oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 7 anos, e vinícius, de 1 ano. seja bem-vindo! Leia mais



2 maio 2016

Um Príncipe Triste, de Sig Schaitel e Fabio Dudas

Escrito por
Destaques

Eu tenho especial carinho por livros infantis produzidos independentemente – admiro demais o empenho, o trabalho por trás de cada ilustração, de cada página impressa. Mas há alguns especiais, lógico, aqueles em que se nota de longe o capricho, todo o amor envolvido no trabalho: Um Príncipe Triste de  é desses.

Processed with VSCO with 10 preset

Obra da Cia Mafagafos de contadores de histórias, de Florianópolis, Um Príncipe Triste é um lindo livro- canção. É livro, tá certo, mas é também música. Pode-se lê-lo, como qualquer outro, mas também pode-se escutá-lo em forma de música, em um delicioso cd que acompanha a edição (e cá entre nós, eu os desafio a não sair cantarolando a melodia depois, por aqui cantamos há dias!).

Na história, conhecemos um príncipe triste, triste demais:

“era um príncipe muito triste

de tristeza catastrófica.

e não havia guerra, 

caçada ou aventura

que aplacasse a amargura

de seu triste coração.”

Tão triste é que não se cabe de tristeza dentro desse planeta, e é fora dele que resolve viver – faz um balão de papel crepom e parte, para longe. O texto curtinho, repleto poesia de Sig Schaitel é ilustrado pelo artista plástico Fabio Dudas, com xilogravuras em preto e branco, traços finos e alguma pouca cor – em total sintonia com a delicada melancolia de nosso príncipe.

IMG_5824

A verdade é que apesar de tão tristonho, nosso príncipe só nos fez sorrir – a mim e ao Francisco, que lemos, ouvimos e curtimos encantados essa história tão especial. <3

O livro foi lançado no final de 2014, e por ser totalmente independente, não está disponível em livrarias – mas é fácil adquiri-lo diretamente com a Cia. Mafagafos, através do email ciamafagafos@gmail.com. E que alegria é tê-lo em mãos!

***


25 abr 2016

O Pequeno Príncipe (minhas duas edições preferidas do clássico)

Escrito por
Clássicos, Destaques, Literatura Universal, Livros, Posts Especiais

Faz uns dias já que venho recebendo diariamente um anúncio de uma editora vendendo uma tal edição “de luxo” de O Pequeno Príncipe por “apenas” 59 reais. E como eu sou metida, eu digo uma coisa pra vocês: não caiam nessa não. O Pequeno Príncipe é uma obra linda, clássica, importante demais na biblioteca de qualquer adulto ou criança – mas é uma obra de domínio público, e por isso, com tantas edições diferentes disponíveis no mercado: algumas ótimas, muitas fraquinhas que só.

Pois bem, tá certo que é gosto, que se você acha bonito, quem sou eu pra te dizer pra não investir nesse ou naquele livro – mas vamos combinar: fazer uma edição de capa almofadada (?), ilustrações um tanto pobres e ainda por cima com texto simplificado, tacar um “luxo” no título e vender a 60 pila é um tanto quanto injusto.

IMG_5712

Mesmo livro, duas edições: uma simples, outra pop-up.

Temos duas edições diferentes aqui em casa – as duas trazem o mesmo texto (que é integral, sem alterações, como um bom clássico deve ser) e as mesmas ilustrações, que são aquarelas do próprio autor, Antoine de Saint-Éxupery. Uma é brochura, simples; a outra, capa dura, pop-up, edição especial. Mas são duas edições que admiro e recomendo.

A primeira é da Agir, e é uma edição que se repete desde 1952, e segue o modelo da original. É pequena, leve, simples que só – mas quem precisa de frescuras quando se tem um bom texto?! Foi esse O Pequeno Príncipe que li quando era pequena, foi esse o que reli com o Francisco. Agora a melhor parte: dá pra encontrar por aí novinho em folha a partir de 6 reais. Pois é!

