oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 7 anos, e vinícius, de 1 ano. seja bem-vindo! Leia mais



18 jul 2017

O Grande Rabanete e O Caso do Bolinho, de Tatiana Belinky

Escrito por
Clássicos, Destaques, Literatura Brasileira, Novidades e Lançamentos

Clássico é clássico, não adianta: não envelhece jamais, é sempre uma delícia ler e reler. Tatiana Belinky tem dezenas deles – é uma das escritoras infantis brasileiras mais importantes, autora de histórias inesquecíveis (e mais de 270 livros publicados! 😳). Por isso fiquei encantada quando vi essas reedições de dois de seus livros mais queridos: “O Grande Rabanete” e “O Caso do Bolinho”, ambos recém lançados pela Editora Moderna.

A história do rabanete que puxa-que-puxa e não sai da terra de jeito nenhum ganhou uma dose extra de humor com as ilustrações hiper coloridas e muito engraçadas de Silvana Rando. Já o fantástico caso do bolinho, reconto de uma tradicional história russa, recebeu aconchego com as ilustrações repletas de recortes e simpatia de Bruna Assis Brasil – dá quase pra sentir o cheiro do bolinho redondo e fofinho rolando por aí. Duas histórias de acumulação, repetição e muito humor, dois clássicos amados pelos pequeninos – difícil é escolher um só! 💚

 


18 nov 2015

Liberdade aos Cachos! Livros Infantis e Cabelos Crespos

Escrito por
Livros

Tenho muito orgulho da minha cabeleira crespa, adoro meus cabelos e não mudaria nenhum fio deles por nada – mas não foi sempre assim não. Eu fui uma criança de cabelos crespos, claro – mas uma criança que simplesmente não queria e não sabia lidar com os próprios cachos. Hoje, juro, me aperta o coração quando penso o tanto de tempo que perdi na vida alisando cachos inalisáveis, tentando a todo custo me enquadrar numa estética que nada tinha a ver comigo. Quando adolescente, a coisa continuou – e aí era escova japonesa, progressiva e outras químicas absurdas para ter um cabelo seco, feio, quebradiço e extremamente fraco – mas LISO! Afe, sério, pudesse eu voltar no tempo! Foi só depois dos 20 anos que assumi minha cabeleira, e gente, como sou mais feliz assim. Mais segura, mais bonita, mais feliz.

Então fico pensando – talvez se lá na minha infância tivesse eu tido acesso a livros com protagonistas que de alguma forma me representassem, talvez as coisas tivessem sido diferentes. A gente não imagina a importância que tem a representatividade na vida de uma criança, como é importante ela se ver e se encontrar nos livros, filmes ou desenhos que ama. Por isso, fui atrás de livros sobre o assunto e aqui estão, os que mais curtimos – eu e o Francisco, claro. Meu menino que é crespo também, e olha, muito orgulhoso de sua cabeleira!

1. PEPPA

Esse é um livro querido de muita criança, crespa, lisa, de cabelo de todo tipo – e  não tem mesmo como não se encantar por essa figurinha que é a menina Peppa. Dona de uma cabeleira forte como aço, Peppa é frequentemente solicitada para ajudar em mudanças ou para fechar pacotes de biscoitos com um dos seus fios. Aliás, há quem veja esse início do livro como pejorativo e preconceituoso, mas particularmente, não concordo – na minha humilde opinião, é justamente o carinho e o humor com qual a autora, Silvana Rando, fala dos cabelos da personagem que fazem dessa história tão divertida. Além do mais, Peppa tem seus cabelos fortes e morre de orgulho deles…até um dia em que passa na frente de um salão de beleza e vê uma propaganda com uma mulher linda, loira e lisa. A imagem não sai da cabeça de Peppa – e ela decide passar pelo difícil procedimento de alisar seus cabelos. São 16 horas e alguns minutos de muito trabalho (aliás, quando eu alisava meus cachos com a tal ‘escova japonesa’ eram 12, minha gente, 12 horas no salão! quanto tempo perdido, argh!). Sai formosa e sedosa, porém, leva consigo uma lista de proibições: para que o cabelo continue assim liso, ela não pode brincar, correr, pular, mergulhar. Não pode nada! Peppa não se aguenta no calor, imóvel, quase sem respirar para não estragar os novos cabelos…e decide que quer saber? TCHIBUM, melhor se jogar na piscina mesmo – melhor é ser feliz, oras! Publicado pela Brinque-Book.

