“Endrigo, O Escavador de Umbigo”

Olhando Fundo Para o Umbigo

Olhar para o próprio umbigo nunca foi tão divertido – e hilário – como nesse livro. Para Endrigo é também coisa tão séria que virou até trabalho de escola, acreditam?

“Meu umbigo tem onze anos. Passou por dois papas, dois presidentes da República, uma operação de verrugas na barriga e incontáveis banhos de esguicho”, começa ele.

E com a a ajuda de sua colega-assistente Amanda e as ferramentas certas (cotonetes, água e sabão, palitos de dentes, lanternas, uma pinça e – porque não – um chinelo para o caso de insetos rastejantes que saiam de lá) inicia uma profunda escavação umbilical.

De lá, minha gente, sai de tudo. Fiapos de roupa, migalhas, muco, tá certo – mas também um mosquito fossilizado, um besouro gigante e destroços de antiga civilização, como o que restou da velha chupeta de Endrigo, por exemplo.

Das camadas umbilicais ainda mais primitivas saem também artefatos de seus primeiros anos de vida (uma crosta seca de papinha de maçã, no caso), um trabalho de ciências (estava ali o tempo todo, rá!) e outros tantos objetos absolutamente inusitados – e engraçadíssimos!

Ilustrado por Andrés Sandoval, essa história (riquíssima, o texto é incrível!) de Vanessa Barbara é de arrancar gargalhadas da criançada – especialmente aquela que curtem uma aventura com melecas e afins. E que criança não curte, me diz?

***

Vamos conversar?