e como já disse, ilustrações lindas demais. Publicado pela editora Peirópolis.

o-mundo-no-black-power-de-tayo-1

o-mundo-no-black-power-de-tayo-2

5. CABELO DOIDO

O último da lista é um dos poucos que encontrei sobre o assunto que trazem um protagonista garoto (o outro é o Chico Juba, que também muito recomendo) – e aqui o cabelo não é crespo, é doido mesmo! Pensa se já não nos apaixonamos pelo livro logo no título, eu e Francisco – a história é de uma maluquice só, daquelas que a gente adora. Uma menina curiosa comenta sobre o cabelo doido de um rapaz – que explica que olha, ela não pode imaginar o que tem dentro dos seus cabelos: leões, caçadores, música, tudo! As história é do gênio Neil Gaiman, e as ilustrações do seu parceiro em diversos livros, Dave McKean – e elas são um deslumbre! A viagem na cabeleira do protagonista é cheia de aventuras – e no final, até a menina que comentou sobre o cabelo, coitada, acaba dentro dele – é que ela vem com a ideia de pentear o cabelo doido, imagine só! É um livro curioso, divertido e muito, muito diferente ! Da editora Rocco.

cabelo-doido-1

cabelo-doido-2

***


4 nov 2015

Especial Hora de Dormir: Nossos Livrinhos de Boa Noite Preferidos

Escrito por
Destaques, Fases e momentos especiais, Hora de Dormir, Listas de Livros, Livros

Não adianta, é consenso: a hora de dormir é a melhor hora para ler histórias. É aquela hora em que a gente se desconecta dos celulares, computadores e afins – ou pelo menos deveria! – e se rende às boas histórias, nos bons e velhos livros. Em casa nós temos um combinado: são três livrinhos em média por noite – mas dependendo do tamanho dos livros e da disposição, podem virar dois ou um só. E quando são um só, geralmente é porque o cansaço tá grande e a historinha vem só pra embalar o sono – nessas horas, temos nossos preferidos: livrinhos de boa noite. São livrinhos cujas histórias giram em torno do ritual do sono, da hora de dormir, e que são, vamos dizer assim, a cerejinha do bolo na hora do boa noite.

1.CUIDE DO MEU SONINHO

Ai, se esse livro falasse…ele ia contar que olha, a hora de dormir nunca foi fácil aqui em casa, nem nunca será, obrigada. Eu nunca fui de dormir cedo e o Francisco não é diferente – e olha, eu tentei, minha gente! Rotina, banho, massagem, óleo, simpatia, chazinho – mas foi o ritual da leitura noturna o que mais ajudou. Esse livro foi um dos primeiros que lemos na vidinha do Fran, desde que ele era muito bebezinho – e é por isso que tenho um carinho tão grande por ele. Não tem uma história incrível, nem uma edição caprichada, nem nada disso – mas tem um garotinho de pijama listrado que o Francisco jurava que era ele quando tinha 2 anos de idade e uma rotininha da hora do sono que muita criança vai indetificar. Aliás, é assim o livro: apenas a rotininha do sono, e é por isso que ele funciona tão bem. O copinho d’água, o travesseiro sendo ajeitado, o xixi pra garantir e pronto, o beijinho da hora de dormir. Um livro bem bacana para os pequeninos, na faixa de 1 ou 2 anos. Da editora Fundamento.

cuide-do-meu-soninho-01

cuide-do-meu-soninho-02

2. ASSIM COMO VOCÊ

Esse foi o Francisco quem me lembrou que deveria fazer parte da lista: “é que todo mundo dorme no final, mãe, lembra?” – e opa, lembrei. Tá aqui, outro livro bem legal para ler com os mais pequenos: a comparação e a brincadeira é com os bichos, e qual criança não ama bichos? O autor (Guido Van Genechten, o mesmo do “O que tem dentro da sua fralda”?) convida a gente a reparar no quanto os animais se parecem conosco: comem quando sentem fome, amam a casa onde moram, gostam muito de brincar, correm fazer xixi quando precisam – assim como todos nós. E nessa sequência, a gente vai seguindo até a hora de fechar os olhos e adormecer – e o livro termina com o desejo de um bom sono. É, o Francisco tava certo, esse não podia faltar na lista não! Publicado pela Saber e Ler.

assim-como-voce-01

assim-como-voce-02

3. TODO MUNDO BOCEJA

Esse é outro livro especialmente bacana para os pequeninos – mas já alerto, pode dar uma vontade incontrolável de bocejar nos médios e grandes também. É que não há nada mais contagiante no universo do que bocejo, e a brincadeira aqui é justamente essa: fazer cada um dos bichinhos abrir o bocão de sono. O gato, a cobra, o guaxinim, a cobra – todos eles bocejam com nossa ajuda: é um livro de abas, para brincar mesmo. As ilustrações são fofas demais, muito coloridas, e chamam mesmo a atenção dos pequenos – e no final, lá está um bebê, também bocejando, como todos os bichinhos. A última página, tripla, traz a turma toda dormindo, feliz da vida. Pra curtir, ler e brincar, e de quebra embalar num belo soninho. Da Brinque-Book.

