oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 7 anos, e vinícius, de 1 ano. seja bem-vindo! Leia mais



3 jun 2015

10 livros-imagem essenciais – Parte 1

Escrito por
Livros

Tá aí uma lista que eu tava querendo fazer faz tempo: sobre livros-imagem. Os livros-imagem não têm texto algum – apenas imagens, e são através delas que a narrativa se encaminha. Pessoal às vezes pensa que por não terem palavras, os livros-imagem são destinados apenas às crianças bem pequenas – e de olha, de fato são ótimos pra fisgar a atenção dos pequeninos. Mas tem livros-imagem para todas as idades mesmo – até gente grande! Eu mesma gosto demais desses livros – gosto especialmente das inúmeras possibilidades que eles permitem durante a leitura. Às vezes a leitura é minha, às vezes do Francisco – às vezes de nós dois juntos, e aí é deixar a imaginação fluir, observar e apontar cada detalhe que o artista criou. Ler um livro imagem junto é criar vínculo, é estimular a criatividade e pode virar uma grande brincadeira.

Ah, dessa vez tem vídeo também – aproveita pra seguir o canal do youtube e acompanhar tudo de lá! 🙂

1. TELEFONE SEM FIO

Um dos preferidos do Francisco, de longe – já até falei dele aqui em 2013. O livro já foi pra escola, já foi pra casa dos amigos, pra casa da avó, mas sempre volta pra gente (ufa!). Aqui, os personagens mais inusitados cochicham no ouvido um do outro – o bobo da corte cochicha para o rei, que cochicha para o cavaleiro de armadura, que cochicha para o escafandrista, e assim vai. Personagens de várias épocas, lugares e histórias se misturam na brincadeira de telefone sem fio, e o que eles estão dizendo a gente só imagina. É um livro grandão, divertido e bonito demais: as ilustrações são pinturas a óleo, verdadeiras obras de arte. De Ilan Brenman e Renato Moriconi, da Companhia das Letrinhas.

FIO01

FIO02

2. O LEÃO E O CAMUNDONGO

Outro livro que já passou aqui pelo blog há algum tempo, outro livro com ilustrações lindas de morrer. Aqui a fábula do leão e do camundongo é contada através de desenhos realistas e grandiosos, que ocupam as páginas inteiras. A história é a assim: um camundongo vai parar nas garras de um leão, que por alguma razão o deixa fugir livre. Um dia então, no meio da selva, o leão cai em uma armadilha humana – e é o pequeno camundongo que vem resgatar o rei da floresta, roendo a corda para que o felino fuja livre. Moral da história (toda fábula tem uma!): nenhum ato de solidariedade é desperdiçado. Do americano Jerry Pinkney, editado por aqui pela WMF Martins Fontes.

LEAO01

LEAO02

3. TOM E O PÁSSARO

O Francisco gosta demais desse livro! Primeiro, porque tem passarinho. Segundo, porque tem jeitão de quadrinho, com as ilustrações separadas em quadrados – aí ele vai parando e observando o que cada cantinho reserva, os acontecimentos de cada página. Nas primeiras, ele curte observar tudo o que acontece na feira onde Tom vai passear – e onde compra um passarinho em uma gaiola. Tom leva o pequeno pássaro roxo para seu quarto, tenta brincar com ele – e aí, segundo o Francisco, é quando ele o escuta. O passarinho conta de onde veio, de como foi capturado. Tom se entristece, e resolve libertá-lo. Acho que essa é uma terceira razão pela qual o Francisco gosta desse livro – porque é sobre liberdade, sonho, viagem. Na última ilustração, que ocupa uma página dupla, a gente vê Tom voando sobre o pássaro, agora gigantesco, imponente, completamente livre. De Patrick Lenz, publicado pela Editora Biruta.

TOM01

TOM02

4. A CASA NA ÁRVORE

Esse é um livro delicado e surpreendente – um urso polar chega à uma casa na árvore, no meio do oceano. Logo depois, chega outro urso, um marrom. Ali, os dois amigos vivem – passam as estações, passam outros bichos, e as surpresas surgem a cada página: cores, muitas cores. A cada folheada a árvore aguarda repleta de diversidade e movimento, repleta de cor. O cor-de-rosa de flamingos que passam por ali, o amarelo de um dia ensolarado no qual a visita a vem de barco-balão, o branco de um dia de neve, o azul de uma bela noite de luar. Livro vencedor de diversos prêmios, foi criado por pai e filha: Ronald Tolman e Marije Tolman. Edição da Brinque-Book.

