oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 7 anos, e vinícius, de 1 ano. seja bem-vindo! Leia mais



Você está vendo os artigos na categoria “Para Refletir”
13 mar 2017

livro: O Que Você Faz Com Uma Ideia?

Escrito por
Livros, Para Refletir

Um garoto um dia tem uma ideia. Meio sem saber o que fazer com ela, deixa a ideia em um canto e se afasta. Mas ela o persegue: queria comer, brincar, queria atenção! O garoto então começa a cuidar dela, alimentá-la, e percebe que é mais feliz com a ideia por perto.

Quando a apresenta aos outros, não recebe muito apoio: dizem que aquela não é uma boa ideia, que é estranha. Mas o garoto não desiste: apegado a ela, constrói para os dois uma casa onde possam juntos sonhar. E assim, finalmente entende o que se faz com uma ideia – seja ela qual for!

Primeiro livro do empreendedor Kobi Yamada, “O que você faz com uma ideia?” tem jeito de auto-ajuda, é verdade: mas é uma leitura interessante para incentivar as crianças a dividirem e não desistirem de suas ideias, por mais malucas que sejam. Um estímulo divertido à criatividade, numa edição cheia de capricho da Editora Voo. E olha que bacana: a cada livro vendido, outro novo é doado para uma criança. Ideia (opa!) linda!

***


10 mar 2017

livro: Isabel

Escrito por
Biografias, Livros, Para Refletir

Para terminar a semana do 8 de março, vamos de princesa – mas não com uma princesa qualquer, RÁ! Nossa Princesa Isabel todo mundo conhece: foi ela quem assinou a Lei Áurea, que extinguiu a escravidão no país em 1888.

Mas pouca gente sabe que ela foi uma das poucas mulheres que no século XIX ocupavam postos de autoridade em seus países, e que realizou muitos trabalhos importantes: foi, por exemplo, uma das grandes defensoras do ensino público no Brasil. Isabel era princesa, mas era uma mulher lutadora e muito estudiosa: chegou a se formar em Química na Universidade Federal do Rio de Janeiro com louvor.

O livro “Isabel” foi escrito e ilustrado (com tinta a óleo, lindo!) por Carolina Vigna Marú “na esperança de mudar a imagem atual de princesas, que deitam em berço esplêndido e nada produzem”. A leitura é deliciosa: ao mesmo tempo informativa (repleta de curiosidades!) e bem-humorada. Publicado pela Cortez Editora.

***


8 mar 2017

livro: Histórias de Ninar Para Garotas Rebeldes

Escrito por
Biografias, Destaques, Diversidade e Respeito, Livros, Novidades e Lançamentos, Para Refletir

Tá todo mundo curioso: o livro Histórias de Ninar Para Garotas Rebeldes mal foi lançado no Brasil e já se esgotou a primeira edição. Resultado do maior financiamentos coletivo para um livro já realizado, arrecadando mais de 1 milhão de dólares (com apoiadores de 70 diferentes países!), a obra traz 100 pequenas biografias de mulheres reais que de alguma forma fizeram a diferença no mundo.

Há biografias (repletas de curiosidades!) de mulheres célebres, como a rainha Cleópatra, a pintora Frida Kahlo ou, mais atuais, da ativista Malala, da qual muito se falou nos últimos anos. Mas o mais divertido é a chance de conhecer mulheres às vezes não tão famosas, mas que têm histórias absolutamente surpreendentes – e olha, são muitas!

Há bailarinas, ativistas políticas, piratas (sim!), cientistas, escritoras, atletas…mulheres das mais diversas profissões, que viveram nas mais diversas épocas. Há mulheres que viveram séculos atrás, há jovens garotas que vivem atualmente e que já fazem a diferença; há mulheres sírias, africanas, gregas, japonesas – e sim, há brasileiras também!

A linguagem é divertida, e as historinhas tem jeito de “era uma vez” – deliciosas de serem contadas em voz alta, deliciosas de serem devoradas como livro de cabeceira. E as ilustrações…são incríveis! O livro reúne o trabalho de 60 ilustradoras e seus diferentes estilos, entre elas Monica Garwood, Ana Galvan e Sarah Wilkins.

Duas coisas que me chamaram a atenção: o preço do livro, entre 80 e 100 reais. É caro, fato – mas a edição é um capricho só, vale dizer: capa dura, papel grosso, cores impecáveis. A outra é que claro que não é um livro só para garotas, como brinca o título. Sorte grande a do Francisco que, curioso, vem conhecendo comigo algumas dessas grandes mulheres! 🙂

***