Livros para explorar na escola até o final do semestre: as escolhas do Francisco

Nesse ano, terceiro ano do Francisco na escola (ele entrou lá com um aninho e meio), uma atividade bacana veio na agenda nesse início de ano: cada aluno deveria escolher em casa livros, revistas e gibis para montar a biblioteca provisória da sala de aula. Eles serão trabalhados com a turma toda até o final do semestre e então devolvidos – por isso, era essencial marcar o nome do aluno em cada um deles. Ontem a brincadeira aqui em casa então foi essa: joguei 20 livros no sofá, à disposição do Francisco, e pedi que ele escolhesse 5 deles para ler na escola e dividir com os amigos – que escolhesse os que mais gostasse, já que seriam compartilhados e retornariam para nossa casa depois. Selecionei esses 20 para evitar que os escolhidos pelo Francisco fossem livros-brinquedo, em inglês ou de imagens, sem texto – e foi a coisa mais bonitinha acompanhar (meio de longe) ele escolhendo concentradíssimo os livros que queria levar. Sentou-se, pegou um, folheou o outro, separou. Foram hoje os livros para a escola, junto com as revistas e gibis – quatro deles já apareceram aqui no blog, apenas um ainda não:

1. O MEU VIZINHO É UM CÃO

Esse já apareceu por aqui um bocado de vezes – é um dos livros que mais gostamos! Conta a história de uma garota (na voz dela) que mora num pacato prédio onde de repente começam a chegar vizinhos muito diferentes: um cão que toca saxofone, um casal de elefantes, até mesmo um crocodilo. Ela fica feliz e curiosa para conhecer cada um deles – mas se entristece pela total falta de tolerância dos pais. Um livro legal para conversar sobre diversidade e a importância de respeitar os diferentes, sempre. As ilustrações são divertidas, com muito azul e vermelho  – coisa mais linda. Das portuguesas Isabel Minhós Martins e Madalena Matoso, editora Cosac-Naify

escolha4

2. O LIVRO ERRADO

Francisco ri alto toda vez que lemos esse livro – ele curte tanto que entrou na nossa lista das melhores descobertas de 2014. Aqui o menino Nicolas se esforça para contar uma história que não segue em frente de jeito nenhum: cada tentativa dele, algum personagem que não foi convidado para estar no livro aparece. Cada página, um ser novo se intromete: tem elefante, rainha, pirata, monstro – aí é aquela bagunça. Com bastante leitura dramática vira uma festa, e dá-lhe gargalhada. Do australiano Nick Bland, editado no Brasil pela Brinque-Book.

escolha5

3. SE VOCÊ QUISER VER UMA BALEIA

Essa escolha do Francisco me surpreendeu um pouco – porque diferente do livro aqui em cima, que faz rir à toa, esse aqui faz pensar um bocado – mas também faz sorrir no final. Uma história tranquila, que exige paciência – que aliás, ensina sobre a importância da paciência e da observação. Aqui no blog apareceu há bem pouco tempo numa lista que fiz com livros para ler perto do mar – mas tenho certeza que na escola vai render uma boa conversa também. Só as ilustrações da Erin E. Stead já vão encantar todo mundo – e duvido que não as crianças não vão suspirar ao encontrar a baleia linda e soberana no final dele. Da editora Pequena Zahar.

escolha02

4. O DISCURSO DO URSO

Esse deu ciúme, admito. Ciúme em mim! Mas tá, tudo bem, o livro logo volta – é que eu sou apaixonada pelo urso vermelho do Cortázar. Esse urso mora nas tubulações dos prédios, e gosta de observar a vida dos humanos – e às vezes pensar como são tristes, sozinhos. Gosta de espiar pelas bicas que costumam deixar abertas e de mergulhar nas caixas d’água sob a luz das estrelas. Já perdi a conta das vezes que li esse livro com o Francisco – e também das vezes que me emocionei fazendo isso. Livro grandão, de cores fortes e ilustrações belíssimas. Esteve na nossa retrospectiva 2014 também. Da editora Record.

escolha01

5. LÁ EM CASA SOMOS

Esse sim, é a primeira vez que aparece por aqui (por isso mais fotinhos dele, pra vocês conhecerem). O livro é da mesma dupla lá do primeiro dessa lista: Isabel Minhós Martins escreve, Madalena Matoso ilustra. O Francisco adora sair contando coisas por aí, e acho que por isso gosta tanto do livro – nele a gente acompanha o dia a dia de uma família através dos números. São seis narizes e doze narinas que em certas épocas do ano escorrem na mesma direção, são quatro dezenas de metros de intestinos, são 118 unhas cortadas todos os domingos. É matemática da vida real, trabalhada de um jeito engraçado e divertido. Tem muita cor, muita ilustração e muito detalhe – esse sim há de render boas histórias na escola. Da Cosac-Naify.

escolha03

escolhax

escolhay

Ufa! Pra terminar, atenção para a concentração do Francisco ontem escolhendo os livros – foi muito tempo e análise nessa escolha, cês tinham que ver. 🙂

escolha

“hmmm, deixa eu ver: esse não.”

***

 

Vamos conversar?