oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 7 anos, e vinícius, de 1 ano. seja bem-vindo! Leia mais



12 mar 2014

calendário de pano titá

Escrito por
Livros

Esses dias o Francisco veio perguntar pra mim: “mãe, que dia é hoje? é segunda, terceira ou quarta?”. Assim mesmo, terceira. Achei a coisa mais engraçadinha. Ele está na fase de querer entender o calendário: dias da semana, do mês – quando é a páscoa, quando é o aniversário, quando é o sábado e o domingo. E eu mostrando no calendário do celular, do computador, num papel.

calendario

Aí um dia fui na Titá, loja de brinquedos antiga aqui de Curitiba. Pausa para o momento nostalgia: a Titá é uma loja de brinquedos e livros infantis, no bairro Batel, e existe há 33 anos. Eu me lembro quando era pequenininha e ia lá com a minha mãe. Era assim: em dias de médico, dentista ou exames, aquela chatice toda, ela me levava lá depois escolher um brinquedo depois da consulta. Era uma felicidade só. Eu escolhia meu brinquedinho e depois comíamos empada e bolo no Café Zurich, que fica no Shopping Novo Batel, ali do lado. E os dias chatos viravam dias sensacionais, com brinquedo novo, empadinha, docinho e a companhia da minha mãe.

Mas eu falava do calendário. Pois então, dia desses fui na Titá comprar um presente de aniversário ali e lá encontrei esse calendário enorme, pendurado na parede. Ele é de pano, coisa mais legal. Não resisti, escolhi um verde e trouxe para o Francisco (tem vermelho e azul também). Ele curtiu logo de cara. Pendurei na altura do pequeno e pronto, agora é assim: todo dia a gente acorda e primeira coisa, mudar o dia no calendário! Tem os dias da semana, do mês, o mês, o ano (mas só até 2015), a estação e o tempo lá fora, se o dia está chuvoso, nublado, ensolarado, quente ou frio. Tudo com velcro e bolsinhos, é fácil manter organizado. Só não vale perder as pecinhas ou números, porque nada é vendido separado.

calendario2

Pra quem tem habilidade com tecido, papel e cia, fica a ideia de fazer em casa também – é ainda mais bacana, lógico. Mas eu não tenho mesmo, não adianta. O calendário custou 89 reais. Pra quem não sabe, a Titá fica na Dom Pedro II, número 398. E se for passar por lá, não esquece do docinho no Zurich. 😉


10 mar 2014

música – pequeno cidadão

Escrito por
Livros

Comprei o primeiro disco de vinil do Francisco esses dias. Coisa linda! Já era hora – eu tenho minha coleçãozinha de vinis, tudo coisa minha – apesar do Francisco jurar que muita coisa é dele – e faltava o primeiro vinil do rapazinho. Foi esse o escolhido, O Pequeno Cidadão. Um dos discos que a gente mais ouve no carro, andando de lá para cá, agora aqui em casa em toda sua formosura: o vinil é lindo demais, azul, especial. Ontem, manhã de domingo, tava tocando alto por aqui. Maior bagunça.

pequenocidadao

Pra quem não conhece ainda o Pequeno Cidadão, essa é a hora. É um dos projetos mais bacanas que conheci – do material infantil de música que há hoje em dia, sem dúvida um dos mais legais. Já falei do Pequeno Cidadão 2 aqui uma vez, há algum tempo. Esse aqui, azul, é o primeiro trabalho da banda, de 2009 – nele, Arnaldo Antunes ainda participa em todas as músicas (no segundo disco, fez só uma participação especial). Os outros músicos envolvidos no projeto são Edgard Scandurra e Taciana Barros – e os filhos da turma toda também. Nesse disco aqui as crianças não participam tanto como no segundo, mas estão lá. E todas, todas as músicas são divertidas e diferentes. Tem rockão, tem música suave, tem sambinha, tem música de todo tipo.

pequenocidadaodvd

As letras são demais: tem pra se despedir da chupeta (de grande utilidade),  sobre fazer bagunça, música de amor (o sol se apaixona pela lua e leva um belo fora, quem nunca?), sobre futebol, sobre bichos (uirapuru, sapo-boi, lagartixa), música com participação especial do Ziraldo (essa é emocionante). A minha preferida é a do sol e da lua, a do Francisco, do futebol na escola. Os clipes também são muito bonitinhos – sim, tem essa também, os clipes. Não só o disco é demais como o dvd segue o mesmo estilo. Cada clipe foi feito em um estúdio diferente, com uma técnica diferente – então é uma festa só. Seguem os nossos preferidos:

Da mamãe aqui:

Do Franciscão:

Tanto o disco de vinil (o do primeiro e do segundo), como os cds, dvd e livros baseados no projeto estão todos à venda na loja virtual da banda. Vale dar uma olhada, tem muita coisa legal – até camiseta.

 


7 mar 2014

monsieur et madame anatomie

Escrito por
Livros

Sempre que eu viajo, gosto de trazer livros infantis para o Francisco. Seja onde for, a língua que for – acho um presente divertido, especialmente se for diferente das coisas que temos aqui. Esse é um dos que eu mais me orgulho de ter trazido, e o Francisco adora. Comprei sabe onde? No aeroporto de Paris, em uma escala que eu fazia por lá. Foi uma surpresa encontrar um livro tão bacana logo no aeroporto.

anato1

É um livro de anatomia para crianças, mas ele é todo diferente: olhando de primeira parece um boneco – um não, dois, um grudado no outro. Um homem e uma mulher, bonecos-livros. Eles se abrem página a página, cada um para um lado. Dentro há uma aula de anatomia para as crianças, com ilustrações diversas. Ah sim, o livro é em francês, claro. Mas acaba sendo mais divertido: dá pra aprender anatomia e outra língua, tudo junto. E qualquer dúvida, dá-lhe google. É como funciona aqui.

anato3

Logo na primeira página do livro, é explicado que todo mundo é diferente por fora mas absolutamente igual por dentro – há magros, gordos, negros, brancos, de olhos verdes, marrons, há pessoas pequenas e grandes, há homens e mulheres. E então começam as explicações e curiosidades do corpo humano, página a página. Por fora, os membros – por dentro, os órgãos, os osssos, os músculos. Na mulher vê-se onde fica o bebê – coisa que já me auxiliou em algumas conversas com o Francisco sobre da onde ele veio. E tenho certeza que ainda vai ser de muita ajuda – já chegamos naquela fase das perguntas diversas, que socorro, viu? Nada como ter um livro de anatomia divertido e engraçado assim nas mãos.

anato4

A parte chata é que pelo que pesquisei aqui, é difícil de encontrar, mesmo lá na França. Está esgotado em vários sites, inclusive na Fnac e na Amazon. Mas bem, fica a dica pra quem encontrar em um passeio não deixar passar por nada. Mais informações no site da editora Albin Michel Jeunesse.