especial viagem à disney – dia 6, magic kingdom mais uma vez

De todo o complexo Disney, o Magic Kingdom é sem dúvida o parque mais divertido para as crianças pequenas – é o que mais tem atrações para elas e também o mais lúdico de todos. Todos os contos de fadas estão lá, as princesas, o castelo, os piratas, o circo, entre muitas outras coisas. Mas o Magic Kingdom é também o principal e maior parque de todos – e por isso, com uma criança de três anos, quase impossível fazer em um dia só.

Como havíamos comprado 4 dias de parques, o que fizemos foi tirar o Epcot da lista e repetir o Magic Kigdom – coisa que valeu a pena, muito. Fomos nessa segunda vez também com os FastPass escolhidos anteriormente, e fizemos assim: fomos bem tarde para poder ficar sem cansaço até o show final de fogos, às 22 horas. Então nesse dia acordamos tarde, sem despertador – é bom fazer isso no meio da viagem, dá um alívio por um dia não ter que sair correndo (e eu tenho problemas pra acordar cedo, então sempre saio). Levantamos, tomamos café no hotel sem pressa e fomos até o shopping – nada de compras, eu só queria ir à MAC, que não tinha no outlet. Aproveitamos e passeamos um pouco por lá e partimos ao Magic Kigdom perto das 17 horas, de carro, dessa vez.

francisco curtindo a vista do monorail

francisco curtindo a vista do monorail

Não tem como parar perto da entrada do Magic Kingdom se for de carro, não adianta. Por isso, pra quem está hospedado em um dos hotéis da Disney, é melhor andar por ali com os ônibus dos parques mesmo. Mas fomos de carro porque já estávamos na rua – então paramos no estacionamento, pegamos um trenzinho e depois o monorail, esse último que finalmente nos levou ao parque.

No primeiro dia de Magic Kingdom, havíamos começado no sentido anti-horário (é melhor quando se vai cedo, porque quase todo mundo começa o passeio pelo sentido horário – então assim os brinquedos estão geralmente mais vazios), iniciando pela Tomorrowland. Dessa vez, fizemos o contrário, iniciando pela Advetureland, do lado esquerdo.

francisco e vovô na adventureland

francisco e vovô na adventureland

Nosso primeiro FastPass era para as 18:30, e chegamos na lata. Era o Jungle Cruise, atração muito parecida com o Kilimanjaro Safaris do Animal Kingdom, no qual havíamos ido no dia anterior, mas com bichos de brincadeira. É divertido, tem uma certa ação, os pequenos curtem. Em seguida, ainda no Adventureland, o Pirates of the Caribbean, um clássico, outro que me lembro da época em que era pequena. É só um passeio por entre os piratas, sem muita emoção, mas é engraçado. Depois de lá, nosso próximo FastPass era o dos fogos de artifício: ele nos garantia a chance de assistir ao show de dentro do Rose Garden, um gramado próximo ao castelo, com uma vista tranquila e algum espaço – porque olha, perto das 19 horas o pessoal já começa a se aglomerar à espera dos espetáculos.

dumbo the flying elephant à noite, tão bonito!

dumbo the flying elephant no entardecer, tão bonito!

Então usamos nosso tempo para ir aos brinquedos que ainda não tínhamos ido e repetir outros, todos na Fantasyland. Fomos naqueles não tão disputados, que o pessoal nem faz fila – pelo menos nesse dia, já no final da tarde, foi muito tranquilo. O Dumbo The Flying Elephant, no qual a gente voa dentro de um elefantinho (Francisco AMOU), o Mad Tea Party, aquelas xícaras que giram enlouquecidamente (comi um cachorro-quente antes desse brinquedo, pior erro da vida – nem queiram saber o resultado) e voltamos à Barnstormer, aquela montanha russa do Pateta, ideal para os pequeninos.

IMG_1420

o show de fogos pra finalizar nosso rolê disney

Quando demos conta já era hora do espetáculo e dos fogos. Munidos de pipoca, amendoins e outras bobagens mil, sentamos em nosso pedaço reservado do jardim (altamente recomendado, nossa vista foi sensacional!) e vimos o show de fogos admirados. Minha parte preferida foi a Sininho de verdade voando do castelo até algum canto secreto, levei um susto danado e achei a coisa mais linda. Tava tudo maravilhoso até uma tempestade que caiu na nossa cabeça no MEIO do show, mas sinceramente, até isso foi divertido. Em nenhum dia havíamos pegado chuva, só calor – foi um susto. Aquela correria louca e pronto: saiu todo mundo do parque absolutamente ensopado, mas nem por isso menos feliz.

pizza na cama! na disney pode, né mãe?

pizza na cama! na disney pode, né mãe?

Já passavam das 23 horas quando chegamos ao hotel. Só deu tempo de comprar uma pizza rápida para o pequeno na lanchonete que já fechava, tomar um banho e não teve jeito, o jantar foi na cama mesmo. O dia seguinte seria o último, e o plano era descanso. Não foi bem o que aconteceu – mas a última parte da viagem eu conto ainda essa semana, prometo. 😉

Vamos conversar?