oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 7 anos, e vinícius, de 1 ano. seja bem-vindo! Leia mais



24 mar 2014

dinossauros também

Escrito por
Livros

Semana passada a gente recebeu uma caixa super bacana aqui em casa, acompanhada de uma cartinha linda da editora Ciranda Cultural. Dentro dela, cinco livros lindos, especialmente escolhidos para o Francisco. Foi uma festa só – no mesmo dia tivemos que ler todos, Francisco não sossegou. E de fato era um mais legal que o outro – eu vou mostrando aqui pra vocês.

dinossauros01

De cara, o primeiro que o Francisco mais curtiu foi esse aqui. Chama-se Dinossauros Também, e é um livro pop-up, desses com abas. Deixa eu contar: geralmente a gente não é muito fã de livros pop-up não. Com exceção de alguns específicos (e aí sim maravilhosos), acho os livros pop-up mais perecíveis do que qualquer outra coisa – geralmente não têm muito conteúdo e são delicados demais para as mãos de uma criança de 3 anos e meio como a que eu tenho em casa. Mas esse aqui foi outra história: a primeira coisa que me chamou a atenção foi justamente a qualidade do material – tem abas, é delicado, mas é firme e forte, quase a prova da força-que-não-parece-força do Francisco.

dinossauros03

O livro tem uma historinha simples, e o diferencial mesmo é a brincadeira com os dinossauros – é assim: na voz de uma criança, ela brinca “quando eu crescer quero ser um dinossauro…os dinossauros ficam atentos ao perigo”…aí é puxar a aba da página e surge um: “e eu também”. E assim vai indo: os dinossauros alcançam bem alto, comem vegetais, correm muito rápido…e eu também. Em cada página há informações sobre os dinossauros que estão ali: tem o estegossauro, braquiossauro, o tricerátopo. Não conheço quem não curta essas coisas. Na última página, do tironossauro rex, o livro se desdobra, fica grande – quase quatro vezes seu tamanho normal.

dinossauros02

A gente curtiu demais o livro. Quer saber? Achei uma boa dica de presente para um menino na idade do Francisco – e pra uma menina também, lógico. É bonito, grande, colorido e muito divertido. Custa na faixa de 30 reais nas livrarias por aí – na Fnac online, pra variar, sai mais em conta: 20 reais.


1 jul 2013

Todos fazemos tudo

Escrito por
Livros

Esse é daqueles livros do Francisco que eu amo de paixão, junto com ele: não tem texto algum, só imagens, incríveis, coloridas – e trata, principalmente, de um assunto muito legal: a igualdade de gênero, raça e cor, tudo através de muita interatividade.

"Todos Fazemos Tudo"

“Todos Fazemos Tudo”

O livro é assim: as páginas são todas divididas em duas – na parte de cima, a gente escolhe a pessoa: pode ser homem, mulher, negro, negra, loiro, loira, ruivo, ruiva, pode usar óculos ou ser careca. Na parte de baixo, a atividade: costurando, tocando guitarra, regando o jardim, dirigindo um trator, cozinhando, andando de snowboard – fazendo as coisas mais variadas. Aí é só brincar e montar as mais diversas situações. É um jeito bem divertido de conversar com a criançada sobre igualdade, tanto com os mais pequenos como com os maiorzinhos.

O livro é de autoria da portuguesa Madalena Matoso, uma das quatro criadoras do Planeta Tangerina, As ilustrações são incríveis, coloridas, cheias de detalhes e brincadeira. Infelizmente não há edição no Brasil ainda – mas a boa notícia é a editora entrega também no Brasil. Vale dar uma olhadinha no site e ver quanta belezura tem por lá. 🙂

***

TODOS FAZEMOS TUDO

Autoria/Ilustração: Madalena Matoso

Edição: Planeta Tangerina (Portugal)

 


25 jun 2013

Guess how much i love you

Escrito por
Livros

Tá, esse livro. Eu não ia falar dele, até porque eu e o Francisco não temos o dito cujo. Não temos por birra minha mesmo, assumo. Acho chato, gente. Chato demais. Mas é tanta gente que gosta, tem tanta coisa por aí dele que né, eu tive que dar o braço a torcer e fuçar o livro com um pouco mais de carinho.

IMG_6645

Não cheguei a comprar o livro, mas peguei emprestada a cópia dos meus sobrinhos, que moram aqui nos EUA (e que têm aliás uns livros muito bacanas – andei roubando alguns, confesso). O livro é mesmo bonitinho. Fala sobre amor, de um jeito simples e simpático. Dois coelhos (pai e filho) conversam. O filho então pergunta para o pai: adivinha o quanto eu te amo? E ali começa uma, por assim dizer, disputa de amor, usando medidas diversas para demonstrá-lo. Acho especialmente legal o fato de o diálogo ser entre pai e filho, mas sinceramente, não é um livro que me encanta por assim dizer, loucamente. Não compraria um para nossa biblioteca, mas fiquei feliz em lê-lo com o Francisco.

IMG_6643

A autoria é do irlandês Sam McBratney e as ilustrações são da britânica Anita Jeram. Foi lançado em 1994 na Inglaterra, e rapidamente se tornou um grande sucesso. Desde então, já foi traduzido para 37 línguas e já teve mais de 20 milhões de cópias vendidas ao redor do mundo. Há edições bem diferentes do livro: simples, de capa dura, pop up ou como essa aqui, que é um livro-quebra-cabeça. Bem divertido, o Francisco adorou brincar com ele (se bem que mais desmontou do que montou, mas enfim).

IMG_6650

No Brasil o livro foi editado pela Martins Fontes, e pela própria há diversas edições diferentes, só ver aqui.

***

Livro: Guess how much I love you

Texto: Sam McBratney

Ilustrações: Anita Jeram

Editora: Candlewick Press

***

Deixa eu aproveitar o post e falar de uma coisa bacana: através de um amigo conheci o site Orelha de Livro, que é uma rede social pra quem curte literatura. Lá a gente cadastra os livros que leu, que está lendo, que quer ler – e interage com gente que divide os mesmos interesses. Meu perfil está lá cadastrado, e já estou completando minha biblioteca virtual com meus livros preferidos (e os do Francisco também, claro). Aliás, o blog também tá por lá – vale conhecer!