Otto: The Autobiography of a Teddy Bear, de Tomi Ungerer

Outro livro ~polêmico~ de Tomi Ungerer é esse aqui: “Otto – The Autobiography of a Teddy Bear”. Traz a autobiografia de um urso de pelúcia – mas uma autobiografia repleta de emoções, alegrias e…tristezas. Ungerer toca aqui em assuntos delicados: a violência, a guerra, o holocausto.


Otto começa lembrando que quando nasceu, numa oficina alemã. Foi logo dado de presente para um menino chamado David, que o levava para todo lado. David era judeu, em plena Alemanha nazista, e um dia é levado com sua família por soldados. Na despedida, entrega o urso a seu melhor amigo, Osmar. Mas no caos da guerra, Otto é jogado longe em um bombardeio. É um soldado americano quem o resgata, e Otto acaba sendo baleado junto com ele – vira quase um herói de guerra, mascote do exército americano. A saga segue, Otto sofre outras alegrias, novas violências…mas o desfecho de sua história é repleto de surpresa e ternura.

Gosto muito desse livro – também tem um pouco das memórias do autor, que vivenciou a guerra ainda pequeno, na Alsácia, região da França onde nasceu e cresceu. É um livro forte, um tanto chocante, mas também delicado. As ilustrações são incríveis (deslize para ver mais) – repletas de cor, detalhes, expressões. Esse é outro livro ainda sem tradução no Brasil – em inglês é editado pela Phaidon.

***

Vamos conversar?