oi! meu nome é daisy e aqui eu compartilho minhas aventuras literárias (e mais), com meus filhos francisco, de 7 anos, e vinícius, de 1 ano. seja bem-vindo! Leia mais



17 mar 2017

livro: À Noite, A Caminho de Casa

Escrito por
Destaques, Divertidos, Livros, Novidades e Lançamentos

Quando eu era criança viajava muito para a praia com minha família, meu pai sempre dirigindo. Para ele era uma dificuldade enorme aguentar a monotonia da estrada sem cochilar, então ele tinha algumas técnicas: uma era passar a viagem toda beliscando amendoins e biscoitos de polvilho; outra era conversar, conversar muito. Então a gente aproveitava para observar os elementos da estrada e disparar: como surgiram essas pedras? as nuvens são feitas de quê? e os arco-íris, o que são, pai?

Professor universitário de física e excelente contador de histórias, era pura diversão para ele elaborar essas respostas. E ele caprichava! Era uma delícia viajar aprendendo tanto, e a viagem voava num instante. Agora quem responde a perguntas (e também mordisca amendoins e biscoitos) no banco do motorista sou eu – sem o conhecimento e a paciência do meu pai, tá certo, mas juro que tento!

O livro “À Noite, A Caminho de Casa” chegou por aqui enganando a gente: jurávamos que trazia uma história de mistério! Que nada: no longo trajeto de volta para casa, uma criança observa atenta tudo ao seu redor. E então surgem as perguntas, questionamentos diversos: será que os passarinhos sentem frio? por que as girafas dormem em pé? Nas ilustrações, cenas emolduradas pelas janelas do carro: a cidade, as luzes, a misteriosa atmosfera noturna. É como se viajássemos junto, carro em movimento! Diferente e super interessante, o livro é publicado pela Pequena Zahar.

***


12 ago 2015

5 Dicas de Livros Interativos

Escrito por
Livros

Teve uma época que eu pensava em livros interativos e torcia o nariz – é que eu logo imaginava aqueles livros cheios de botões, barulhos chatos ou pop-ups que se desfazem nas primeiras leituras. Ou seja, pensava em qualquer coisa menos um livro de verdade. Aí fui conhecendo alguns livros diferentes – formatos variados, propostas de brincadeiras, mistérios a serem descobertos e apontados, e fui vendo o quanto o Francisco adorava esses livros. Ainda adora, cada um deles – e eu também, gente. Me lembram os Onde está Wally e os livros 3D (aqueles que tinha que grudar a cara na página e afastar aos poucos, difícil pra caramba!) lá da minha época, e eu me divirto junto. São livros que não servem tanto para a hora de dormir, mas para ler e brincar a qualquer hora do dia. Livros legais pra levar pra cima e pra baixo, pra carregar na mala de viagem, ler no carro, avião, no restaurante, em casa mesmo. Cinco dicas de livros bem especiais para ler e interagir. Bora?

1. (coleção) QUAL É DIFERENTE? 

Pera, esse é uma dica, mas são quatro os livros. É que fazem parte de uma coleção na qual a  brincadeira é descobrir, a cada página, qual é o animal diferente. Apontar qual deles está se comportando de outro jeito, ou vestindo algo específico, carregando algo, se escondendo. Aí é procurar os porcos decepcionados, o porco que usa relógio, a joaninha que não acompanha o ritmo das outras, aquela que está indo à praia, qual o polvo que está com um galo na cabeça. As ilustrações de Guido Van Genechten (é o mesmo ilustrador do “O que tem dentro de sua fralda?”) são muito coloridas, contraste divertido sobre páginas brancas ou pretas. São livros bem bacanas pra ler já com os mais pequenos, a partir de 1 ou 2 anos (mas ainda interessam, e muito, o Francisco – ele adora todos!). São resistentes, daqueles pra brincar, abrir e sujar sem medo, bem fáceis de limpar (na hora de levar o livro pra viagem ou o restaurante, descobri que às vezes vale pensar nisso também). São quatro: “Dentro e Fora“, “Feliz, Triste, Bravo“, “Grande e Pequeno” e “8, 9 e 10“, todos da editora Brinque-Book.