todo-mundo-boceja-01

todo-mundo-boceja-02

4. O LIVRO DAS BOAS-NOITES

Deixa eu contar: esse é meu preferido da listinha. E conto mais: me emociono de verdade várias das vezes que leio com o Francisco, porque é mesmo bonitinho demais. É daqueles livros que embalam a hora de dormir com amor e aconchego. As boas-noites são dadas através de poesia, com versinhos diferentes e cheios de ritmo: boa-noite pais, aos professores, às estrelas, aos imigrantes…

“aos vizinhos de outras terras

que falam de outra maneira

e que vieram à procura

de uma terra hospitaleira;

aos que chamamos estrangeiros

e na diferença são iguais

ao que somos e sentimos

quando somos fraternais.”

…e segue, aos meninos sem abrigo, à natureza, aos sonhos. Faz pensar um bocadinho, faz sim – e termina com uma mensagem cheia de esperança, daquelas que fazem bem ao coração (ali no vídeo eu leio um trechinho pra vocês!). Esse eu trouxe lá de Portugal, da Cabeçudos – a boa notícia é que dá para comprar online que eles também entregam no Brasil. 🙂

o-livro-das-boas-noites-01

o-livro-das-boas-noites-02

5. GOODNIGHT MOON

Esse é um clássico da hora de dormir – um clássico com uma cara muito da moderna! Foi escrito por Margaret Wise Brown em 1947 – e desde então, é um dos livros infantis mais vendidos nos Estados Unidos. A historinha é simples, aconchegante: um coelhinho aconchegado nas cobertas que vai dando boa-noite a cada objeto do seu quarto, aos brinquedos, às meias, à lua lá fora – a cadência da rima, quase um mantra (acho que li vezes demais pro Francisco nessa vida), vai embalando o sono. Mas são mesmo as ilustrações que chamam a atenção e que fazem desse livro algo tão diferente: tem muito verde, laranja, cores fluorescentes. Esse sim, um clássico indispensável na cabeceira. O nosso comprei via Amazon, mas no Brasil chama-se “Boa Noite, Lua” e foi publicado pela Martins Fontes.

goodnight-moon-01

goodnight-moon-02

EXTRAS – EM INGLÊS 

6. GOODNIGHT, GOODNIGHT, CONSTRUCTION SITE

Ah, já que terminei com um inglês ali em cima, deixa eu mostrar outros dois, também em inglês, que são especiais para a hora de dormir – esse aqui teve uma fase que socorro, era só ele. E vou te falar uma coisa: se você tem uma criança em casa na fase dos carrinhos-tratores-máquinas-e-afins, esse é o livro para ela. A brincadeira aqui é que assim, todo mundo tem que dormir e descansar uma hora, inclusive as máquinas – então lá vamos nós dando boa noite a batoneiras, escavadeiras e a canto de uma grande construção. Esse também tem edição em português, e por aqui saiu pela Caramelo com um nome bem divertido: “Parem de Cosntruir, É Hora de Dormir”. A molecada pira!

goodnight-goodnight-construction-site-01

goodnight-goodnight-construction-site-02

7. SLEEP LIKE A TIGER

E para fechar de vez a listinha, uma jóia, livrinho lindo e encantador: Sleep Like a Tiger. Esse tem absolutamente tudo a ver com a nossa situação por aqui, e acho que por isso o Fran gosta tanto: a garota (um princesa muito da linda!) da história não quer dormir, simplesmente. “Eu estou sem sono, não estou cansada” vai dizendo ela. Mas os pais a colocam na cama, no ritual de sempre, e ela começa as perguntas: “todo mundo tem mesmo que dormir?”. Os pais vão respondendo que sim, que cada bicho adormece – e vamos mergulhando nas ilustrações incríveis de Pamela Zagarenski: os morcegos, as baleiasos ursos e os tigres adormecem, majestosos. Como não poderia deixar de ser, a menina termina adormecendo, aconchegada e feliz. Esse aqui ainda não tem edição por aqui, só em inglês mesmo – mas vale demais! O nosso compramos via The Book Depository.

sleep-like-a-tiger-01

sleep-like-a-tiger-02

***

 

 


21 out 2015

Especial Dia das Bruxas: 5 Livros Assustadores (mas nem tanto)

Escrito por
Livros

Dia 31 tá aí, dia das Bruxas! A gente não tem muito o costume de celebrar o dia no Brasil – mas ainda assim, dá pra aproveitar o clima da época pra ler divertidos livrinhos de terror. Eu sempre curti histórias que envolviam bruxas (as da Eva Furnari, a Bruxa Onilda), fantasmas e afins – e acho legal que o Francisco também gosta demais. É só ter algum mistério, um vampiro na história, um monstro escondido e pronto, ele fica curioso. Escolhi 5 dos nossos livros preferidos – são livros bacanas pra crianças na faixa dos 5, 6, 7 anos de idade. Não muito assustadores, pra não apavorar ninguém, e muito divertidos!

