oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 7 anos, e vinícius, de 1 ano. seja bem-vindo! Leia mais



26 jul 2017

Colo de Avó, de Roseana Murray

Escrito por
Destaques, Divertidos, Novidades e Lançamentos, Para dar risada, Poesia Para Crianças

Hoje, dia 26 de julho, é celebrado o dia dos avós. E ufa, tem cada livro bonito sobre o assunto! Esse chegou por aqui dia desses: “Colo de Avó” é lançamento recente da Brinque-Book, a reedição de um livro anteriormente publicado pela Manati.

Obra linda e delicada, reúne poemas sobre a relação entre avós e netos. Tem poema para fazer rir (o da avó que perde os óculos é um barato!), tem poema para emocionar, tem poema de vó dançarina, vó jardineira, vó sereia, vó que já se foi. Um mais divertido que o outro, ilustrados com a aquarela alegre e delicada de Elisabeth Teixeira.

Livrinho delicioso, aconchegante e cheio de boas histórias como colo de vó! 🙂

***


23 mar 2017

Uma Ideia No Bolso, de Patricia de Arias

Escrito por
Fases e momentos especiais, Leitura com Bebês, Livros

A vida não anda fácil por aqui: chegando nos 8 meses de idade, o Vinícius tá vivendo intensamente a tal ansiedade da separação. Anda muito chorão, com dificuldade pra dormir, um grude só – e a mãe aqui mal tem tempo (e disposição) pra fazer qualquer coisa que não ficar em função dele. Daí meu sumiço! Coisa que a gente segue fazendo nos intervalos entre chororôs e dramas é ler: de manhã e antes de dormir. Tem dia que não passa da primeira página, tá certo, mas tem outros que flui que é uma beleza!

Livrinho delicioso que curtimos juntos essa semana foi esse: “Uma Ideia no Bolso”, da Editora Rovelle. Com texto rimado e ilustrações delicadas em aquarela, a gente acompanha um pequeno garoto e suas muitas brincadeiras. Ele guarda uma ideia no bolso, mas quem disse que conta qual é ela? Prefere perseguir bandidos, amestrar formigas, vestir duendes de pijama vermelho – simplesmente não sobra tempo!

Um detalhe divertido: no final do livro há o texto na língua original, espanhol. Resolvi também ler para o Vinícius e adivinha? Arranquei gargalhadas dele! Me ouvir falar outra língua (ainda que muito mal) foi a maior diversão – agora só leio o livro com o bônus, pra ouvir o pequeno rir (da minha cara, claro). Momentos assim fazem todo o perrengue desses 8 meses valer a pena, ufa!

***