11 fev 2016

Monstros Doentes, de Emanuelle Houdart

Escrito por
Destaques Divertidos Para dar risada

Desde muito pequena eu curtia ler – mas os meus livros preferidos mesmo tinham uma fórmula: terror e humor. Bruxas, vampiros e monstros podiam até ser aterrorizantes, mas quando se envolviam em desastrosas aventuras e algumas confusões, pronto, ficavam muito mais próximos e divertidos. Nesse livrão (daqueles em formato grandão que a gente tanto ama!) a gente conhece monstros assustadores e de cara feia, no entanto…doentes, coitados. O ogro sofre com uma forte indigestão, o bicho-papão de enxaqueca, o gigante tem depressão e o vampiro, adivinha? Dor de dente!

"Monstros Doentes", de Emanuelle Houdart

“Monstros Doentes”, de Emanuelle Houdart

As ilustrações de Emanuelle Houdart são impressionantes: os monstros podem sim ser assustadores, mas são impecáveis, com cores incríveis, repletos de detalhes e referências cuidadosamente colocadas em cada desenho. Merecem mesmo páginas grandiosas como dessa edição, para que nada passe despercebido. Cada monstro doente vem acompanhado de um texto delicioso, cheio de ironia e bom-humor: a descrição da doença em si, seus sintomas, tratamentos possíveis e uma pequena observação ao leitor.

O pobre ogro e sua indigestão.

O ogro, por exemplo, depois de exorbitar um bocado à mesa, sofre com uma forte indigestão:

“de início, feliz por ter feito um bom banquete, o futuro doente, pousando os olhos sobre a barriga, descobre espantado que ela dobrou de volume.”

Aí é ânsia, e bem, o resto a gente já sabe…mas há divergências quanto ao tratamento:

“uns defendem o método radical de apresentar ao doente quitutes bem cheirosos, como ovos de codorna podres ou camarões em via de decomposição, acelerando assim o processo de limpeza. Outros, mais caridosos, o o farão ingerir grandes quantidades de chá de sementes de papoula e alcaçuz, o que acalmará seu estômago.”

IMG_1386

O gigante sofre de uma tristeza sem fim: é depressão.

Já o gigante, que sofre de depressão, tem sintomas tão humanos que dá vontade de abraçar:

“Para o doente acometido por depressão, tudo fica de pernas pro ar: o sábado se veste de domingo; a calça, encharcada de lágrimas, fica do avesso; o sapato direito aparece no pé esquerdo, e no pé direito, uma meia-furada.”

Mas ainda bem que há o tratamento, acessível e seguro:

“É preciso cobrir o doente de doces carícias e beijos, na mesma proporção das lágrimas que lhe escorrem dos olhos.” 

Publicado pelas Edições SM, um livro divertido para se dar de presente, levar alguns sustos, dar boas risadas e se divertir um bocado!

***


3 Comentários

  1. […] livro que o Francisco adora, chamado “Monstros Medrosos”, que mostrei recentemente aqui (mas esse para os maiorzinhos!). A suíça Emanuelle Houdart é um escândalo (desculpa a […]

  2. […] livro já passou por aqui antes, é um dos preferidos do Francisco! Nesse livrão a gente conhece monstros assustadores e de […]

  3. […] livro já passou por aqui antes, é um dos preferidos do Francisco! Nesse livrão a gente conhece monstros assustadores e de […]