oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 6 anos, e vinícius, ainda bebê. seja bem-vindo! Leia mais



10 jun 2015

10 livros-imagem essenciais – Parte 2

Escrito por
Livros

Oba! Continuando a lista de 10 livros-imagem lindos de morrer, seguem os 5 que faltavam – ah, pra saber o que são esses livros e quais os cinco primeiros, só ver o post anterior (o vídeo já deixei aí embaixo pra facilitar a vida). Bora? Só coisa linda!

6. BÁRBARO

Era do Renato Moriconi o primeiro livro da lista, e é dele o sexto também. Os livros dele têm esse jeitão divertido, super criativo – esse aqui, Bárbaro, é inacreditavelmente legal. Um guerreiro sobe em seu cavalo e começa uma enorme aventura: em uma página enfrenta pássaros agressivos; na outra, uma lagosta-leão (é o Francisco quem diz que é uma lagosta-leão – eu juro que é um escorpião); na próxima, plantas carnívoras. Só que no final, ele cai aos prantos – surge uma mão gigantesca pegando ele e aí a gente descobre: é tudo uma brincadeira, a imaginação dela voando longe enquanto brinca em um carrossel. Ele vai embora chorando, junto com o pai – o Francisco AMA (assim, em caixa alta mesmo) essa história, e é sempre ele quem lê para mim. Eu ouço atenta a cada leitura, sempre diferente, sempre mais criativa, sempre cheia de perguntas. Posso dizer que é um livro indispensável? Da Companhia das Letrinhas.

barbaro01

barbaro02

7. TEM LUGAR PARA TODOS

Outro livro que reserva uma supresa no final, outro livro divertido. Uma fila de animais segue – começa com os insetos, minhocas, um gafanhoto – ao folhear as páginas, a gente vai acompanhando todos eles. Alguns inclusive surgem metade no final de uma folha, outra metade no início da outra – o que faz o livro parecer um desenho animado, um filme ao decorrer da leitura. E seguem: coruja, chacal, javali, elefante – para no fim entrarem todos na arca de Noé. A última imagem é muito engraçada, todos os bichos apertados, preenchendo todo e qualquer espaço da arca. As ilustrações do italiano Massimo Caccia têm linhas grossas e definidas, os bichos carinhas divertidas – bem legal de ler com os pequeninos! Publicado pela Pequena Zahar.

temlugar

temlugar2

8. O LIVRO DO CONTRA

Pensa num livro nonsense – pronto, tá aqui. Nunca vi livro parecido – nem tão nonsense, nem tão divertido! Eu adoro esse jeitão retrô dele: aquete rato meio Mickey Mouse dos anos 30, a chapeuzinho vermelho toda clássica, as linhas grossas. Mas nada aqui está como se espera: cada página esconde mil surpresas, mil coisas acontecendo ao contrário. Em um museu, os dinossauros visitam o esqueleto de um ser humano; na página seguinte, é um homem quem nada trazendo um pedaço de pau ao cachorro. No circo as coisas também estão ao contrário, na neve há bichos da savana, na fonte da juventude entram bebês e saem velhinhos. Pra passar horas reparando em cada detalhe, delícia de ler junto! Do artista alemão Atak, editado por aqui pela Companhia das Letrinhas.

contra

contra2

9. UM DIA, UM CÃO

Na primeira vez em que li esse livro com o Francisco, meu coração ficou apertado. É triste, mas é muito bonito. A história é aquela à qual infelizmente a gente vê todo dia – um cachorrinho é jogado de um carro, abandonado na estrada. Ele até tenta correr atrás dos antigos donos – mas não adianta, fica sozinho, e se depara com mil dificuldades. No final encontra um protetor – essa é a parte boa, ele termina com um amigo. Mas é interessante demais ver o desenrolar da história toda e impossível não se impressionar com as ilustrações de Gabrielle Vincent. É muito movimento com apenas grafite em papel branco – assim como não há palavras no livro, também não há cor. É lindo, super comovente – para ler, reler e (por que não?) aproveitar o gancho: conversar sobre o quanto é importante proteger e amar os bichinhos. Da editora 34.

