oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 6 anos, e vinícius, ainda bebê. seja bem-vindo! Leia mais



7 jun 2017

livro: Dois Idiotas Sentados Cada Qual No Seu Barril….

Escrito por
Clássicos, Diversidade e Respeito, Literatura Brasileira, Livros, Para Refletir

O mundo tá esquisito demais, socorro. Os problemas só crescem, as pessoas se dividem. Já reparou como tratam a situação atual do nosso país no facebook? É vergonhoso: um xinga dali, outro daqui. Quanta distração! Às vezes juro que paro para pensar em como a criançada percebe tudo isso: o barco afundando e os marinheiros brigando entre si. Apavorante, não?

Pois lá nos anos 80 a Ruth Rocha falava sobre isso: “Dois Idiotas Sentados Cada Qual No Seu Barril” é um livro muito engraçado que trata exatamente sobre o assunto. Dois homens, Teimosinho e Mandão, conversam, cada um sobre um barril cheio de pólvora. Cada um segura uma vela acesa. A briga entre os dois começa quando um pede para o outro apagar a tal vela…mas o outro não quer.

Daí pra frente, a coisa só piora: a discussão aumenta e os dois logo perdem a razão. É um simples espirro que põe fim em tudo – e toda aquela brigarada pra nada! Uma leitura divertidíssima que mostra com humor o perigo da intolerância e da falta de empatia. Essencial! 💥

***


10 set 2014

Marcelo, Marmelo, Martelo

Escrito por
Livros

Ruth Rocha é um dos nomes mais importantes da literatura infantil brasileira, e não há quem não a conheça. Em 2014 ela completa nada menos que 45 anos de carreira – são mais de 12 milhões exemplares vendidos nesse tempo todo. O mais conhecido de seus livros é esse aqui: Marcelo, Marmelo, Martelo, que fez parte da minha infância e da infância de muitos amigos – e agora volta e meia eu tiro da prateleira para reler com o Francisco.

marcelo2

O livro traz três histórias curtas, mas a que todo mundo lembra é mesmo a primeira delas, a história do Marcelo. Ele é um menino curioso com as palavras – vive intrigado perguntando porque tal coisa se chama assim e não assado, porque seu nome é Marcelo e não martelo ou marmelo. Então ele começa a chamar as coisas pelo nome que acha que elas deveriam ter: travesseiro deveria ser cabeceiro, colher deveria se chamar mexedor. A família se bate para entender o rapazinho, mas vão se virando e se divertindo com toda aquela criatividade.

marcelo3

As outras duas histórias do livro são também sobre crianças e suas manias – a Teresinha e Gabriela fala de duas meninas muito diferentes que se tornam grandes amigas; O Dono da Bola conta a história de Caloca, um menino um tanto quanto enjoado que aprende uma bela lição. A cópia que temos aqui em casa é da primeira edição ainda, porque era a minha de quando pequena, lida e relida diversas vezes. Mas desde 2012 há uma nova edição do livro, com ilustrações novas, dessa vez de Mariana Massarani, mais detalhadas, coloridas e divertidas.

marcelo4

No seu último aniversário o Francisco ganhou de um amiguinho um livro chamado Os Amigos de Marcelo, esse aí em cima. Adorou. É que o Marcelo, Marmelo, Martelo foi um livro de tamanho sucesso que virou uma série: tem A Rua do Marcelo, A Escola do Marcelo, entre outros. A gente só leu esse aqui, mas o Francisco gostou demais: todos os amigos do Marcelo que aparecem lá no nosso primeiro livro estão aqui, e é como se fosse a vida deles hoje em dia. Tem a Teresinha, a Gabriela, o Caloca, também o Catapimba, o Armandinho, e outros novos – todos com suas manias e brincadeiras.

marcelo5

Falando em brincadeiras, no final do livro são propostas algumas, todas bastante simples. Tem teatro, trocas, entrevistas para fazer com os amigos. São boas ideias para brincar na escola e até em casa mesmo. Tanto o Marcelo, Marmelo, Martelo quanto os outros livros da nova série são fáceis de achar por aí, mas variam bastante de preço. Pra quem é nostálgico e prefere as primeira edições, também dá para achar sem problemas em sebos e afins – na Estante Virtual, por exemplo, tem cópias a partir de 6 reais. E não adianta, Ruth Rocha tem que ter em qualquer biblioteca de criança. É diversão certa!