21 jan 2014

cinema: O Menino e o Mundo

Escrito por
Livros

Sábado fui com o Francisco ao cinema. A gente foi ver O Menino e o Mundo, filme de animação brasileiro – eu tava curiosa demais para ver, já havia lido algumas coisas legais sobre ele. O filme conta a história de um garotinho que sai em busca do pai – foi o que me deixou curiosa no início. Achei que a história podia ser bonita – e adivinha? É mais bonita do que pensava, e o filme é realmente lindo demais!

São 80 minutos de filme, sem fala alguma – só sons, muitos (a trilha é sensacional, do Emicida) e cores de tirar o fôlego. Tudo ali é bem minimalista – o menino é de palito, um rosto redondo com dois risquinhos no lugar dos olhos. E em volta dele, cores sensacionais, rabiscos lindos. De carona com um catador de lixo, o menino sai em busca do pai que abandonou o campo em busca de trabalho – e junto com o novo amigo conhece cidades, lugares absurdos, seres imaginários (ou não). Tudo sob o ponto de vista dele, do menino: as máquinas que cortam árvores são monstros, os guindastes, dinossauros, o trilho do trem uma psicodélica montanha russa.

Menino_Mundo_14

O filme carrega diversas mensagens e metáforas – o menino se supreende com o mundo lá fora, se assusta com o que vê. Tudo isso mostrado com toda essa cor, barulho, música boa e colagens – que foi o que manteve a atenção do Francisco, inacreditavelmente, o filme todo. Ele sentou na ponta da cadeira, pacote de pipoca na mão, e observou atento. Vez ou outra remexia com a música ou virava pra mim: “mãe, olha isso!” – “mãe, o que é aquilo?”. Até no final, em que o ritmo diminui e é até triste (eu até chorei, pode?) ele continuou atento. E saiu do cinema me dizendo: “gostei, posso ver de novo amanhã?”.

Mais informações sobre o filme no site da Filme de Papel, e  o trailer (escolhi esse que é o meu preferido) aqui embaixo. Vê rapidinho e corre pro cinema, porque vale!

***


2 Comentários

  1. maria disse:

    será que funciona para crianças bem pequenas? o meu tem 14 meses. estou louca para ver!

    • daisy carias de oliveira disse:

      maria, vale tentar, juro! nem que você veja em algumas vezes. um pouquinho num dia, um pouquinho no outro…é lindo demais, só não pode perder! 🙂