oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 7 anos, e vinícius, de 1 ano. seja bem-vindo! Leia mais



Você está vendo os artigos na categoria “Para Refletir”
10 jul 2017

Receita Para Bem Crescer, de Alessandra Roscoe

Escrito por
Destaques, Divertidos, Novidades e Lançamentos, Para Refletir

Tem livro que faz a gente voltar a ser criança: faz a gente sorrir, sentir vontade de estourar bola de chiclete, correr fazer guerra de travesseiro. “Receita Para Bem Crescer” é assim! É livro infantil, tá certo, mas devia ser lido por todos os grandes, todos os pequenos. Faz a gente se emocionar, embarcar numa viagem poética de volta à infância, em forma de versos e promessas.

As ilustrações de Vanessa Prezoto trazem descontração ao texto recheado de poesia de Alessandra Roscoe, e tornam a leitura ainda mais inspiradora. Pra lembrar a gente de crescer, sim, mas só no tamanho (e olha lá!) – e de se permitir ser criança sempre! Da Editora Rovelle.

***


30 jun 2017

Quando Você Não Está Aqui, de María Hergueta

Escrito por
A Chegada de Um Irmão, Destaques, Fases e momentos especiais, Livros, Novidades e Lançamentos, Para Refletir

Na capa, duas crianças sentadas: uma rabiscada de vermelho, a outra ao lado, o lápis aos seus pés. “Ele não gosta dela, né?!“, me disse o Francisco assim que pegamos os livros nas mãos. E eis que nosso personagem começa logo dizendo: “Eu gosto quando você não está aqui”.

É que quando ela não está por perto, ele pode tudo: é o rei da casa, sobra muito mais espaço na grande cama, todas as coisas dela são dele. E assim segue…é tanta coisa boa quando ela não está! É um egoísmo inocente, quem nunca sentiu algo parecido? Mas a tão feliz solidão logo se transforma: afinal, sem ela ali, de quem ele vai se esconder? Em quem ele vai botar a culpa? Quem vai lhe contar histórias?

O livro é todo na voz do garoto, e é lindo como é ele próprio quem vai descobrindo que com a irmã é tudo mais divertido – o final é uma graça, puro sorriso! Francisco terminou o livro constatando: “ele tá é com saudades!”. 

Lindíssimas também são as ilustrações da espanhola María Hergueta, que escreve e ilustra a obra. São aconchegantes, bonitas, numa muito original paleta de cores – há texturas, estampas, escondem detalhes! Muito mais do que um livro sobre a (às vezes nada fácil) relação entre irmãos, um livro sobre a descoberta da individualidade, da solidão, da saudade e das delícias de se compartilhar a vida. Surpreendente! Da Editora Pulo do Gato.

***


26 jun 2017

A Alma Secreta dos Passarinhos, de Paulo Venturelli

Escrito por
Destaques, Livros, Novidades e Lançamentos, Para Refletir

Ha muitos anos (nem queiram saber quantos, rs), enquanto estudava jornalismo na UFPR, tive a chance de fazer uma matéria optativa muito legal: literatura infanto-juvenil. O professor era ninguém menos que Paulo Venturelli. Problema é que naquela época, nos meus 19, 20 anos, eu acabei levando a matéria como a faculdade toda, confesso: um tanto quanto nas coxas. Que vacilo! Hoje, paixão pela literatura infantil e juvenil despertada, um pouco (mas bem pouco, vai) de maturidade alcançada, eu adoraria poder assistir novamente às suas aulas. Mas Paulo Venturelli se aposentou da universidade já faz alguns anos – a sorte é que hoje escreve livros preciosos.

“A Alma Secreta dos Passarinhos” é sua obra mais recente, lançada pela editora Olho de Vidro, aqui de Curitiba – numa edição, vale dizer, de encher os olhos! Capa dura, páginas grossas, aquele capricho que um bom livro merece. Na história, acompanhamos um garoto curioso, determinado a conhecer Deus. Ele já havia ouvido dizer que os passarinhos eram sua alma sobrevoando a terra, e um dia põe-se de tocaia para tentar capturar um pássaro nas mãos. Consegue, sente seu pequeno coração acelerado, sua agonia e medo – e ali tem uma reflexão.

É um livro delicado, como as ilustrações de Elizabeth Teixeira que acompanham todo o texto poético de Venturelli. Delicado, mas ao mesmo tempo profundo, intenso que só – nada de “papinha literária”, como diz o próprio autor. Uma história que desafia e provoca, linda de morrer!

***