ARVORE01

ARVORE02

5. JOURNEY

Tá aí um livro de tirar o fôlego, tão bonito é – Journey conta a incrível história de uma viagem, como diz o próprio título. Uma viagem criada a partir de um giz de cera vermelho, obra de uma garotinha entediada. Uma porta desenhada na parede leva a menina a uma floresta exuberante – de uma paisagem sépia, triste, ela entra em um verde brilhante, repleto de luminárias orientais. E a viagem continua: quando encontra um rio, a garota desenha um barco – e chega num reino gigante, com castelos, labirintos e janelas. É um livro com muita emoção e aventura: a menina tenta resgatar um pássaro aprisionado, fugindo de arcos, flechas e vilões – e no final, encontra um amigo para continuar a jornada. Não tem edição no Brasil – essa é da Candlewick Press, americana, e é absolutamente impecável e linda. A dica é que dá pra encontrar fácil (porém um bocado caro, com esse dólar alto assim) no site Book Depository. Ilustrações de Aaron Becker.

JOURNEY05

JOURNEY02

***

…continua na parte 2, aguardem! 🙂


6 maio 2015

Especial: 5 Livros Infantis para o Dias das Mães

Escrito por
Livros

Dia das mães tá aí, próximo domingo – então resolvi fazer um especial sobre o tema essa semana: escolhi cinco livros infantis bem diferentes que falam sobre as mães. Alguns, pra variar, eu peguei emprestado na Biblioteca Pública e li durante essa última semana com o Francisco. Outros são nossos – a lista ficou divertida, com livros bem diferentes e pra todos os gostos: tem pra emocionar, pra refletir, pra rir muito, pra rimar. Ah, e dessa vez tem vídeo também, lá no youtube:

1. MAMÃE ZANGADA

Esse foi daquelas surpresas boas – peguei o livro na biblioteca pública, e juro, estranhei um bocado o nome. Mas foi começar a ler o livro (e terminar logo em seguida, que a história é bem curtinha) e logo curti demais – o Francisco também! A história, na voz de um simpático pinguim, começa assim:

“Hoje de manhã mamãe gritou tanto

que eu me despedacei em pleno ar.”

E segue – cada pedacinho do pinguim vai parar em um canto: do universo ao fundo do mar, da selva às montanhas, até o bumbum dele não se salva e cai no meio da rua. Mas no final acaba tudo bem: a mamãe zangada recolhe os pedacinhos todos e costura-os um a um – e o livro termina com um pedido de desculpas. Uma metáfora delicada e divertida. Livro curto, pequenininho, mas nem por isso menos sensível. Escrito e ilustrado pela alemã Jutta Bauer, editado no Brasil pela Cosac-Naify.

mamaezangada

mamaezangada2

2. QUANDO  MAMÃE VIROU UM MONSTRO

Aqui também há uma transformação física – mas aqui, quem se transforma, é a mãe. E se transforma num monstro! Arrisco dizer que esse foi o livro preferido do Francisco – ele riu um bocado com a história. Em “Quando Mamãe Virou um Montro”, a mãe recebe um telefonema – vai receber visita dos sobrinhos à tarde para lanchar. Então ela começa a ajeitar a casa, preparar um bolo – e nada dos dois filhos ajudarem. Aliás, eles só apavoram – fazem uma bagunça terrível, brigam entre si, choram. Enquanto isso, a mãe vai se transformando: pedaços verdes e apavorantes começam surgir em em seu corpo. Tentáculos, dedos de bruxa, rabo – a criançada leva um susto! Mas também, coitada da mãe – juro que senti compaixão por ela! A sorte é que fica tudo bem – as crianças resolvem finalmente ajudar e a mãe vai voltando a ser mãe, ufa. O final é bem divertido, e as ilustrações também – tem jeitão de gibi, com tirinhas bem coloridas e desenhos com cara de quadrinho. Divertido demais! Da britânica Joanna Harrison, publicado no Brasil pela Brinque-Book.

monstro

monstro2

3. MINHA MÃE É UM PROBLEMA

Os amantes das bruxas Onildas, bruxinhas atrapalhadas (eu!) e afins vão curtir esse livro, certeza. Eu curti bastante, o Francisco achou bem engraçado: o problema do garotinho da história é ter essa mãe feiticeira, de chapéu pontudo e vassoura. Os pais dos outros alunos – e os próprios alunos – vivendo olhando feio pra ele. Mas a mãe bruxa acaba conquistando todo mundo: a criançada se diverte com os doces cheios de bichos (eca) que ela faz e os pais a agradecem quando ela faz um feitiço para fazer chover na escola em um incêndio. Pois é, pais difíceis de conquistar esses, mas tudo termina bem. Historinha e ilustrações bem engraçadas e divertidas! Esse é um livro mais antigo – foi publicado pela primeira vez em 1986, e já teve algumas edições por aqui. Por isso dá pra encontrar fácil em sebos – na Estante Virtual tem a partir de 7 reais. Escrito e ilustrado por Babette Cole, uma das autoras infantis mais conhecidas e tradicionais da Inglaterra, foi editado no Brasil pela Companhia das Letrinhas.

problema

problema2

4. CORAÇÃO DE MÃE

Tá aí um livro pra emocionar todas as mães e avós do planeta terra, sem brincadeira. Eu dei uma choradinha na primeira vez que li, tão bonito é. Nele, a portuguesa Isabel Minhós Martins conta que cada coração de mãe é ligado pelo coração do filho por um fino fiozinho, e é por isso que sempre que alguma coisa acontece com o filho, a mãe sente fundo, dentro do próprio coração. Um trechinho, aquele ali que eu li no vídeo:

“Quando não compreende os filhos, o coração de mãe é como um novelo embaraçado.