qual-é-diferente-brinque-book-01

qual-e-diferente-brinque-book-02

2. O LIVRO COM UM BURACO

Eu falei desse livro por aqui no final do ano passado – a gente recebeu ele no clube de leitores, e foi uma supresa. É que o livro vem com um…buraco. Foi uma festa, lógico, ainda mais quando a gente descobriu do que se tratava: um livro super interativo e repleto das brincadeiras mais diferentes. O buraco faz parte de um universo diferente a cada página virada – é o miolo de uma flor, o pedaço de uma cidade, uma cesta de basquete, a cabeça de um astronauta, um prato vazio. As brincadeiras ficam por nossa conta – aqui a gente rabiscou e pintou o livro, que também é sem cores. Ou seja, um convite à imaginação. Além do mais, o livro é daqueles grandões, que por aqui, a gente adora – acho uma ideia bem bacana para dar de presente, aliás. Não tem quem pegue o livro aqui em casa e não fique curioso, não há criança que não mergulhe imediatamente na brincadeira. Do artista francês Hervé Tullet, publicado pela Cosac-Naify.

o-livro-com-um-buraco-cosac-naify-01

o-livro-com-um-buraco-cosac-naify-02

3. APENAS UM É DIFERENTE

Outro livro que também já passou por aqui – esse é bem no estilo ali dos primeiros. O desafio aqui é apontar o animal diferente. A diferença é que esse é o livro mais “livro” de todos – tem sempre um textinho rimado e divertido que apresenta o desafio. Um flamingo com a perna levantada, um camarão perdido no meio de um cardume muito colorido, um macaco de braço enfaixado, um rinoceronte que muito andou, se cansou e deitou. As ilustrações são especialmente bonitas, da alemã Britta Teckentrup, e a edição, em capa dura e com uma textura bem diferente na capa, é um capricho só! Um dos livros que o Francisco mais curte brincar e mostrar pros amigos, outra dica de presente divertido para criança na faixa dos 4 anos. Publicado pela Brinque-Book.

apenas-um-e-diferente-brinque-book-01

apenas-um-e-diferente-brinque-bokk-02

4. NUMA TARDE QUENTE DE VERÃO

Esse livro foi escolha do Francisco, emprestado lá da Biblioteca Pública do Paraná. O que chamou a atenção dele foi o laranjão da capa, chamativa – então trouxemos pra casa para ler. Foi uma surpresa! O livro é interação pura, uma brincadeira só. Enquanto vamos folheando o livro, o autor e ilustrador Tino Freitas vai propondo a brincadeira: imaginar, por exemplo, um sorvete refrescante. Aí é tocar na página, apontar as cores, imaginar o sabor, virar e revirar o livro. As folhas são muito coloridas, com cores quentes, divertidas – como uma boa tarde de verão! Te contar que o Francisco a-do-rou, me fez ler e reler o livro e ainda me pediu que procurasse outros livros da coleção. Pra ler e brincar muito, da editora Callis.

numa-tarde-quente-de-verao-callis-01

numa-tarde-quente-de-verao-callis-02

5. O QUE HÁ

O último livro é um dos meus preferidos, e do Francisco também – já inclusive falei dele por aqui. Essa cópia aqui nós trouxemos lá de Portugal, edição linda da Planeta Tangerina, mas a boa notícia é que o livro já foi editado aqui no Brasil. A interação aqui é observar e apontar: o que há na bancada da cozinha, na bolsa da mãe, na sacola de praia da vovó, no bolso do casaco. Qualquer semelhança com a vida real não é mera coincidência, e a parte mais divertida da brincadeira é ver a bagunça e os objetos trocados ou esquecidos. As páginas interagem entre si – às vezes, um objeto que faltava em um lugar está em outro. No final, ainda há outras brincadeiras propostas, outros objetos a serem buscados e descobertas a serem feitas. Os textos são da Isabel Minhós Martins, e as ilustrações, divertidas demais, da Madalena Matoso. Livro bacana demais, um verdadeiro jogo! Ah, aqui no Brasil saiu pela Sesi-SP. 🙂

o-que-ha-planeta-tangerina-01

o-que-ha-planeta-tangerina-02

***


3 jun 2015

10 livros-imagem essenciais – Parte 1

Escrito por
Livros

Tá aí uma lista que eu tava querendo fazer faz tempo: sobre livros-imagem. Os livros-imagem não têm texto algum – apenas imagens, e são através delas que a narrativa se encaminha. Pessoal às vezes pensa que por não terem palavras, os livros-imagem são destinados apenas às crianças bem pequenas – e de olha, de fato são ótimos pra fisgar a atenção dos pequeninos. Mas tem livros-imagem para todas as idades mesmo – até gente grande! Eu mesma gosto demais desses livros – gosto especialmente das inúmeras possibilidades que eles permitem durante a leitura. Às vezes a leitura é minha, às vezes do Francisco – às vezes de nós dois juntos, e aí é deixar a imaginação fluir, observar e apontar cada detalhe que o artista criou. Ler um livro imagem junto é criar vínculo, é estimular a criatividade e pode virar uma grande brincadeira.