IMG_5714

página interna da edição pop-up

A outra, publicada pela Harper-Collins, é pra quem busca algo assim, vamos dizer, mais diferente. É uma edição de capa dura, grandona, grossa que só, daquelas que impressionam mesmo – e por isso, tão especial de dar de presente! O mais legal é que as aquarelas são do autor, o texto é na íntegra, mas as ilustrações pulam (literalmente) aos olhos: é tudo pop-up. É um livro bastante delicado, mas lindo demais. Já foi bastante caro – e ainda é, mas sabendo procurar, dá para encontrar a partir de 48 reais (ou seja, AINDA mais barato que a tal “luxo” que contei pra vocês).

Mas como eu disse, a coisa é muito pessoal. Essas são as duas edições que temos em casa, e que recomendo por experiência própria. Você tem alguma edição especial desse clássico? Então conta pra mim que eu quero mais é conhecer! 😉

***


20 abr 2016

Sorteio de 3 Anos do Blog! – ENCERRADO

Escrito por
Destaques

Antes que o mês termine de vez (e uia, tá passando muito rápido!), deixa eu contar pra vocês: abril é um mês duplamente especial por aqui! Primeiro, porque é o mês da literatura infantil; segundo, porque é quando o blog faz aniversário! Esse ano ele faz 3 aninhos, minha gente – desde que começou como “Os Livros de Francisco”, cresceu e se tornou meu tão querido “A Cigarra e A Formiga”. <3

Para festejar, tcharãn…escolhi 3 livros bem legais para presentear os leitores e leitoras que volta e meia passam por aqui:

IMG_4987

São 3 livros escolhidos a dedo – clássicos universais da literatura infantil, daqueles que não podem faltar na biblioteca das crianças por nada! Os três são edições impecáveis da Cosac-Naify, editora que recentemente fechou – mas que deixou livros incríveis que aos poucos estão sendo esgotados. Serão 3 sorteios: cada um leva um livro! Para concorrer, muito fácil: basta comentar aqui com nome e email (para que eu possa entrar em contato). Sim, simples assim! No dia 29 de abril ao meio-dia encerram as inscrições e à tarde eu divulgo os ganhadores!

Quer conhecer quais são os livros? Então bora!

A ÁRVORE GENEROSA – Um dos livros mais bonitos e tocantes da literatura infantil, na minha modesta opinião – obra simples e muito sensível sobre a relação de um menino e uma árvore. Daqueles que emocionam os pais, que encantam os filhos. Publicado pela primeira vez em 1964, é a obra mais conhecida de Shel Silverstein.

ONDE VIVEM OS MONSTROS – Ah, se você nunca leu esse livro, nunca mergulhou na aventura fantástica do menino Max, não sabe o que está perdendo! A história do dia em que o quarto do menino Max se transformou numa enorme floresta e escondeu diversas aventuras é divertida demais, cheia de fantasia e tem ilustrações de tirar o fôlego. Clássico maior de Maurice Sendak, o livro até já até virou filme!

O LIVRO DO FOGUETE – Esse talvez seja o menos conhecido dos três, mas é dos meus preferidos (e do Francisco também, viu?)! Foi publicado pela primeira vez, atenção, em 1912 – sim, já conta com mais de um século e segue sendo um livro diferente demais, tanto na história quanto no formato! Nele a gente acompanha um foguete que é lançando no porão de um prédio e percorre 21 andares. É rimado, engraçado e o mais legal: cada página tem um furo mesmo, como se o foguete tivesse passado por ali.

Legal né? Bora participar então! Boa sorte! 🙂

***

Atualização! Sorteio encerrado, sorteio feito! Abaixo as vencedoras:

LUÍSA BUTZKE – “A Árvore Generosa”

ANA ROCCO – “Onde Vivem Os Monstros”

VANESSA MARCONATO NEGRÃO – “O Livro do Foguete”

Parabéns, gente! Já estou entrando em contato para enviar o livro! Yay! 😀