oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 6 anos, e vinícius, ainda bebê. seja bem-vindo! Leia mais



20 fev 2015

Cantiga, de Blexbolex

Escrito por
Livros

 

cantiga01

Blexbolex é um artista francês – nome esquisito e divertido de pronunciar (Francisco, fala com a mãe: BLEX-BO-LEX – e ele dá risada!), é na verdade o pseudômino de Bernard Granger. Artista, ilustrador e quadrinista, tem diversas obras infantis publicadas mundo afora – Cantiga é seu último trabalho, primeiro publicado no Brasil.

Livrinho pequeno no tamanho (quando comparado aos infantis que estamos habituados), de lombada gorducha e divertida, é de uma riqueza de cores sem tamanho. Foi o que primeiro me chamou a atenção quando me deparei com o livro – as cores, o laranjado fluorescente, a tipografia delicada. Tudo muito diferente, original – do formato, ilustrações, tipografia à própria história: são diferentes versões de uma só, sempre envolvendo personagens tradicionais do universo infantil. Tem a bruxa, o caçador, a escola o caminho – mas também tem o engarrafamento, a indiferença, a fuga.

Em alguns momentos, as palavras seguem tranquilas, página a página, embaixo das ilustrações – já em outros, surgem inesperadas: invertidas, embaralhadas, pontilhadas ou até ausentes. São essas ausências as partes preferidas do Francisco – cada leitura, uma invenção. Ele se diverte. Eu também – sou bem suspeita pra falar, porque é um dos livros da estante do pequeno que eu mais gosto. Delícia de ler em voz alta, em ritmos diferentes.

Onde achar: é fácil, é novidade e tem em diversas livrarias. Mas tá aí um livro que varia demais de preço – o nosso, comprei na Fnac aqui de Curitiba, por quase 40 pila. Besteira, deveria ter pesquisado um pouquinho. Na loja virtual da editora está por cerca de de 30 e (atenção, atencão!) nas Lojas Americanas não sai por mais de 14 reais. Imperdível.

cantiga02

cantiga03

cantiga04

Cantiga

Autor/Ilustrador: Blexbolex 

Editora Cosac-Naify, 2014


30 jun 2014

apenas um é diferente!

Escrito por
Livros

A gente por aqui curte esses livros que são meio interativos, que fazem perguntas ao leitor: o Francisco a-do-ra (e eu também). Semana passada falei daquele português, O que há, que é cheio de perguntas e tem até brincadeira de detetive – esse aqui também tem uma brincadeira em cada página, mas é outra: aqui a missão é apontar qual dos animais é o único diferente.

IMG_9182

Entre os pandas que brincam com bambus, a missão é encontrar aquele que está de mão vazia. Entre dezenas de borboletas  coloridas, a brincadeira é procurar aquela que ainda é lagarta. Entre vários pássaros coloridos é prestar atenção para achar aquele que carrega uma minhoca no bico:

IMG_9183

Cada brincadeira é sugerida por um textinho rimado e divertido. Mas são as ilustrações coloridas que chamam mesmo a atenção: tudo obra da alemã Britta Teckentrup. Já falei dela aqui uma vez, há muito tempo, quando mostrei outro livro do Francisco, cheio de letras e animais, pelo qual ele tinha loucura: Animal  1 2 3 (resgatando da prateleira para reler em 3,2,1…). Aqui no Brasil ela tem dois livros editados, ambos pela Brinque-Book. Um é o Brincando na Fazenda, livro ilustrado por Britta, e outro é esse aqui, ilustrado e também escrito por ela, novidade da editora.

IMG_9193

E olha, coisa bonita de ver esse livro, viu? Edição em capa dura, com textura diferente e uma página mais bonita que a outra! Bacana pra ler e brincar a qualquer hora do dia e até carregar na mochila (belo substituto do Ipad em um restaurante lotado, posso comprovar – dá-lhe todo mundo na mesa procurando o animal diferente). Já virou nosso xodó aqui!


22 abr 2014

Eu

Escrito por
Livros

Janaina Tokitaka é artista plástica, mas desde 2005 ilustra e também escreve livros infantis. Já foi colaboradora da Folhinha, suplemento infantil da Folha de São Paulo, já ilustrou livros de terceiros e já criou seus próprios: “Eu”, esse que divido hoje com vocês, é o quarto publicado pela editora Brinque-Book.

IMG_8887

Livrinho muito bacana esse: com ilustrações com carinha de aquarela, ele fala sobre o mundo de faz-de-conta de uma criança. Através de objetos simples – com os óculos do vovô, uma chuteira ou até mesmo um cobertor – o narrador se vê como os mais diversos personagens. Tudo com rima e uma linguagem simples, deliciosa:

“Coloco os óculos do vovô e vejo o mundo inteirinho: a montanha mais imensa e o menor dos passarinhos.”

 

IMG_8870

“Leio os livros do papai e aprendo um pouco de tudo: sobre tratores, leões e planetas, magos barbudos e barrigudos”

 

IMG_8874

Na hora de dormir o pequeno termina:

“Visto meu pijama quando chega o fim do dia. É muito bom ser tudo isso, mas ser eu mesmo é uma alegria!”

 

IMG_8886

O livro faz parte do selo Brinque Book na Mochila: seu tamanho é um pouco reduzido e ele é mais resistente, cartonado. Pra levar junto mesmo e dividir a história com os colegas. Francisco vai fazer isso hoje, nossa cópia já está na mochila da escola. Pra saber mais sobre o livro e a autora, só clicar aqui.

***

Esse Papo Pá-Pum de 2012 do Garatujas Fantásticas com Janaína também é divertido demais! São suas ilustrações e versos sobre artista, por ela mesma. Corre ver que vale a pena! 🙂