oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 6 anos, e vinícius, ainda bebê. seja bem-vindo! Leia mais



18 abr 2017

livro: Pode Pegar!

Escrito por
Destaques, Diversidade e Respeito, Livros, Novidades e Lançamentos, Para Refletir

Dia desses li um texto ótimo da Janaína Tokitaka no #AgoraÉQueSãoElas, blog da Folha: ela falava sobre o poder dos livros infantis. Quando trazem personagens esteriotipados, bons mocinhos, boas mocinhas, deixam na criança a impressão de que ela está desajustada, que há algo errado com ela. Afinal, crianças não são assim: elas são por natureza barulhentas, bagunceiras, cheias das perguntas. No entanto, quando encontram nas histórias personagens divertidos como elas, questionadores, sentem-se abraçadas. É aí que se encantam pelos livros, pela literatura.

“Pode Pegar!” é lançamento recente da autora e ilustradora pelo selo Boitatá, da Editora Boitempo. Nele, conhecemos um coelhinho e uma coelhinha: ele de terno e calça, ela de saia e salto. Mas quando ele fica na ponta dos pés, esforçando-se para alcançar uma maçã em uma árvore, ela oferece seus sapatos de salto alto – e ele logo aceita, oras! Quando é ela quem precisa atravessar um riacho, ele oferece suas botas. E aí começa uma grande brincadeira: a saia pode virar a capa de um super-herói, as calças são perfeitas para pular montanhas. Até a hora que chega um sisudo coelho adulto pronto para proibir – e se supreender!

Uma obra deliciosa, linda, para se curtir e papear sobre identidade de gênero com as crianças, do jeito que a infância deve ser: divertida, colorida, questionadora!

***


15 jul 2016

Tromba Tromba, de David McKee

Escrito por
Destaques, Diversidade e Respeito, Novidades e Lançamentos, Para Refletir

David MacKee é um nome que olha, não devia ficar fora da biblioteca de ninguém. A verdade é que poucos autores conseguem tratar de assuntos tão importantes com a coragem e o humor desse britânico. Tromba-Tromba (Tusk Tusk, em inglês) é um de seus grandes clássicos, escrito em 1978 – e que chega agora no Brasil, publicado pela Pequena Zahar.

tromba tromba

A história, ao primeiro olhar, é muito simples: elefantes brancos e elefantes pretos que se dão muito mal e resolvem guerrear. A luta é só entre si – eles nem sabem porque não se gostam, mas não se gostam e pronto. Um dia, inicia-se uma batalha. Os elefantes que não estão dispostos a brigar se afastam; já os outros brigam, até, claro, se matarem.

tromba-tromba-2

Por muitos e muitos anos não se vê mais elefante algum sobre a terra. Até que do fundo da selva, um belo dia, saem os netos daqueles elefantes pacíficos: elefantes cinzas! Esses sim se dão muito bem – se bem que ultimamente os de orelhas grandes e os de orelhas pequenas têm se olhado de um jeito meio estranho…

Um livro tão simples, tão leve (muito por conta das cores e traços quase cômicos de McKee) – mas que serve de impulso para as mais diversas e importantes discussões sobre preconceito, intolerância e violência. Atual e urgente!

***


7 jan 2016

livro em espanhol: Rompecabezas, de Diego Bianki

Escrito por
Livros

Conheci o trabalho do artista argentino Diego Bianki lá no primeiro bloco do Conversas Ao Pé da Página, em um seminário onde ele e Catarina Sobral mostraram seu divertido processo criativo. Fiquei curiosa demais para conhecer os livros, que logo devem ser lançados no Brasil – mas não resisti a, em uma visita recente a Buenos Aires, procurar por alguns de seus trabalhos por lá.

IMG_9205

Rompecabezas é o livro resultado de uma exposição do artista, em 2012 – é desses livros grandes, que enchem os olhos logo de cara. Publicado pela Pequeño Editor, editora que em 2015 levou o prêmio de melhor editora da América Latina, é um convite à brincadeira e à celebração da diversidade. A partir de caixinhas de fósforo, de lâmpadas, pasta de dente e outros objetos guardados e encontrados pela rua (isso foi Bianki quem contou, lá no Conversas), Bianki criou figuras diversas, de pessoas, animais – até alienígenas! Foram mais de mil pecinhas no total, devidamente pintadas (são super coloridas) e agrupadas, como um quebra-cabeças (ou rompecabezas, em espanhol). 

As frases que acompanham essas figuras incríveis são um lembrete de que todos nós, absolutamente todos, somos formados de pó de estrelas – sem exceções! Juntos, fazemos parte de algo muito maior e – e é juntos que fazemos nosso mundo. “Aproxime-se!”, diz ele. “Deixe que sua cabeça se abra!”. 

IMG_9208

IMG_9209

O mais bacana é que no final Bianki sugere que nós também façamos nosso próprio quebra-cabeça – guardar, rabisca e pintar e deixar a imaginação correr solta. Há um passo-a-passo com fotos – e muitas ideias do que inventar! Bora guardar as caixinhas e criar! 😉

***

ROMPECABEZAS

Texto e Ilustração: Diego Bianki

Editora: Pequeño Editor, 2013