oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 6 anos, e vinícius, ainda bebê. seja bem-vindo! Leia mais



3 jun 2015

10 livros-imagem essenciais – Parte 1

Escrito por
Livros

Tá aí uma lista que eu tava querendo fazer faz tempo: sobre livros-imagem. Os livros-imagem não têm texto algum – apenas imagens, e são através delas que a narrativa se encaminha. Pessoal às vezes pensa que por não terem palavras, os livros-imagem são destinados apenas às crianças bem pequenas – e de olha, de fato são ótimos pra fisgar a atenção dos pequeninos. Mas tem livros-imagem para todas as idades mesmo – até gente grande! Eu mesma gosto demais desses livros – gosto especialmente das inúmeras possibilidades que eles permitem durante a leitura. Às vezes a leitura é minha, às vezes do Francisco – às vezes de nós dois juntos, e aí é deixar a imaginação fluir, observar e apontar cada detalhe que o artista criou. Ler um livro imagem junto é criar vínculo, é estimular a criatividade e pode virar uma grande brincadeira.

Ah, dessa vez tem vídeo também – aproveita pra seguir o canal do youtube e acompanhar tudo de lá! 🙂

1. TELEFONE SEM FIO

Um dos preferidos do Francisco, de longe – já até falei dele aqui em 2013. O livro já foi pra escola, já foi pra casa dos amigos, pra casa da avó, mas sempre volta pra gente (ufa!). Aqui, os personagens mais inusitados cochicham no ouvido um do outro – o bobo da corte cochicha para o rei, que cochicha para o cavaleiro de armadura, que cochicha para o escafandrista, e assim vai. Personagens de várias épocas, lugares e histórias se misturam na brincadeira de telefone sem fio, e o que eles estão dizendo a gente só imagina. É um livro grandão, divertido e bonito demais: as ilustrações são pinturas a óleo, verdadeiras obras de arte. De Ilan Brenman e Renato Moriconi, da Companhia das Letrinhas.

FIO01

FIO02

2. O LEÃO E O CAMUNDONGO

Outro livro que já passou aqui pelo blog há algum tempo, outro livro com ilustrações lindas de morrer. Aqui a fábula do leão e do camundongo é contada através de desenhos realistas e grandiosos, que ocupam as páginas inteiras. A história é a assim: um camundongo vai parar nas garras de um leão, que por alguma razão o deixa fugir livre. Um dia então, no meio da selva, o leão cai em uma armadilha humana – e é o pequeno camundongo que vem resgatar o rei da floresta, roendo a corda para que o felino fuja livre. Moral da história (toda fábula tem uma!): nenhum ato de solidariedade é desperdiçado. Do americano Jerry Pinkney, editado por aqui pela WMF Martins Fontes.

LEAO01

LEAO02

3. TOM E O PÁSSARO

O Francisco gosta demais desse livro! Primeiro, porque tem passarinho. Segundo, porque tem jeitão de quadrinho, com as ilustrações separadas em quadrados – aí ele vai parando e observando o que cada cantinho reserva, os acontecimentos de cada página. Nas primeiras, ele curte observar tudo o que acontece na feira onde Tom vai passear – e onde compra um passarinho em uma gaiola. Tom leva o pequeno pássaro roxo para seu quarto, tenta brincar com ele – e aí, segundo o Francisco, é quando ele o escuta. O passarinho conta de onde veio, de como foi capturado. Tom se entristece, e resolve libertá-lo. Acho que essa é uma terceira razão pela qual o Francisco gosta desse livro – porque é sobre liberdade, sonho, viagem. Na última ilustração, que ocupa uma página dupla, a gente vê Tom voando sobre o pássaro, agora gigantesco, imponente, completamente livre. De Patrick Lenz, publicado pela Editora Biruta.

TOM01

TOM02

4. A CASA NA ÁRVORE

Esse é um livro delicado e surpreendente – um urso polar chega à uma casa na árvore, no meio do oceano. Logo depois, chega outro urso, um marrom. Ali, os dois amigos vivem – passam as estações, passam outros bichos, e as surpresas surgem a cada página: cores, muitas cores. A cada folheada a árvore aguarda repleta de diversidade e movimento, repleta de cor. O cor-de-rosa de flamingos que passam por ali, o amarelo de um dia ensolarado no qual a visita a vem de barco-balão, o branco de um dia de neve, o azul de uma bela noite de luar. Livro vencedor de diversos prêmios, foi criado por pai e filha: Ronald Tolman e Marije Tolman. Edição da Brinque-Book.