umdia

umdia2

10. MR. WUFFLES

Agora é a vez dos gatos: de um gato só na verdade, o Mr. Wuffles. Aqui em casa a gente curte histórias malucas, e essa é uma verdadeira viagem: o gato Mr. Wuffles não dá muita bola para seus brinquedos, mas um chama sua atenção. É uma navezinha espacial, no caso, de verdade – dentro dela, alienígenas verdes bolam desesperados um plano de volta. Quer dizer, é o que a gente acha, já que como um bom livro-imagem, não tem texto algum – só umas conversas dos próprios alienígenas, em códigos. É divertido tentar decifrar o que os coitados tanto planejam (ainda bem que alguns insetos ajudam, numa amizade um tanto quanto inesperada). O livro tem aquele jeito de quadrinho que eu já contei tantas vezes que o Francisco adora: cada quadradinho, um acontecimento. Livro repleto de ação e aventura, pra agradar crianças e adultos divertidos, com ilustrações lindas demais –  o livro já recebeu diversos prêmios por elas. Criado por David Wiesner, o livro é editado nos Estados Unidos pela Clarion Books. Não tem edição no Brasil – o nosso a gente comprou pela The Book Depository.

mrwuffles

mrwuffles2

***


6 mar 2015

Livros para explorar na escola até o final do semestre: as escolhas do Francisco

Escrito por
Livros

Nesse ano, terceiro ano do Francisco na escola (ele entrou lá com um aninho e meio), uma atividade bacana veio na agenda nesse início de ano: cada aluno deveria escolher em casa livros, revistas e gibis para montar a biblioteca provisória da sala de aula. Eles serão trabalhados com a turma toda até o final do semestre e então devolvidos – por isso, era essencial marcar o nome do aluno em cada um deles. Ontem a brincadeira aqui em casa então foi essa: joguei 20 livros no sofá, à disposição do Francisco, e pedi que ele escolhesse 5 deles para ler na escola e dividir com os amigos – que escolhesse os que mais gostasse, já que seriam compartilhados e retornariam para nossa casa depois. Selecionei esses 20 para evitar que os escolhidos pelo Francisco fossem livros-brinquedo, em inglês ou de imagens, sem texto – e foi a coisa mais bonitinha acompanhar (meio de longe) ele escolhendo concentradíssimo os livros que queria levar. Sentou-se, pegou um, folheou o outro, separou. Foram hoje os livros para a escola, junto com as revistas e gibis – quatro deles já apareceram aqui no blog, apenas um ainda não:

1. O MEU VIZINHO É UM CÃO

Esse já apareceu por aqui um bocado de vezes – é um dos livros que mais gostamos! Conta a história de uma garota (na voz dela) que mora num pacato prédio onde de repente começam a chegar vizinhos muito diferentes: um cão que toca saxofone, um casal de elefantes, até mesmo um crocodilo. Ela fica feliz e curiosa para conhecer cada um deles – mas se entristece pela total falta de tolerância dos pais. Um livro legal para conversar sobre diversidade e a importância de respeitar os diferentes, sempre. As ilustrações são divertidas, com muito azul e vermelho  – coisa mais linda. Das portuguesas Isabel Minhós Martins e Madalena Matoso, editora Cosac-Naify

escolha4

2. O LIVRO ERRADO

Francisco ri alto toda vez que lemos esse livro – ele curte tanto que entrou na nossa lista das melhores descobertas de 2014. Aqui o menino Nicolas se esforça para contar uma história que não segue em frente de jeito nenhum: cada tentativa dele, algum personagem que não foi convidado para estar no livro aparece. Cada página, um ser novo se intromete: tem elefante, rainha, pirata, monstro – aí é aquela bagunça. Com bastante leitura dramática vira uma festa, e dá-lhe gargalhada. Do australiano Nick Bland, editado no Brasil pela Brinque-Book.

