oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 6 anos, e vinícius, ainda bebê. seja bem-vindo! Leia mais



30 nov 2016

Nossas Primeiras Leituras – 0 a 4 meses

Escrito por
Fases e momentos especiais, Leitura com Bebês

Coisa que eu gosto demais de fazer é já curtir livrinhos com o Vinícius. Sabe, confesso que nunca fui daquelas mães muito criativas que arranjam mil coisas para fazer com o bebês – na verdade, sou daquelas que ficam até ansiosas, sem saber bem o que fazer com a criança pequenininha em casa. Pois é! Descobrir a delícia de ler com bebês foi legal demais quando o Francisco era pequenininho por isso – e está sendo mais legal ainda com o Vinícius, agora com tantos novos livros e tantas novas histórias.

Adoro aproveitar esses momentos que ele está bem desperto, calminho, catar um livrinho da estante e ler junto dele. Vou lendo devagarinho, fazendo vozes e entonações, caras e bocas (quero nem saber, só tem ele olhando mesmo!). É momento de aconchego, de diversão. Nesse vídeo divido com vocês alguns dos livros que mais curtimos nesses 4 meses de vida do rapazinho. 🙂

1. UM ABRAÇO PASSO A PASSO

um-abraco-passo-a-passo

“Um Abraço Passo a Passo” é talvez o livrinho que mais lemos nesses meses. Apesar da indicação da editora ser para crianças em fase de alfabetização, os versos rimados e cheios de música do Tino Freitas e as ilustrações super coloridas da Jana Glatt chamam muito a atenção do pequetico, que fica assim ó: super atento! Na história, a gente acompanha os primeiros passos de um bebê – tem número, tem bichos, tem mamãe, papai, vovó. Já prevejo que esse vai ser um daqueles livros lidos e relidos até o infinito, ufa! Publicado pela Editora Panda Books.

2. EU GRANDE, VOCÊ PEQUENININHO

eu-grande-voce%cc%82-pequenininho

Esse livro é uma graça: traz as palavras de um esquilo-pai ao seu esquilo-filho, pequenininho. O pai brinca comparando: “você pula, eu sou o colchão; você a mil, eu cansadão; eu forte, você carregado; eu cansado, você acordado.” O texto é curtinho, repleto de rimas delicadas e cheias de humor – uma delicia de serem lidas em voz alta com os pequeninos! Daqueles livros que emocionam os pais (dica de presente legal pra caramba, hein?) e divertem as crianças – combinação linda! Da Companhia das Letrinhas.

3. PASSARIQUES DO MEU QUINTAL

passariques-do-meu-quintal

Ler um limerique por dia podia muito bem ser indicação para mau-humor. Tá bravo? Ah, vai ler um limerique! Pra quem não sabe, limeriques são versinhos curtos, malucos e geralmente engraçados, divertidíssimos de se ler (e se inventar!) com as crianças. “Passariques do Meu Quintal” traz limeriques sobre pássaros inusitados, com texto e ilustrações de uma dupla muito querida da nossa biblioteca: Blandina Franco e José Carlos Lollo. As ilustrações em aquarela são lindas, os pássaros grandões: chamam a atenção nas paginas compridas do livro! E um bônus: no final há alguns limeriques inéditos da Tatiana Belinky, numa divertida participação especial. Publicado pelo selo Globinho, da Globo Livros.

4. TÁ TUDO BEM, NENÉM

ta-tudo-bem-nenem

Esse livro já passou por aqui antes, em um especial que fiz sobre leitura com bebês no início do ano. Mas é tão, tão legal que volta pra lista – até porque é outro que venho curtindo demais com o Vinícus! Em “Tá Tudo Bem Neném” vamos descobrindo que bichos fantásticos estão mexendo nos objetos do bebê. Uma sereia de mãos ligeiras esconde a mamadeira, um gorducho diabinho senta no troninho. O texto é curtindo, as rimas deliciosas. Pra brincar de descobrir junto com os pequenos e ter divertidas surpresas. E as ilustrações…fantasia, esquisitice, beleza, tudo no estilo da incrível Emanuelle Houdart. Publicado pela Edições SM.

***

Para conhecer outros livros legais de curtir com bebês, tem outro post aqui. 🙂

***


3 nov 2016

Tem Monstro Pra Tudo que é Gosto!

