Quem soltou o pum (aplicativo)

Ufa, chegou 2014. Que seja benvindo! Eu e o Francisco passamos nosso ano-novo no mato, em Morretes, litoral paranaense – uma delícia. Foi divertido porque deu para passear e para descansar também – e ler, ler bastante. Aliás, a melhor coisa que eu fiz foi levar poucos livros impressos e muitos aplicativos e livros digitais, tudo no tablet. Praticidade pura, não adianta. Eu, que já falei algumas vezes por aqui que ainda me bato no mundo digital, fiquei feliz da vida com os que levei – o Francisco então, nem se fala.

quemsoltouopum-aplicativo1

Um dos que mais fez sucesso (e tem feito) é esse aqui, o aplicativo do Quem soltou o Pum – livro que o Francisco ama e do qual já contei aqui pra vocês. Falei dele lá no post do livro, mas ainda não conhecia a versão para ipad (e iphone também) – e olha, é mesmo bem divertida. A história é a mesma, mas é super interativa e há duas possibilidades: com narração ou sem.

O livro é em primeira pessoa, na voz do garotinho tutor do Pum – e justamente é uma criança que narra no aplicativo. O Francisco escuta atento.  As interações que ele permite também são muito legais – há música, sons variados, supresas. A porta que abre, a luz que acede, a chuva que chove sem parar. Dá pra passar um bom tempo na brincadeira.

quemsoltouopum-aplicativo2

Não é barato não, viu? Custa USD 8,99 – cerca de 20 reais (dá para comprar aqui). O preço do livro impresso, mais ou menos. Podia ser mais em conta, acho eu. Sei que não é barato fazer um aplicativo desses, mas poxa! O Dragoberto, outro livro digital que o Francisco adora, custa USD 3,99 – e também é nacional, cheio de interações bacanas e ainda pode ser narrado em 3 línguas diferentes: português, inglês e espanhol. E tem outros mais em conta por aí – vou falando deles pra vocês aqui no blog. 

De qualquer forma, vale! Vale ter o livro impresso, vale ter o digital – ou pelo menos um dos dois!

1 comentário

  1. Adorei a dica!

Vamos conversar?