1.A CASA ASSOMBRADA

Esse livro é especialmente legal para os pequeninos – é o livro menos assustador da lista, o mais feliz. Conta a história de uma garotinha que se muda para uma casa assombrada. No primeiro dia dentro dela ela descobre que muitos fantasmas habitam a casa; mas a menina é uma bruxinha, e fica feliz da vida com a novidade. Então ela caça um por um, com ajuda do seu amigo gato, coloca todos na máquina de lavar e adivinha? Transforma os fantasmas em utilidade: um vira toalha de mesa, outro cortina de banho, outro ainda vira lençol. Historinha simples, com um final bem feliz e uma lição divertida. As ilustrações também são bacanas: muito preto e laranja com colagens em papel branco. Da japonesa Kazuno Kohara, publicado pela Cosac-Naify.

a-casa-assombrada-01

a-casa-assombrada-02

2. BEM-VINDO A MONSTRÓPOLIS

Esse a gente descobriu lá na Biblioteca Pública do Paraná – eu disse que o Francisco não resiste a monstros, foi ver e quis logo emprestar o livro! A historinha é assim: na cidade de Monstrópolis, quando anoitece, todos os seres começam a trabalhar. O divertido é acompanhar as profissões das criaturas – os morcegos-vampiros, claro, trabalham no banco de sangue. As aranhas gigantes limpam os vidros, o lobisomem, dono de um belo topete, corta os cabelos, a lula gigante serve lanches na madrugada. Os seres são super coloridos, e as ilustrações cheias de detalhes divertidos – o autor, Ryan Heshka, é um aficcionado por monstros, e dá pra perceber suas influências. Livro cheio de cor, com estilo meio retrô e criaturas simpáticas, é outro que diverte os mais pequenos. Publicado pela Manole.

bem-vindo-a-monstropolis-01

bem-vindo-a-monstropolis-02

3. DRÁCULA

Um garoto recebe um convite para uma festa em um castelo – quando chega lá, várias surpresas. Seres estranhos cozinham pratos esquisitos (creme de cobra, fígado de rato), múmias embrulham os presentes – é aniversário do Conde Drácula e a festa está sendo montada! A historinha é engraçada e cheia de rima  – e o mais divertido é que conforme vamos passeando pela festa, vamos abrindo abas que escondem as criaturas todas. Cada página, um ser novo, um cantinho da festa – até o final, onde se abre o caixão e TCHARAM, lá está o aniversariante, que se abre verde e grandão na última página! Outro livro bacana para ler com crianças pequenas, com muita cor e interações divertidas. Publicado pela Companhia das Letrinhas.

dracula-01

dracula-02

4. CASTELO MAL-ASSOMBRADO

Quando o Francisco fez 4 anos de idade, quis uma festa de Halloween. Então fiz uma festa cheia de bruxas, vampiros e afins, tudo bem que bem fora de época – o aniversário dele é no final de junho. Mas todo mundo adorou – e foi até gente fantasiada! Achei legal que ele ganhou muitos presentes sobre o tema – inclusive alguns livros de terror. Esse foi um deles, e o Francisco tem loucura por ele: mas já aviso, o livro dá belos sustos! A história em si é aquela conhecida dos livros de terror – conta sobre um grupo de amigos que vão parar em um castelo apavorante em pleno dia das bruxas. O diferencial do livro mesmo está nos muitos pop-ups, sustos e barulhos assustadores a cada página virada. Esse bota um medinho, vai – mas é divertido demais! Publicado pela Libris, está esgotado no site da editora – mas dá para encontrar fácil na Estante Virtual e outras lojas online.

castelo-mal-assombrado-01

castelo-mal-assombrado-02

5. MANUAL PRÁTICO DE BRUXARIA EM 11 LIÇÕES

Rá, esse é muito meu, mas vai, eu empresto pro Francisco – é que ele descobriu na minha estante, aí o jeito é dividir, né? Quando eu era adolescente, eu jurava que era Wicca – tive uma fase de querer saber tudo sobre bruxaria, feitiços e afins, juro. Era divertido, mas durou pouco – o que ficou foi o gosto pelas bruxas e suas histórias. Esse livro também ficou dessa época – é muito engraçado e divertido, cheeeio de detalhes, segredos e cantinhos para descobrir e rir muito. Como diz o título, é um manual: 11 lições para se tornar uma bruxa, com muito, muito humor. Várias piadas, receitas, feitiços e dicas para cuidar de um jardim apavorante, escolher uma casa ideal, se enfeiar e assustar geral. O livro é grandão, e rende boas leituras – leitura divertida para crianças pequenas e maiores também, viu? Da editora Ática.

manual-pratico-de-bruxaria-01

manual-pratico-de-bruxaria-02

***