No coração de mãe passa uma nuvem escura sempre que um filho é mal-educado.”

Tem rima, fluência, um monte de surpresa, é gostoso demais de ler – e também tem as ilustrações mais bonitas! A nossa cópia eu trouxe de Portugal, é da Planeta Tangerina (que tem um livro mais sensacional que o outro, gente!) – mas a boa notícia é que tem edição por aqui, yay! Saiu pela editora Alaúde, pelo selo Tordesilhinhas – um presente lindo para mãe e filho!

coração

coração2

5. A MÃE QUE CHOVIA

Eu deixo por último esse porque é meu livro do coração, com licença – eu já até falei dele por aqui há dois anos, assim que comprei nossa cópia, lá em Lisboa. É o primeiro livro infantil de um dos escritores que eu mais gosto, o José Luís Peixoto – e é um livro que já me emocionou um bocado! Ô história bonita. Pra vocês terem uma ideia, eu gosto tanto desse livro, que quando voltei pra Portugal, trouxe várias outras cópias para presentear mãe, psicanalista, amigas – porque é lindo assim, e infelizmente, ainda não tem edição aqui no Brasil. O livro conta a história de um menino que é filho da chuva – fala sobre ausência, sobre tristeza. Mas também fala sobre reencontro, felicidade, sobre mãe e filho, sobre natureza. Um dos trechinhos que mais me emociona, pra vocês verem o quão linda é a história:

“Mas esse rapaz esperto, composto por boa disposição e com a idade de mais ou menos, não precisava que lhe dissessem que era a sua mãe. Ele conhecia-a melhor do que os assuntos que conhecia mesmo bem. Juntos, trocavam tardes de domingo, descanso, beijinhos e coisas mornas de mãe e filho. Enchiam a barriga de brincadeiragem. ”

Daqueles livros que são mais nossos que dos filhos (desculpa aí, Francisco!), daqueles pra serem lidos, relidos, abraçados. Da editora portuguesa Quetzal, lançado recentemente no Brasil pela Companhia das Letras.

chovia

chovia2

***


11 mar 2015

5 livros infantis com protagonistas garotas fortes (e muito divertidas)

Escrito por
Destaques, Divertidos, Listas de Livros, Livros

Domingão foi o dia internacional da mulher. Dia repleto de homenagens, textos bonitos compartilhados no facebook e mensagens carinhosas – e aqui em casa, uma brincadeira: procurar, entre todos os livros do Francisco, aqueles com protagonistas mulheres. Fiquei orgulhosa: eram mais do que eu me lembrava, 13 no total! Pilha de livros devidamente colocadas do lado da cama, a missão então era reler todos no decorrer da semana – é o que temos feito. Já escolhi cinco deles, entre os preferidos, para dividir com vocês:

1. A PRINCESINHA MEDROSA

Para começar a lista, uma princesa: mas uma princesa bem diferente daquelas às quais estamos habituados. Nossa princesa aqui tem medo, muito medo: o primeiro deles, do escuro. Então ordena que todas as luzes do palácio e da cidade fiquem sempre acesas – e também o sol, que ele nunca parasse de brilhar. Mas seus medos não paravam por aí – ela também tinha medo da solidão, da pobreza. Ordenava então que tudo fosse ajeitado para que ela não sofresse – mas seus medos só aumentavam, mudavam de forma. Até o dia em que a pequena princesa se perde em um passeio e se depara com um menino que descansava depois de sua jornada de trabalho. Ela fica intrigada e resolve acompanhá-lo – e dessa amizade, aprende uma coisa valiosa: que seu único medo é do próprio medo. Aprende, enfim, a enfrentá-lo bravamente. O livro é pequenino, delicado como a história, escrito e ilustrado pelo sensível Odilon Moraes (é dele também o Pedro e Lua, que amamos). Da editora Cosac-Naify.