Peppa (Brinque-Book)

peppa-2

2. IMAGINE UMA MENINA COM CABELOS DE BRASIL

Aparecida é uma garota de autoestima baixa, que não gosta e não se entende com seu cabelo – vive sofrendo com piadas e zombaria das colegas de escola. Ela vive fazendo mil alisamentos, usando produtos químicos fortes, fazendo escova – mas nada adianta: é passar um pouquinho de tempo e pronto, o cabelo já volta a ficar crespo, grandão. Um dia, Aparecida encontra uma nova colega – e é essa colega quem consegue fazer fazê-la entender e amar seus cabelos, que na verdade, têm a forma do Brasil! Acho divertida e muito criativa essa relação dos cabelos com os países de origem das personagens – é só reparar e ver que cada uma das garotas têm os cabelos no formato de um país (ou continente). O livro tem aventura, briga, bagunça – mas no final, as meninas todas se entendem e vêem que não faz sentido nenhum aquela discussão toda. Aparecida assume seus cabelos muito brasileiros e ufa, vive feliz. O livro é publicado pela Editora Prumo.

imagine-uma-menina-com-cabelos-de-brasil-1

imagine-uma-menina-com-cabelos-de-brasil-2

3. OS CABELOS DE CORA

Livrinho lindo, amor à primeira leitura. Primeiro, porque é em versos – rimas deliciosas, cheias de ritmo, que fazem a leitura fluir fácil. Segundo, porque é mais uma menina crespa pela qual não há jeito de não se encantar: Cora. Como outras protagonistas por aqui, Cora sofre com o comentário de uma amiga que vem dizer que seu cabelo é “ruim”. Triste, decepcionada e insegura, Cora volta para casa conversar com sua Tia Vilma, mulher forte que só e também dona de respeitáveis cachos. Ela dá uma lição de igualdade para Cora, de aceitação e de respeito – e no final, a menina volta para a escola empoderada, certa de suas origens e segura com sua identidade. Publicado pela Pallas Editora.

o-cabelo-de-cora-1

o-cabelo-de-cora-2

4. O MUNDO NO BLACK POWER DE TAYÓ

Desse aqui já falei lá no instagram – ô livrinho incrível! A começar pelas ilustrações e as cores, que são lindas – tudo aqui remete à África, à diversidade de cores e formas da cultura africana. Tayó é uma menina negra, poderosa, que ama seus cachos e sabe a história que eles carregam. Como outras protagonistas dessa listinha, Tayó também sofre agressões das colegas de escola – mas ela não deixa quieto não! Quando dizem que seu cabelo é ruim, ela diz cheia de orgulho: “vocês estão com dor de cotovelo porque não podem carregar o mundo nos cabelos como eu“. É um livro especialmente completo porque não apenas exalta a beleza dos cabelos de Tayó como também traz um pouco da história e da cultura africana e da importância de conhecer e respeitar nossas origens. Absolutamente indispensável, de uma sensibilidade maravilhosa e como já disse, ilustrações lindas demais. Publicado pela editora Peirópolis.

o-mundo-no-black-power-de-tayo-1

o-mundo-no-black-power-de-tayo-2

5. CABELO DOIDO

O último da lista é um dos poucos que encontrei sobre o assunto que trazem um protagonista garoto (o outro é o Chico Juba, que também muito recomendo) – e aqui o cabelo não é crespo, é doido mesmo! Pensa se já não nos apaixonamos pelo livro logo no título, eu e Francisco – a história é de uma maluquice só, daquelas que a gente adora. Uma menina curiosa comenta sobre o cabelo doido de um rapaz – que explica que olha, ela não pode imaginar o que tem dentro dos seus cabelos: leões, caçadores, música, tudo! As história é do gênio Neil Gaiman, e as ilustrações do seu parceiro em diversos livros, Dave McKean – e elas são um deslumbre! A viagem na cabeleira do protagonista é cheia de aventuras – e no final, até a menina que comentou sobre o cabelo, coitada, acaba dentro dele – é que ela vem com a ideia de pentear o cabelo doido, imagine só! É um livro curioso, divertido e muito, muito diferente ! Da editora Rocco.

cabelo-doido-1

cabelo-doido-2

***