oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 6 anos, e vinícius, ainda bebê. seja bem-vindo! Leia mais



18 jul 2013

Morango Sardento e o valentão da escola

Escrito por
Livros

Se tem um trauma que carrego nessa vida, é o trauma das aulas de educação física. Eu tinha pavor, pavor. Mas todo esse meu medo existia por um motivo específico, na verdade, uma brincadeira específica: a queimada, ou, como chamavam na minha escola, na época, caçador. Tem quem adore. É aquela brincadeira em que dois times ficam frente a frente, cada um tentando acertar com a bola alguém do outro time. Eu era sempre a última a ser escolhida na hora de montar os times – e SEMPRE a primeira a levar uma bolada. Tinha medo, tenho até hoje, me encolhia toda, não conseguia nem pensar em correr e POW, lá vinha a bola.

IMG_6506

Acho que por isso eu desenvolvi um carinho especial e instantâneo por esse livro, Morango Sardento e o valentão da escola. Ele faz parte de uma pequena coleção que conta as aventuras de Morango Sardento, uma engraçadinha garota ruiva. É na verdade uma autobiografia da autora, a atriz Julianne Mooore. A atriz de Magnólia e Ensaio sobre a cegueira (entre muitos outros filmes) escreveu esses livros contando sobre sua infância – e de um jeito bem divertido consegue falar sobre um assunto delicado: bullying. Nesse volume (que é o segundo – eu e o Francisco ainda não temos o primeiro), Morango Sardento vai ao passatempo, local da escola onde as crianças brincam antes do horário de aula. Lá ela teme só uma brincadeira: a queimada. A razão principal do temor é Pedro Bomba, um garotinho que não hesita em jogar a bola com toda força nas crianças menores – e me contem, qual queimada ou escola não tinha/tem um desses?

IMG_6509

Um dia então Morango Sardento se imagina um grande monstro, pra criar coragem e entrar no jogo sem medo. E é a garotinha que acaba assustando Pedro Bomba. A parte mais bacana é que dali, do ‘estranhamento’ entre os dois, surge uma amizade. Os dois terminam a história brincando juntos e felizes da vida.

O livro é bonitinho demais, tem uma cara toda de quadrinho, com ilustrações de LeUyen Phan. A tradução é de outra atriz: Denise Fraga. No Brasil, saiu pela Cosac-Naify – conheci o livro sem querer, em uma daquelas liquidações relâmpago do site da editora. Estava com 40% de desconto (já faz algum tempo, no entanto), e eu resolvi arriscar. Foi uma boa surpresa, o Francisco adorou o livro. Ainda pretendo comprar o primeiro (que se chama apenas Morango Sardento) e o segundo, que ainda não saiu no Brasil (chama-se Freckleface Strawberry – Best Friends Forever).

IMG_6512

O livro fez um sucesso danado lá fora: se tornou até espetáculo musical da Broadway. Também tem um aplicativo para o celular, o Freckleface Straberry Monster Maker Game – é em inglês e gratuito, dá pra baixar aqui.

Bem, eu continuo com meu medo de queimada (com 31 anos na cara, sim senhor), mas o Francisco que já vá aprendendo com a Morango Sardento a se proteger e arrasar no jogo. Tenho fé.

***

Livro: Morango Sardento e o valentão da escola

Texto: Julianne Moore

Ilustração: LeUyen Phan

Editora: Cosac-Naify