Escrito por
Destaques, Diversidade e Respeito, Divertidos, Listas de Livros, Para dar risada, Para Refletir

Tá certo que era pra fazer essa seleção em tempo pro Dia das Bruxas – mas quem disse que com um bebê de três meses a mamãe aqui consegue organizar, gravar e principalmente editar a tempo? Só quando o Vinícius cochila minha gente, e olha lá – então a seleção sai agora, com um bocadinho de atraso, mas ó, compensa! Corre ver o vídeo que ficou bacana: cinco livros de monstros super divertidos, para tudo que é gosto!

1.MONSTROS DO CINEMA

Francisco montando a Múmida

Francisco montando a Múmida

“Monstros do Cinema” é um livro legal demais pra quem curte monstros, quem curte cinema, quem curte brincar: reúne diversos monstrengos que já passaram pelas telonas. Tem Frankenstein, tem Gremlins, tem até Malévola – cada um deles formados por três lâminas, que combinadas, formam esses e outros monstros malucos! No final há uma linha do tempo mostrando em que momento cada monstro surgiu no cinema, além das datas, filmes e curiosidades sobre cada um. Super divertido! Ilustrado por Daniel Kondo, a publicação é da Sesi SP Editora.

2.MONSTROS DOENTES

monstros-doentes

Esse livro já passou por aqui antes, é um dos preferidos do Francisco! Nesse livrão a gente conhece monstros assustadores e de cara feia, no entanto…doentes, coitados. O ogro sofre com uma forte indigestão, o bicho-papão de enxaqueca, o gigante tem depressão e o vampiro, adivinha? Dor de dente! As ilustrações de Emanuelle Houdart são impressionantes: os monstros são bizarrros e até assustadores, mas são impecáveis, com cores incríveis, repletos de detalhes e referências. Cada monstro doente vem acompanhado de um texto delicioso, cheio de ironia e bom-humor: a descrição da doença em si, seus sintomas, tratamentos possíveis e uma pequena observação ao leitor. A publicação é da Edições SM.

3. MONSTRO ROSA

monstro-rosa

“Monstro Rosa” é um livro de monstro legal demais – e especialmente importante! Recebemos ele através do Clube de Leitores A Taba, do qual somos assinantes. Dessa vez, o assunto é diversidade – tratado de forma divertida e super criativa. Monstro Rosa não nasceu igual aos outros: enquanto todos eram brancos e pequenininhos, ele era grandão, peludo, ria de qualquer bobagem e era cor-de-rosa! Sentia-se estranho onde nasceu, não era nada fácil. Um dia, então, tomou coragem e partiu conhecer novos lugares. O caminho foi longo – mas chegando lá, depois de dias, noites, sol e chuva, encontrou um lugar onde tinha até arco-íris. E lá conheceu os monstros mais diferentes, coisas coloridas, rostos sorridentes – lá finalmente se sentiu feliz! É divertido acompanhar a jornada do simpático monstrinho – nas últimas páginas, as cores vão surgindo aos poucos, e a gente se sente descobrindo esse lugar cheio de diversidade (e respirando aliviado!) junto dele. O livro é escrito é ilustrado pela espanhola Olga de Dios – é sua primeira obra, e já recebeu inúmeros prêmios, além de ser traduzido para diversas línguas. No Brasil, a edição ficou por conta da Boitempo Editorial – e viva a diversidade!

4. KONSUMONSTROS

konsumonstros

Os Konsumonstros são monstrinhos simpáticos, coloridos e ótimos em inventar coisas – inventaram a roda, por exemplo, mas meio que não sabiam o que fazer com ela. Então colocaram uma gaiola em cima e inventaram o…carrinho de compras. Aí, da Idade da Roda para a Idade da Compra foi um pulo: e os Konsumonstros não pararam nunca mais de consumir. E hoje vivem assim: comprando sem parar, produzindo lixo e inventando muita moda – pra sempre ter o que comprar! Uma história de monstro engraçada demais (é cada produto maluco!), gatilho divertido para refletir e conversar sobre consumo excessivo. De Florence Breton, publicado pela Edelbra Editora.

5. COMO RECONHECER UM MONSTRO

como-reconhecer-um-monstro

Um bocadinho de mistério, muito humor e uma surpresa daquelas no final e pronto, tá aí um livro de monstro que não tem erro com a criançada! Nessa historinha curtinha escrita e ilustrada pelo argentino Gustavo Roldán, a gente acompanha um bichinho de cartola, engraçadíssimo, que vai descrevendo como reconhecer um monstro enquanto tenta ele mesmo reconhecer um…mas bem, mal imagina ele o que o aguarda no final! Pra rir muito e terminar ouvindo um “conta de novo?”, não tem jeito! Publicado pela Jujuba Editora.