escolha5

3. SE VOCÊ QUISER VER UMA BALEIA

Essa escolha do Francisco me surpreendeu um pouco – porque diferente do livro aqui em cima, que faz rir à toa, esse aqui faz pensar um bocado – mas também faz sorrir no final. Uma história tranquila, que exige paciência – que aliás, ensina sobre a importância da paciência e da observação. Aqui no blog apareceu há bem pouco tempo numa lista que fiz com livros para ler perto do mar – mas tenho certeza que na escola vai render uma boa conversa também. Só as ilustrações da Erin E. Stead já vão encantar todo mundo – e duvido que não as crianças não vão suspirar ao encontrar a baleia linda e soberana no final dele. Da editora Pequena Zahar.

escolha02

4. O DISCURSO DO URSO

Esse deu ciúme, admito. Ciúme em mim! Mas tá, tudo bem, o livro logo volta – é que eu sou apaixonada pelo urso vermelho do Cortázar. Esse urso mora nas tubulações dos prédios, e gosta de observar a vida dos humanos – e às vezes pensar como são tristes, sozinhos. Gosta de espiar pelas bicas que costumam deixar abertas e de mergulhar nas caixas d’água sob a luz das estrelas. Já perdi a conta das vezes que li esse livro com o Francisco – e também das vezes que me emocionei fazendo isso. Livro grandão, de cores fortes e ilustrações belíssimas. Esteve na nossa retrospectiva 2014 também. Da editora Record.

escolha01

5. LÁ EM CASA SOMOS

Esse sim, é a primeira vez que aparece por aqui (por isso mais fotinhos dele, pra vocês conhecerem). O livro é da mesma dupla lá do primeiro dessa lista: Isabel Minhós Martins escreve, Madalena Matoso ilustra. O Francisco adora sair contando coisas por aí, e acho que por isso gosta tanto do livro – nele a gente acompanha o dia a dia de uma família através dos números. São seis narizes e doze narinas que em certas épocas do ano escorrem na mesma direção, são quatro dezenas de metros de intestinos, são 118 unhas cortadas todos os domingos. É matemática da vida real, trabalhada de um jeito engraçado e divertido. Tem muita cor, muita ilustração e muito detalhe – esse sim há de render boas histórias na escola. Da Cosac-Naify.

escolha03

escolhax

escolhay

Ufa! Pra terminar, atenção para a concentração do Francisco ontem escolhendo os livros – foi muito tempo e análise nessa escolha, cês tinham que ver. 🙂

escolha

“hmmm, deixa eu ver: esse não.”

***

 


20 jan 2015

3 livros para ler perto do mar (ou para ler longe e sentir saudade dele)

Escrito por
Livros

Ainda há um bocadinho de férias aí pela frente – por aqui, são mais 20 dias (sim, contando nos dedos quanto falta até a volta às aulas, obrigada). A gente já voltou pra cidade, mas não quero nem saber – ainda antes do final das férias ainda corro para alguma praia pra mais alguns mergulhos com o Francisco. Enquanto isso dá pra matar a saudade do mar e da água (socorro, calor!) num livro mais lindo que o outro. Vamos à lista!

1. Se você quiser ver uma baleia

Faz tempo que eu tô pra falar desse livro – ele é tão especial que merecia fácil um post só para ele, mas não resisti em colocá-lo nessa lista relacionada ao mar. É na verdade um livro sobre paciência, espera e observação. Tudo isso tratado de um jeito bonito demais – a começar pelas ilustrações, de Erin E. Stead. Já falei de um bocado de livros ilustrados por ela aqui – seus desenhos são delicados, à lápis, com técnicas de impressão em linóleo. O texto, de Julie Fogliano, é quase poesia:

