Cada Família é de um Jeito

Tem uns livros que ganham a gente pela simplicidade – esse aqui é um deles. Uma das aquisições mais divertidas da nossa biblioteca dos últimos tempos, Cada Família é de Um Jeito é um livro que explica de forma muito simples algo importante: o quanto cada família é diferente.

IMG_9506

“Família, não tem duas iguais.

Tem família com duas mães e famílias com dois pais.

Tem família com um pai e uma mãe que não se entendem como parentes.

Nesse caso eles moram em casas diferentes.

E por aí vai…tem família só com mãe ou só com pai.”

Agora me diz  – como não amar um livro que começa logo assim? E ele é todo bonitinho. Inteiro em rimas, é fácil e gostoso de ler com crianças de qualquer idade, especialmente as pequeninas. É um jeito divertido de abordar um tema tão presente nos dias de hoje, os diferentes tipos de família que por aí existem. Família com muitos filhos, com poucos filhos, com pai e mãe, família de pais e mães gays, famílias solteiras como a nossa aqui em casa – todos esses novos núcleos familiares para o qual muita gente infelizmente ainda faz cara feia, mas que ó, tá aí e só enriquece a vida.

IMG_9514

É um livro legal para se ler em casa e também na escola – no semestre passado foi esse o tema trabalhado na turma do Francisco, a família. Tivesse conhecido esse livro antes, certamente teria sugerido ele. Tanto o texto como as ilustrações, fofas e coloridas, são da carioca Aline Abreu – fui lá fuçar o site dela conhecer seu trabalho, vi muita coisa bacana! Fiquei curiosa para conhecer o Menina Amarrotada (já curti o nome) – foi um dos 30 livros escolhidos pela Revista Crescer nesse ano e tem uma historinha bem diferente.

IMG_9510

A edição é da DCL Editora, fácil de achar. Sai por R$ 20,70 na loja virtual da editora- mas vale pesquisar que dá pra encontrar por até 13 reais. Livrinho essencial.

Francisco Esquerdo

Mãe é tudo boba né – eu, por exemplo, não posso ver nada com o nome “Francisco” por aí que fico toda curiosa. Esses dias foi na página do facebook da Cabeçudos, aquela livraria infantil que eu fui visitar lá em Lisboa. Eles estavam divulgando o lançamento de um livro digital de nome curioso: Francisco Esquerdo. Eu comentei toda curiosa, lógico – já curti de cara o nome.

IMG_9403

Qual foi minha felicidade receber um email da própria autora, a Joy Hanford – ela viu meu comentário, entrou aqui no blog e me mandou um simpático convite para conhecer seu livro, recentemente lançado em português. A gente ficou feliz da vida, lógico – e essa tem sido uma das nossas leituras no tablet ultimamente. A história é a seguinte: Francisco é um rapazinho (um menininho muffin, segundo meu Francisco aqui) que tem certa dificuldade em equilibrar-se. Mas ele faz disso uma brincadeira: todos os dias, numa rotininha certa, transforma sua falta de equilíbrio em dança. E se diverte: cada dia é dia de uma dança diferente: às segundas é o mookwalk, às quintas tendu, às sextas frug – no final, um glossário de dança explica direitinho o que é cada uma. As ilustrações são em aquarela, lindas, cheias de charme.

IMG_9410

É livro digital, ou seja, não aplicativo. Aliás, isso é uma coisa que confunde muita gente (eu inclusa), acho que porque aqui no Brasil a gente não tem muito o hábito de usar leitores digitais como o kindle ou o digital reader. Os livros digitais podem ser lidos nesses aparelhos, em tablets e até mesmo no computador. Em tablets, são lidos através de um aplicativo – no caso, aqui, o iBooks. Não têm narração nem permitem muita interatividade. Mas ainda assim, dá pra brincar um bocado com o Francisco Esquerdo: ele dança, escorrega e gira quando giramos ou tocamos o ipad.

IMG_9419

Francisco Esquerdo existe na versão em português e a original, em inglês, chamada Billy Blankenstooth. A Joy Hanford, aliás, é americana, mas mora no norte de Portugal desde 2010. Divertido também é visitar o blog que ela mantém, o Conversations with Hank – lá ela coloca as aventuras da família vivendo em outro país, com ilustrações muito bonitinhas e diálogos divertidos. Também é lá que está o link para comprar o livro digital, que sai na faixa de 2 dólares. 🙂

A Jornada do Pequeno Senhor Tartaruga

Esses dias achei um link bacana, que até compartilhei na página do facebook do blog – uma lista de livros infantis com protagonistas negros. Um monte de leitura mais que essencial para os pequenos – e hoje tomo a liberdade de adicionar mais um livro muito bonitinho à lista: A Jornada do Pequeno Senhor Tartaruga. Na terça-feira vim aqui falar de um livro da Editora Pulo do Gato, que está com o catálogo com 50% de desconto no mês de julho, e prometi que falaria de mais um. Pois aqui está.

IMG_9430

A Jornada do Pequeno Senhor Tartaruga é uma historinha comovente: o pequeno Yomi fica muito doente e tem que ser levado ao hospital, que fica longe da aldeia onde mora. A mãe então o leva, colado ao corpo, através de um longo caminho, a pé, de burro, camionete, táxi – e para que a viagem passe mais rápido, ela vai contando a Yomi a história do Senhor Tartaruga. As histórias são entrelaçadas, e é nas ilustrações que tudo acontece, simultaneamente – Yomi segue lutando para o hospital e o Senhor Tartaruga tenta realizar seu sonho de voar.

IMG_9434

As ilustrações são muito ricas, as cores fortes – tudo referência à cultura do continente africano. Os desenhos são cheios de ação, muita coisa acontecendo, mas tudo cheio de detalhes e lindeza. A história é encantadora e cheia de encorajamento – lembra uma bela fábula. O texto é de Inge Bergh e Inge Misschaert, e as ilustrações são de Kristina Ruell – o livro foi originalmente publicado na Bélgica, em 2012.

IMG_9436

Pra saber mais, só visitar o site da editora. Não esquece que a promoção vai até dia 31 de julho. 🙂