***

 


13 out 2016

Puns, Melecas e Afins – Livros para Rir!

Escrito por
Divertidos, Livros, Para dar risada

Tem coisa melhor que ler um livro e dar risada? Aqui em casa um assunto que sempre faz sucesso é pum, meleca ou coisas do tipo: livros com histórias melequentas, absurdas e muito hilárias. Esses são quatro dos preferidos do Francisco no momento – todos com alguma coisa em comum!

Assista ao vídeo:

 

1. O PUM E O PIRIRI DO VIZINHO

o-pum-e-o-piriri-do-vizinho

Se você ainda não conhece o cachorro Pum (acho difícil), não sabe o que está perdendo. O cão mais querido da literatura infantil já aprontou um bocado – o Pum já foi solto na escola, já escapou no parque, já deu trabalho! Em sua quarta aventura, “O Pum e o Piriri do Vizinho”, Pum e família ficam encarregados de cuidar do cachorro do vizinho, o Piriri (que aliás é filhotinho do Pum e da Couve-Flor). Só que não é fácil segurar o Piriri não, que quando chega, chega chegando! Não bastasse o Piriri, também vem o gato do vizinho junto, o Chulé – mas esse pelo menos é mais discreto. Com tanto Pum, Chulé e Piriri numa só história, é impossível ler com a criançada sem causar (e também dar) gargalhadas! Da Companhia das Letrinhas.

2. MAMÃE JÁ FOI PEQUENA ANTES DE SER GRANDE

mama%cc%83e-ja-foi-pequena-antes-de-ser-grande

Que pum, meleca e peraltices em histórias fazem a criançada rir alto todo mundo sabe – agora imagine só tudo isso ligado a uma figura tão comportada como a da…mãe da gente. “Mamãe Já Foi Pequena Antes de ser Grande” brinca com texto e imagem, que se contradizem e fazem rir! A mãe que sempre raspava o prato, que nunca, nunquinha falou um palavrão, que jamais sentiu ciúme do irmão. Será mesmo? Livrinho hilário, muito do politicamente incorreto e delicioso, publicado pela editora Rocco.

3. SHREK

shrek-livro

Os pais de Shrek eram feios de dar dó, mas Shrek nasceu mais feio ainda. Era verde, narigudo, exalava maus cheiros e ainda por cima não era nada bom. Quando saiu de casa (enxotado pelos pais, coitado), cruzou com uma bruxa que lhe garantiu: encontraria, um dia, uma princesa. O ogro então partiu mundo afora, determinado. No caminho, cruzou com dragões, adentrou florestas misteriosas, afungentou árvores, pessoas, raios e trovões. Mas quando finalmente encontrou a tal princesa, não teve dúvidas: ela era tão asquerosa quanto ele, só podia ser mesmo a mulher da sua vida! Publicado pela primeira vez em 1990, é esse o Shrek que inspirou o filme: sua história tem muita meleca, aventura e humor – e um final digno de conto de fadas! Da Companhia das Letrinhas.

4. A INCRÍVEL HISTÓRIA DO MENINO QUE NÃO QUERIA CORTAR O CABELO

a-incrivel-historia-do-menino-que-queria-cortar-o-cabelo

Tá certo que grande parte dos livros preferidos do Francisco no momento envolvem histórias com melecas, fedores e bagunças. Mas no caso desse aqui, envolve também baba de cachorro bravo, casco podre de cavalo e até pelo de sovaco de macaco! No alto de uma montanha morava um garoto com sua mãe – o garoto não era nada fácil, era birrento, teimoso e o pior: detestava tomar banho e escovar os dentes. A mãe já não sabia o que fazer e resolveu inventar uma história, com a intenção de amedrontar mesmo o filho: dizia que existia um tal bruxo malvado, repleto dessas melecas todas, que colecionava crianças. Suas presas preferidas, claro, eram as crianças birrentas. Ele as descobria pelo seu cheiro! A história era inventada, mas um dia, adivinhem só: fugindo do barbeiro da cidade, que tentava dar um jeito naqueles madeixas grudadas e fedidas, o menino foi pego por mãos compridas, com unhas gigantes repletas de musgo e lama…e aí, só lendo o livro pra descobrir o final! Publicado pela Editora Evora.

***