“se você quiser ver uma baleia

vai precisar de uma poltrona não muito gostosa

e de uma coberta não muito quentinha

porque olhos com sono não enxergam baleias

e baleias não esperam para serem encontradas”

Para ver uma baleia, ou o que quer que seja, é preciso foco, concentração – tudo ao redor do rapazinho do livro é lindo demais, ele observa com cuidado e às vezes se perde. Mas é a baleia que ele quer ver – e no final, lá está ela, nadando soberana sob o pequeno barquinho. Toda vez que leio com o Francisco, ao chegar na última página, na qual o menino dá de cara com a baleia, ele celebra. Fica à espera atento e observa tudo junto personagem – é um livro para se ler nas horas de calmaria, antes de dormir. A edição brasileira é da Pequena Zahar, e sai 39,90 na loja virtual da editora. Mas se liga que nas Lojas Americanas está com um bom desconto: lá o livro sai por 23 reais.

"se você quiser ver uma baleia, vai precisar de tempo para esperar"

se você quiser ver uma baleia (editora pequena zahar)

baleia02

aaaaah! olha lá a baleia!

2. Uma onda pequenina

Aqui o tema é o medo do desconhecido, do escuro do fundo do mar, de tubarão. Mas o medo bravamente vencido – nesse livro, nós, os leitores, vamos desbravando o mar junto com o menino da história. A ideia é bem essa: um livro interativo, como todos os outros da Coleção de Cantos Redondos da editora portuguesa Planeta Tangerina (já falei de outro sensacional da coleção aqui, o O Que Há). Junto ao menino de bochechas rosadas vamos descobrindo cada canto do mar e da página, seguindo suas braçadas pelas linhas do livro, procurando objetos (chupeta, peixe, cereja, cabeça de boneca no fundo do oceano) e observando detalhes:

“De vez em quando o menino mergulhava,

a ver se encontrava uma alga

um peixe prateado

ou qualquer outra notícia fresca

que pudesse trazer à tona…

Mas o mar ali era só água.

Água e mais água,

e a seguir da água, mais água

em todas as direções.”

Difícil é resistir à vontade de dar um mergulho depois de lê-lo. O texto é da portuguesa Isabel Minhós Martins e as ilustrações da brasileira Yara Kono. Para comprar, só em Portugal mesmo (ai a saudade da terrinha!) ou pelo site da editora: custa 12 euros mais as taxas de envio para o Brasil.

leitura para a beira do mar :)

uma onde pequenina (editora planeta tangerina)

"descubra a única rocha que não está a dormir" - descobriu?

“descubra a única rocha que não está a dormir” – descobriu?

3. A vida na água

Tá mais pra obra de arte esse livro, essa é a verdade. Quando vi pela primeira vez na livraria, foram a textura e as cores dele que me chamaram a atenção – é todo de confecção artesanal, da costura e encadernação até os papéis e as impressões em serigrafia. Uma das nossas aquisições mais bacanas dos últimos tempos, dos preferidos do Francisco e meus também. O livro reúne ilustrações do artista indiano Rambharos Jha de seres que habitam a água, seja rio ou mar. São serpentes, caranguejos, jacarés e peixes desenhados no estilo Mithila, um tipo de pintura popular no leste da Índia. Com padrões precisos e cores (muito!) vibrantes, os animais saltam aos olhos. Os textos que acompanham as ilustrações são curtos e trazem os comentários do artista, repletos de memórias. Lançado originalmente pela Tara Books, editora independente do sul da Índa, no Brasil a edição caprichada ficou por conta da Martins Fontes. O livro sai em torno de 50 reais em livrarias online. Dá vontade de fazer de cada página um quadro, sem brincadeira.

a vida na água (editora martins fontes)

a vida na água (editora martins fontes)

avidanaagua02

ilustrações e memórias do artista indiano rambharos jha

avidanaagua03

ok, nenhuma foto é justa com as cores sensacionais do livro – eu bem que tentei!

***