ARVORE01

ARVORE02

5. JOURNEY

Tá aí um livro de tirar o fôlego, tão bonito é – Journey conta a incrível história de uma viagem, como diz o próprio título. Uma viagem criada a partir de um giz de cera vermelho, obra de uma garotinha entediada. Uma porta desenhada na parede leva a menina a uma floresta exuberante – de uma paisagem sépia, triste, ela entra em um verde brilhante, repleto de luminárias orientais. E a viagem continua: quando encontra um rio, a garota desenha um barco – e chega num reino gigante, com castelos, labirintos e janelas. É um livro com muita emoção e aventura: a menina tenta resgatar um pássaro aprisionado, fugindo de arcos, flechas e vilões – e no final, encontra um amigo para continuar a jornada. Não tem edição no Brasil – essa é da Candlewick Press, americana, e é absolutamente impecável e linda. A dica é que dá pra encontrar fácil (porém um bocado caro, com esse dólar alto assim) no site Book Depository. Ilustrações de Aaron Becker.

JOURNEY05

JOURNEY02

***

…continua na parte 2, aguardem! 🙂


28 mar 2014

um outro país para azzi

Escrito por
Livros

Francisco ganhou seu primeiro livro em quadrinho! E um quadrinho emocionante: Um Outro País para Azzi conta a história de uma menina de 10 anos que foge de um país em guerra com sua família em busca de um recomeço. Em nenhum momento é dito que país é esse – apenas que é um país em guerra, e que a vida de Azzi e da família segue – à medida do possível – ao redor dela. Até um dia em que o pai de Azzi, médico, recebe um telefonema e eles são obrigados a fugir. Eles deixam então a casa, todos seus pertences, a avó (que promete ir depois) e partem em um barco para outro país.

azzi01

“Quando Azzi lambia seus lábios secos, sentia gosto de água salgada. Quando Azzi se agarrava a Bobô, o pelo dele estava duro, também por causa da água do mar. Quando tentava dormir, o cobertor de vovó estava úmido e gelado. 

 

Um novo dia estava começando. Ainda se via uma única estrela no céu. A terra, logo à frente, era rosa e cinza. Azzi viu, pela primeira vez, o contorno desse novo país.”

 

É nesse novo país, cujo nome também permanece oculto, que a aventura de uma nova vida, completamente diferente, começa para Azzi. Os costumes diferentes, a língua, as comidas, a casa pequena com apenas um aposento e móveis e panelas doados por outras pessoas. Azzi então começa a frequentar uma escola e lá conhece pessoas que a ajudam de todas as formas – o Sr. Miller, Sabeen. Aí o livro toma um rumo diferente, nada triste, mas cheio de esperança. É bonito de ver – até o Francisco ficou entusiasmado com o final, feliz da vida.

azzi02

Consigo claramente me ver lendo esse livro com o Francisco mais velho – agora ele curtiu muito, mas ainda vai curtir mais, quando entender de fato o que é uma guerra e por que elas acontecem. E entender, especialmente, que tudo aquilo que Azzi vive na história, muita criança vive na vida real também.

O fato de ser um quadrinho faz toda diferença – é como um filminho, cheio de ação e pequenos detalhes. O livro foi escrito e ilustrado por Sarah Garland em 2010, depois da observação e do contato com algumas famílias de refugiados – eram as expressões angustiadas das crianças desses grupos que mais chamavam sua atenção. Então ela fez uma longa pesquisa, com as memórias e os desafios daqueles que tiveram que fugir, além de professores e especialistas – e daí o livro.

azzi03

No Brasil, a edição é da Pulo do Gato, editora paulista cuja especialidade são livros para crianças e jovens. Aliás, olha, vale entrar no site e dar uma olhada no catálogo – é tanta coisa bonita que não tem como não passar vontade de ter tudo. O livro é fácil de encontrar online, e o melhor preço é o da Siciliano: 36 reais. Mas se liga na dica: na Estante Virtual tem uma cópia usada por 17 reais. Curtiu? 🙂