Não pode deixar de ler porquê: A princesinha se bate para entender que todas suas ordens e poderes não são suficientes para fazê-la feliz. Um amigo e um céu repleto de estrelas às vezes basta! É uma linda lição, e a edição é bonita demais.

medrosa01

medrosa02

2. OBAX

Emprestamos esse livro da Biblioteca Pública do Paraná, na semana passada – foi uma surpresa linda, e não pude deixar de colocá-lo na lista de protagonistas fortes. A pequena Obax vive nas savanas africanas, e se tem algo que ela não sente é medo – ao contrário, aventura-se nas histórias mais mirabolantes. Ninguém da aldeia acredita em suas aventuras e ela se sente um tanto quanto sozinha, é verdade. Um dia, tropeça em uma pequena pedra que lhe parece um elefante – dali surge um amigo, Nafisa, elefante solitário que a acompanha por estradas sem fim, montanhas, rios e mares. O livro exalta o lúdico, o imaginário infantil, e a fantasia se mistura à realidade. As ilustrações são lindas, quentes, coloridas – remetem ao continente africano, à força do povos de lá. Escrito e ilustrado pelo pernambucano André Neves, publicado pela editora Brinque-Book.

Não pode deixar de ler porquê: As ilustrações são lindas demais, a história tocante. E o André Neves tem um livro mais bonito com o outro, só fui descobrir depois do Obax – impossível não se apaixonar por seus desenhos.

obax01

obax02

3. MORANGO SARDENTO E O VALENTÃO DA ESCOLA

Em 2013 falei desse livro por aqui e contei de um belo trauma da minha infância: as aulas de educação física. Tudo porque eu morria de medo de jogar queimada (a gente chamava de ‘caçador’) – era o mesmo medo da nossa protagonista aqui, Morango Sardento. A ruivinha simpática não gosta de queimada porque é um jogo muito rápido e muito forte (e não é?) – e morre de medo das boladas de Pedro Bomba, o tal valentão da escola. Morango Sardento então tem uma ideia – cria um monstro imaginário, e se protege através dele. Até chega a levar uma bolada – mas nem sente! No final, acaba tornando-se amiga do (inicialmente) vilão. Um livro leve, divertido, que fala mais uma vez da importância do imaginário infantil e também sobre bullying. O livro é autobiográfico – a atriz Julianne Moore escreveu esse e outros livros para dividir com outras crianças algumas experiências de sua infância. No Brasil saiu pela Cosac-Naify.

Não pode deixar de ler porquê: É um jeito divertido de falar de medos, insegurança, bullying. Porque a Julianne Moore é uma atriz sensacional (ok, isso não conta). Porque a Morango Sardento é muito da bonitinha. Porque tem um monstro roxo divertido. Porque a criançada de 4, 5 anos adora!

morango01

morango02

4. UM OUTRO PAÍS PARA AZZI

De um livro que rende boas risadas a gente pula pra um que faz pensar muito – e nos permite conhecer uma protagonista forte demais, a pequena Azzi. Com 10 anos de idade, Azzi foge, com parte de sua família, de um país em guerra. O trajeto difícil em um barco empilhado de outros fugitivos e a adaptação da nova vida em um país diferente é retratada nesse quadrinho – para Azzi, é tudo muito novo e assustador. Azzi de depara com uma nova língua completamente distinta da sua, com novos costumes, um pequeno apartamento e uma escola completamente nova. Mas o bacana é que a história vai tomando um rumo cheio de esperança até o final – é bonito de ver! O livro já passou por aqui antes, gosto demais dele. Escrito e ilustrado pela britânica Sarah Garland, foi publicado no Brasil pela editora Pulo do Gato.

Não deixe de ler porquê:  É importante, emocionante, atual. Para ler e conversar com as crianças e também adolescentes – gurizada já curte quadrinho normalmente, e esse aqui é bem especial.

azzi01

azzi02

5. ATÉ AS PRINCESAS SOLTAM PUM

Rá, mas de jeito nenhum que eu faria uma lista de garotas fortes e divertidas sem colocar a Laura por aqui – é que a Laura é essa menina curiosa demais, protagonista de um dos livros mais divertidos que já nos passaram pelas mãos. Um dia ela faz uma pergunta para o pai: afinal, “as princesas soltam pum?”. Ele então vai até sua biblioteca buscar O Livro Secreto das Princesas e lá descobre: a Branca de Neve desmaiou foi intoxicada por seu próprio pum (culpa dos torresmo, repolho refogado e afins que os anões estavam habituados a comer), e a Pequena Sereia, adivinha? Aquelas bolhinhas na água? Tudo pum! O livro faz tanto sucesso entre a meninada que já virou até peça de teatro. Escrito por Ilan Brenman e ilustrado por Ionit Zilberman, da editora Brinque-Book.

Não deixe de ler porquê: Não existem princesas no mundo tão humanas e divertidas como essas do livro. Pra rir alto com as crianças!

princesa01

princesa02

E você, tem algum livro preferido com protagonista mulher? Conta já! 🙂