“O Mar E Outras Coisas Que Também Me Lembro”

Memórias

O Senhor Jaime falava pouco – às vezes, só o essencial, às vezes até menos que isso. Mas foi assim, entre silêncios, que ensinou à sua neta coisas essenciais da vida. Em seus longos passeios à beira-mar, a ensinou a ler observando as letras dos cartazes, dos sinais de trânsito, dos letreiros dos ônibus. Juntos, observavam o mar e desvendavam os ventos, as marés e os grãos de areia, desvendavam tintas e cores.

Senhor Jaime falava cada vez menos, mas lhe ensinava cada vez mais – a verdade é que entre eles as palavras se tornavam cada vez menos necessárias. “O Mar e Outras Coisas Que Também Me Lembro” é um emocionante – e lindo! – livro de memórias, relato de uma delicada relação entre avô e neta. Escrito e ilustrado pela artista plástica Mónica Gutiérrez Serna, a publicação é da editora Pulo do Gato.

***

“Endrigo, O Escavador de Umbigo”

Olhando Fundo Para o Umbigo

Olhar para o próprio umbigo nunca foi tão divertido – e hilário – como nesse livro. Para Endrigo é também coisa tão séria que virou até trabalho de escola, acreditam?

“Meu umbigo tem onze anos. Passou por dois papas, dois presidentes da República, uma operação de verrugas na barriga e incontáveis banhos de esguicho”, começa ele.

E com a a ajuda de sua colega-assistente Amanda e as ferramentas certas (cotonetes, água e sabão, palitos de dentes, lanternas, uma pinça e – porque não – um chinelo para o caso de insetos rastejantes que saiam de lá) inicia uma profunda escavação umbilical.

De lá, minha gente, sai de tudo. Fiapos de roupa, migalhas, muco, tá certo – mas também um mosquito fossilizado, um besouro gigante e destroços de antiga civilização, como o que restou da velha chupeta de Endrigo, por exemplo.

Das camadas umbilicais ainda mais primitivas saem também artefatos de seus primeiros anos de vida (uma crosta seca de papinha de maçã, no caso), um trabalho de ciências (estava ali o tempo todo, rá!) e outros tantos objetos absolutamente inusitados – e engraçadíssimos!

Ilustrado por Andrés Sandoval, essa história (riquíssima, o texto é incrível!) de Vanessa Barbara é de arrancar gargalhadas da criançada – especialmente aquela que curtem uma aventura com melecas e afins. E que criança não curte, me diz?

***

Sobre a #caixapostaldacigarra e parcerias

 

um francisco, um vinícius, muitos livros

Esse ano termina com a #caixapostaldacigarra cheia de material bacana: livros independentes, livros de pequenas e grandes editoras. Isso me deixa muito feliz – em quase 5 anos de blog, fico alegre por ter conquistado reconhecimento e carinho.

Apesar de não conseguir compartilhar tudo que gostaria, leio e exploro cada um dos livros que recebo. Aos poucos (em 2017 foi bem aos poucos mesmo, o ano foi especialmente atrapalhado) vou dividindo aquilo que mais mexe comigo, aquilo que o Fran e o Vini mais curtem.

Decidi que em 2018 não vou me inscrever em parcerias com editoras. É bacana, foi assim que comecei a receber boa parte dos livros que temos (muita gente me pergunta isso!). Mas há uma cobrança (não com todas editoras, vale dizer) que não dou conta (na foto, lá em cima, as duas principais razões disso), que não concordo. Trabalhar em troca de livro não funciona.

Cada livro merece atenção especial, cada um toma tempo – e se não for pra fazer com capricho, melhor nem fazer, né? A #caixapostaldacigarra vai seguir aberta para receber livros de autores, ilustradores, de editoras, como sempre esteve. É uma honra poder descobrir tanta coisa legal em primeira mão. Eu vou seguir compartilhando sobre os livros que recebo, os livros que compro, que descubro e que me encantam – é o que mais amo fazer. Com tempo e carinho. ❤️

***

Caixa Postal da Cigarra

cx postal 11515

cep 80430-981

curitiba-pr