oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 6 anos, e vinícius, ainda bebê. seja bem-vindo! Leia mais



Você está vendo os artigos na categoria “Livros”
18 jun 2014

um dia, um guarda-chuva…

Escrito por
Livros

Tá aí, um dos muitos livros novos portugueses que eu trouxe – foi o Francisco quem escolheu qual eu deveria mostrar primeiro pra vocês. Eu achei a escolha ótima – sou especialmente apaixonada pelos livros dessa editora, a Planeta Tangerina. Já falei de alguns por aqui como Meu Vizinho é Um Cão, meu livro do coração (rimou). Esse aqui, Um dia Um Guarda-Chuva… conta a história de (obviamente) um guarda-chuva:  aquela história, quem nunca perdeu um guarda-chuva nessa vida?

IMG_9091

Quando li com o Francisco pela primeira vez, me lembrei do meu avô. Ele volta e meia contava uma história de um guarda chuva de estimação que ele tinha (pois é, ele tinha uns objetos esquisitos de estimação: guarda-chuvas, pijamas, tranqueiras do Fluminense). Era um guarda-chuva preto, comum – mas ele gostava tanto do dito cujo que amarrou uma fita colorida no topo dele, para nunca perder. Mas um dia perdeu, esqueceu no trabalho, na época o IAPI. Alguns dias depois, saindo de lá, caía uma chuva daquelas – um colega veio de guarda-chuva perguntar se ele queria carona. Ele aceitou, prontamente. Quando olhou para cima, lá estava a fitinha. Vô Walter, tímido como era, não teve coragem de exigir seu guarda-chuva de volta, coitado, mas ficou muito brabo.

IMG_9094

A história desse livro é outra porque o final é mais feliz, mas é a mesma: a história de um guarda-chuva perdido que troca de mãos. Começa assim: um senhor de cachimbo esquece do guarda-chuva dentro do ônibus. Em seguida, uma senhora o encontra e usa para afugentar um ladrão de carteiras; logo depois um jogador de golfe também faz uso do bendito acessório, depois um equilibrista, um soldado…o guarda chuva passa por diversas mãos e situações. O mais bacana é que em cada página a gente já consegue identificar os elementos da ação que está por vir – é só prestar um pouquinho de atenção. O ladrão que se esconde em um canto, os gatos que espreitam (e depois usam o guarda-chuva como barco).

IMG_9098

O final é mais feliz do que o do guarda-chuva do vô Walter, dando uma volta completa e muito inusitada até retornar ao seu dono inicial. O livro é escrito pelo suíço Davide Cali (foi ele quem também escreveu O que é o Amor, lembram?) e ilustrado por Valerio Vidali – aliás, vai por mim e dá uma olhada no site dele, as ilustrações são de tirar o fôlego. As do livro são assim também, sensacionais. Uma bem boa notícia pra terminar: o livro foi editado no Brasil também, pela Tordesilhas, e é bem fácil achar online. O preço varia de 15 a 28 reais, então vale dar aquela pesquisada. 😉


9 jun 2014

Discurso do Urso

Escrito por
Livros

Eu fico boba de feliz quando descubro obras infantis de autores que eu amo, autores de gente grande mesmo – esses dias tive a felicidade de encontrar um livro de ninguém menos que Júlio Cortázar para o Francisco. O livro é na verdade um conto do livro Histórias de Cronópios e de Famas, ilustrado lindamente pelo italiano Emilio Urberuaga. Chama-se “Discurso do Urso”, e conta a história de um urso que vive nos canos dos prédios, passeando pelas tubulações.

IMG_8963

A história é sensacional: o urso vive pelos tubos de água quente, de calefação, do ar-condicionado. Seus pelos mantém a tubulação limpa, e o maior prazer dele é passear pelos canos e observar o cotidiano dos humanos que vivem nos prédios. Um grunhido dele e a a cozinheira Guilhermina reclama que o gás está vazando; um deslize até o porão e os casais se agitam nas camas, se queixando da tubulação. É nas noites de verão que o urso fica mais feliz – ele mergulha na caixa d’água repleta de estrelas, lava o rosto e depois, alegre, desliza novamente pelos canos até alguma bica que alguém tenha esquecido aberta.

IMG_8967

E é aí minha parte preferida:

“Procuro alguma bica

que sempre esquecem aberta em algum andar;

por ali meto o nariz,

e espio a escuridão dos quartos onde vivem esses seres que não podem

andar pelos canos, e sinto quase pena

ao vê-los tão grandes e desajeitados,

ouço como roncam e

sonham em voz alta,

e como são tão sós.”

 

IMG_8971

Chorou? Porque olha, eu confesso que rolou uma lagriminha na primeira vez que li para o Francisco. E as ilustrações! São lindas. Emilio Urberuaga, o ilustrador, é espanhol, e carrega diversos prêmios de ilustração. Tem diversos livros publicados, alguns apenas como ilustrador, outros também como autor. A edição brasileira é traduzida por Leo Cunha e editada pela Record, pelo selo Galerinha. É fácil encontrar por aí, em diversas livrarias, e sai na faixa de 30 reais.  Mas deixa eu contar, em lojas como Casas Bahia ou Ponto Frio sai por 21 reais. Vale muito!


19 maio 2014

Os Incomodados que se Mudem

Escrito por
Livros

“Um elefante incomoda muita gen-te, dois elefantes incomodam, incomodam muito mais” – pronto, aposto que você ficou com a música na cabeça, rá. É como eu estou há dias, socorro – e o Francisco também, diga-se de passagem. Esse livro muito bonitinho é a releitura da cantiga que não adianta, todo mundo conhece e sabe de cor. Só o final é diferente: aqui os elefantes é que se sentem incomodados com uma invasão de ratinhos e terminam fugindo.

IMG_8661

Queria ter filmado o Francisco cantando o livro ontem à noite – é, ele CANTA o livro. Essa é a parte mais legal – como o livro é a música, dá pra contar ou cantar. Aí o Francisco jura que está lendo de fato, e sai cantando e virando as páginas, todo bonitinho. Tá aí uma fórmula que a criançada não resiste: repetição e bichos, muitos bichos. Especialmente os bem pequeninos.

IMG_8656

Gosto demais das ilustrações, dos elefantes com carinha de carvão e os ratos mil, as cores vermelho e preto. É o segundo livro para crianças que Anita Prades ilustra – o primeiro, Cadê o Pintinho?, também foi em parceria com Márcia Leite, a autora, veterana no mundo da literatura infantil. É Márcia Leite, aliás, uma das fundadoras da editora Pulo do Gato, especializada em literatura infanto-juvenil.

IMG_8654

O livro sai 33 reais, sempre esse preço, em diversas livrarias – dá pra encontrar facilmente online, só ver aqui. 🙂