Ah, dessa vez tem vídeo também – aproveita pra seguir o canal do youtube e acompanhar tudo de lá! 🙂

1. TELEFONE SEM FIO

Um dos preferidos do Francisco, de longe – já até falei dele aqui em 2013. O livro já foi pra escola, já foi pra casa dos amigos, pra casa da avó, mas sempre volta pra gente (ufa!). Aqui, os personagens mais inusitados cochicham no ouvido um do outro – o bobo da corte cochicha para o rei, que cochicha para o cavaleiro de armadura, que cochicha para o escafandrista, e assim vai. Personagens de várias épocas, lugares e histórias se misturam na brincadeira de telefone sem fio, e o que eles estão dizendo a gente só imagina. É um livro grandão, divertido e bonito demais: as ilustrações são pinturas a óleo, verdadeiras obras de arte. De Ilan Brenman e Renato Moriconi, da Companhia das Letrinhas.

FIO01

FIO02

2. O LEÃO E O CAMUNDONGO

Outro livro que já passou aqui pelo blog há algum tempo, outro livro com ilustrações lindas de morrer. Aqui a fábula do leão e do camundongo é contada através de desenhos realistas e grandiosos, que ocupam as páginas inteiras. A história é a assim: um camundongo vai parar nas garras de um leão, que por alguma razão o deixa fugir livre. Um dia então, no meio da selva, o leão cai em uma armadilha humana – e é o pequeno camundongo que vem resgatar o rei da floresta, roendo a corda para que o felino fuja livre. Moral da história (toda fábula tem uma!): nenhum ato de solidariedade é desperdiçado. Do americano Jerry Pinkney, editado por aqui pela WMF Martins Fontes.

LEAO01

LEAO02

3. TOM E O PÁSSARO

O Francisco gosta demais desse livro! Primeiro, porque tem passarinho. Segundo, porque tem jeitão de quadrinho, com as ilustrações separadas em quadrados – aí ele vai parando e observando o que cada cantinho reserva, os acontecimentos de cada página. Nas primeiras, ele curte observar tudo o que acontece na feira onde Tom vai passear – e onde compra um passarinho em uma gaiola. Tom leva o pequeno pássaro roxo para seu quarto, tenta brincar com ele – e aí, segundo o Francisco, é quando ele o escuta. O passarinho conta de onde veio, de como foi capturado. Tom se entristece, e resolve libertá-lo. Acho que essa é uma terceira razão pela qual o Francisco gosta desse livro – porque é sobre liberdade, sonho, viagem. Na última ilustração, que ocupa uma página dupla, a gente vê Tom voando sobre o pássaro, agora gigantesco, imponente, completamente livre. De Patrick Lenz, publicado pela Editora Biruta.

TOM01

TOM02

4. A CASA NA ÁRVORE

Esse é um livro delicado e surpreendente – um urso polar chega à uma casa na árvore, no meio do oceano. Logo depois, chega outro urso, um marrom. Ali, os dois amigos vivem – passam as estações, passam outros bichos, e as surpresas surgem a cada página: cores, muitas cores. A cada folheada a árvore aguarda repleta de diversidade e movimento, repleta de cor. O cor-de-rosa de flamingos que passam por ali, o amarelo de um dia ensolarado no qual a visita a vem de barco-balão, o branco de um dia de neve, o azul de uma bela noite de luar. Livro vencedor de diversos prêmios, foi criado por pai e filha: Ronald Tolman e Marije Tolman. Edição da Brinque-Book.

ARVORE01

ARVORE02

5. JOURNEY

Tá aí um livro de tirar o fôlego, tão bonito é – Journey conta a incrível história de uma viagem, como diz o próprio título. Uma viagem criada a partir de um giz de cera vermelho, obra de uma garotinha entediada. Uma porta desenhada na parede leva a menina a uma floresta exuberante – de uma paisagem sépia, triste, ela entra em um verde brilhante, repleto de luminárias orientais. E a viagem continua: quando encontra um rio, a garota desenha um barco – e chega num reino gigante, com castelos, labirintos e janelas. É um livro com muita emoção e aventura: a menina tenta resgatar um pássaro aprisionado, fugindo de arcos, flechas e vilões – e no final, encontra um amigo para continuar a jornada. Não tem edição no Brasil – essa é da Candlewick Press, americana, e é absolutamente impecável e linda. A dica é que dá pra encontrar fácil (porém um bocado caro, com esse dólar alto assim) no site Book Depository. Ilustrações de Aaron Becker.

JOURNEY05

JOURNEY02

***

…continua na parte 2, aguardem! 🙂