um outro país para azzi

Francisco ganhou seu primeiro livro em quadrinho! E um quadrinho emocionante: Um Outro País para Azzi conta a história de uma menina de 10 anos que foge de um país em guerra com sua família em busca de um recomeço. Em nenhum momento é dito que país é esse – apenas que é um país em guerra, e que a vida de Azzi e da família segue – à medida do possível – ao redor dela. Até um dia em que o pai de Azzi, médico, recebe um telefonema e eles são obrigados a fugir. Eles deixam então a casa, todos seus pertences, a avó (que promete ir depois) e partem em um barco para outro país.

azzi01

“Quando Azzi lambia seus lábios secos, sentia gosto de água salgada. Quando Azzi se agarrava a Bobô, o pelo dele estava duro, também por causa da água do mar. Quando tentava dormir, o cobertor de vovó estava úmido e gelado. 

 

Um novo dia estava começando. Ainda se via uma única estrela no céu. A terra, logo à frente, era rosa e cinza. Azzi viu, pela primeira vez, o contorno desse novo país.”

 

É nesse novo país, cujo nome também permanece oculto, que a aventura de uma nova vida, completamente diferente, começa para Azzi. Os costumes diferentes, a língua, as comidas, a casa pequena com apenas um aposento e móveis e panelas doados por outras pessoas. Azzi então começa a frequentar uma escola e lá conhece pessoas que a ajudam de todas as formas – o Sr. Miller, Sabeen. Aí o livro toma um rumo diferente, nada triste, mas cheio de esperança. É bonito de ver – até o Francisco ficou entusiasmado com o final, feliz da vida.

azzi02

Consigo claramente me ver lendo esse livro com o Francisco mais velho – agora ele curtiu muito, mas ainda vai curtir mais, quando entender de fato o que é uma guerra e por que elas acontecem. E entender, especialmente, que tudo aquilo que Azzi vive na história, muita criança vive na vida real também.

O fato de ser um quadrinho faz toda diferença – é como um filminho, cheio de ação e pequenos detalhes. O livro foi escrito e ilustrado por Sarah Garland em 2010, depois da observação e do contato com algumas famílias de refugiados – eram as expressões angustiadas das crianças desses grupos que mais chamavam sua atenção. Então ela fez uma longa pesquisa, com as memórias e os desafios daqueles que tiveram que fugir, além de professores e especialistas – e daí o livro.

azzi03

No Brasil, a edição é da Pulo do Gato, editora paulista cuja especialidade são livros para crianças e jovens. Aliás, olha, vale entrar no site e dar uma olhada no catálogo – é tanta coisa bonita que não tem como não passar vontade de ter tudo. O livro é fácil de encontrar online, e o melhor preço é o da Siciliano: 36 reais. Mas se liga na dica: na Estante Virtual tem uma cópia usada por 17 reais. Curtiu? 🙂

Vamos conversar?