Eduardo Galeano para crianças: História da Ressureição do Papagaio

Essa semana começou com uma triste notícia: faleceu o autor uruguaio Eduardo Galeano, um dos maiores nomes da literatura latino-americana. Foram mais de 30 livros publicados durante sua vida – entre eles obras-primas como O Livro dos Abraços e O Teatro do Bem e do Mal – Galeano era na verdade um grande contador de histórias. Algumas eram criadas por ele, outras ouvidas do popular e incrementadas por seu enorme talento, seus contos emocionam. Galeano também transitou pela literatura infantil – em 1983, foi publicado no Brasil o livro A Pedra Arde (Edições Loyola), e mais recentemente, em 2010, a História da Ressureição do Papagaio, editado pela Cosac-Naify:

papagaio01

A inspiração de Galeano para a história do papagaio foi um poema em cordel ouvido em uma viagem sua ao nordeste do Brasil – nele, a ave distraída cai em uma panela de sopa quente. Bicho querido por todos, a morte do papagaio gera comoção geral – das pessoas às árvores, das frutas ao céu, todos choram a morte do pobre:

“A laranja se despiu de sua casca

e lhe ofereceu consolo

O fogo que ardia sob a panela

se arrependeu e se apagou

Do muro, uma pedra se soltou.

A árvore, inclinada sobre o muro,

estremeceu de pena

e todas suas folhas caíram ao chão”

 

papagaio03

Um oleiro do Ceará, ao observar toda aquela comoção, junta toda a tristeza, e com todo o material em mãos – o fogo que apaga a casca da laranja que se despe, as águas das lágrimas de quem chora – consegue ressuscitar o papagaio morto. As ilustrações são de Antonio Santos, pintor e escultor espanhol – são fotografias de lindas esculturas em madeira, muito coloridas, em total sincronia com a história inspirada em cordel. A tradução do livro para o português também ficou por conta de um grande nome: o poeta Ferreiro Gullar. Livro lindo, para emocionar os grandes e os pequenos.

***

História da Ressureição do Papagaio

Texto: Eduardo Galeano

Ilustrações: Antonio Santos

Editora: Cosac-Naify, 2010

***

Vamos conversar?