oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 7 anos, e vinícius, de 1 ano. seja bem-vindo! Leia mais



9 jun 2014

Discurso do Urso

Escrito por
Livros

Eu fico boba de feliz quando descubro obras infantis de autores que eu amo, autores de gente grande mesmo – esses dias tive a felicidade de encontrar um livro de ninguém menos que Júlio Cortázar para o Francisco. O livro é na verdade um conto do livro Histórias de Cronópios e de Famas, ilustrado lindamente pelo italiano Emilio Urberuaga. Chama-se “Discurso do Urso”, e conta a história de um urso que vive nos canos dos prédios, passeando pelas tubulações.

IMG_8963

A história é sensacional: o urso vive pelos tubos de água quente, de calefação, do ar-condicionado. Seus pelos mantém a tubulação limpa, e o maior prazer dele é passear pelos canos e observar o cotidiano dos humanos que vivem nos prédios. Um grunhido dele e a a cozinheira Guilhermina reclama que o gás está vazando; um deslize até o porão e os casais se agitam nas camas, se queixando da tubulação. É nas noites de verão que o urso fica mais feliz – ele mergulha na caixa d’água repleta de estrelas, lava o rosto e depois, alegre, desliza novamente pelos canos até alguma bica que alguém tenha esquecido aberta.

IMG_8967

E é aí minha parte preferida:

“Procuro alguma bica

que sempre esquecem aberta em algum andar;

por ali meto o nariz,

e espio a escuridão dos quartos onde vivem esses seres que não podem

andar pelos canos, e sinto quase pena

ao vê-los tão grandes e desajeitados,

ouço como roncam e

sonham em voz alta,

e como são tão sós.”

 

IMG_8971

Chorou? Porque olha, eu confesso que rolou uma lagriminha na primeira vez que li para o Francisco. E as ilustrações! São lindas. Emilio Urberuaga, o ilustrador, é espanhol, e carrega diversos prêmios de ilustração. Tem diversos livros publicados, alguns apenas como ilustrador, outros também como autor. A edição brasileira é traduzida por Leo Cunha e editada pela Record, pelo selo Galerinha. É fácil encontrar por aí, em diversas livrarias, e sai na faixa de 30 reais.  Mas deixa eu contar, em lojas como Casas Bahia ou Ponto Frio sai por 21 reais. Vale muito!


4 jun 2014

Cabeçudos, a livraria portuguesa.

Escrito por
E mais!

Estive ausente por um tempão aqui do blog, eu sei – mas a razão é boa: estive viajando por Portugal, de férias, sem Francisco e com muita saudade. Foi uma viagem deliciosa, e bem, lembram esses dias quando eu contei que desde que me apaixonei por literatura infantil comecei a querer visitar livrarias para os pequenos por onde eu andava? Pois então, fiz o mesmo em Portugal, e em Lisboa tive a chance de conhecer uma das mais bacanas de todas livrarias infantis que já conheci: a Cabeçudos.

foto 5

A livraria é demais – tem um espaço enorme para leituras (que acontecem todo final de semana) e outras atividades, e os livros, ah os livros! Pra quem tem verdadeira fascinação pela literatura infantil portuguesa como eu, a Cabeçudos parece mesmo um sonho. E foi muito legal mesmo – fui super bem atendida pela Raquel, proprietária da livraria, que não só me orientou na compra de livros como me sugeriu diversos escritores e ilustradores portugueses que eu ainda não conhecia.

Não tem coisa melhor do que ser atendida em uma livraria por quem conhece os livros que vende, por quem sabe o que indicar – e foi exatamente assim por lá. A Raquel conhece e aprecia todos os escritores, os ilustradores, as editoras com as quais trabalha, e isso é claro quando a gente ouve ela falar dos livros. No final das contas, saí de lá com quase 20 livros, que me encheram a mala de peso (afe!), mas fizeram a festa do Francisco quando cheguei em casa com eles. E é tanta coisa bonita, gente! Vou contando pra vocês sobre cada um deles e mostrando, porque é tanta coisa diferente e sensacional que não me aguento.

fotoOutra coisa que achei sensacional sobre a livraria: logo na frente dela, uma van estacionada, a Cabeçudos Itinerante. Dentro dela, um pouquinho de toda a livraria, toda organizadinha por idade (a separação é a seguinte: “conta-me historias”, “já leio um bocadinho”, “já sei ler” e “grande leitor”). Com essa van a Cabeçudos visita escolas pelo país, levando literatura a quem não tem acesso fácil a ela – coisa mais bacana:

foto 2

Saí de lá feliz da vida, só triste por não ter uma Cabeçudos aqui perto de casa. Mas a coisa boa é que a Raquel me prometeu que envia livros aqui para o Brasil também – então vamos mantendo contato e trocando dicas, já ficou combinado. Pra quem quiser conhecer mais sobre a Cabeçudos, vale entrar no site da loja e curtir no facebook também. 🙂

 


19 maio 2014

Os Incomodados que se Mudem

Escrito por
Livros

“Um elefante incomoda muita gen-te, dois elefantes incomodam, incomodam muito mais” – pronto, aposto que você ficou com a música na cabeça, rá. É como eu estou há dias, socorro – e o Francisco também, diga-se de passagem. Esse livro muito bonitinho é a releitura da cantiga que não adianta, todo mundo conhece e sabe de cor. Só o final é diferente: aqui os elefantes é que se sentem incomodados com uma invasão de ratinhos e terminam fugindo.

IMG_8661

Queria ter filmado o Francisco cantando o livro ontem à noite – é, ele CANTA o livro. Essa é a parte mais legal – como o livro é a música, dá pra contar ou cantar. Aí o Francisco jura que está lendo de fato, e sai cantando e virando as páginas, todo bonitinho. Tá aí uma fórmula que a criançada não resiste: repetição e bichos, muitos bichos. Especialmente os bem pequeninos.

IMG_8656

Gosto demais das ilustrações, dos elefantes com carinha de carvão e os ratos mil, as cores vermelho e preto. É o segundo livro para crianças que Anita Prades ilustra – o primeiro, Cadê o Pintinho?, também foi em parceria com Márcia Leite, a autora, veterana no mundo da literatura infantil. É Márcia Leite, aliás, uma das fundadoras da editora Pulo do Gato, especializada em literatura infanto-juvenil.

IMG_8654

O livro sai 33 reais, sempre esse preço, em diversas livrarias – dá pra encontrar facilmente online, só ver aqui. 🙂